Apresentação, vol 3 n 2

Autores

  • Adauto Lúcio Caetano Villela Universidade Federal de Juiz de Fora

Resumo

É com muito prazer que apresentamos a sexta edição da Rónai – Revista de Estudos Clássicos e Tradutórios, publicação eletrônica semestral com oobjetivo de divulgar trabalhos sobre tradução e Estudos Clássicos de alunos de graduação e de pós-graduação, além de professores de instituições de ensino nacionais e internacionais.

Abrimos esta edição com o artigo do professor do Instituto Federal Fluminense e mestre em Cognição e Linguagem pela Universidade Estadual do Norte Fluminense Darcy Ribeiro, Thiago Soares de Oliveira, intitulado “Do latim ao português moderno: a questão do latinismo como terminologia”, que pondera criticamente sobre a opção pela manutenção de determinados latinismos no português moderno, especialmente em áreas especializadas.

Em seguida, temos o artigo “Metamorfoses de Júpiter nos Amores de Ovídio”, em que Guilherme Horst Duque, doutorando em Linguística pela Universidade Estadual de Campinas, se dedica à análise das figurações de Júpiter nos Amores de Ovídio com o objetivo de demonstrar sua influência na construção do amans elegíaco ovidiano.

Em “Afrodite nos Trópicos: a reescrita da cultura clássica no romance A mão e a luva, de Machado de Assis”, o professor Edson Ferreira Martins, da Universidade Federal de Viçosa, nos brinda com a discussão sobre a recepção da cultura clássica no projeto literário machadiano, indagando sobre as funções a que se presta a incorporação dessa camada intertextual nos escritos do romancista brasileiro.

 No trabalho seguinte, “Ressignificação das estruturas da poesia épica em Paradise Lost: o contexto das invocações”, a graduanda do curso de Letras da Universidade Federal do Rio de Janeiro Vanessa do Carmo Abreu nos apresenta parte do projeto de pesquisa de Iniciação Científica intitulado Traços da épica grega antiga em Paradise Lost, analisando o uso das épicas ditas pagãs na construção de um poema épico cristão, com base na leitura do texto original inglês, na edição de John Leonard (2000), e das edições em português de Lima Leitão (1840) e de Daniel Jonas (2006).

“Cantos negros: a tradução de Negro Spirituals por Marguerite Yourcenar” desvela uma faceta pouco conhecida da produção da renomada romancista belga: a tradução poética. O artigo assinado por Alex Rezende Heleno Correio, doutorando em Estudos Literários pela Universidade Federal de Juiz de Fora, aborda o tema pela perspectiva dos Estudos Culturais, destacando, por um lado, o contexto histórico-cultural em que aquelas traduções foram feitas e publicadas, um período em que preconceitos e racismos calavam ainda mais as vozes de minorias, e trazendo a questão à reflexão atual baseada nas proposições de autores como Édouard Glissant, Frantz Fanon e Paul Gilroy.

Por sua vez, “Tradução de textos da filosofia oriental: peculiaridades e requisitos no caso da filosofia budista” de Ethel Panitsa Beluzzi, doutoranda em Linguística Aplicada na Universidade Estadual de Campinas, discute peculiaridades da tradução para o português de textos da filosofia oriental, especialmente dos sutras da filosofia budista mahāyāna. O artigo trata de questões relativas à contextualização desses textos – suas origens e desenvolvimento em épocas e culturas diversas – tendo em vista apontar pré-requisitos, de um lado, para sua compreensão e, de outro, para a sua adequada transposição ao idioma alvo. Trata-se da abordagem de um tema importante para os estudos das filosofias budista, abordagem essa pautada em aportes basilares dos estudos tradutórios, constituindo, simultaneamente, uma colaboração para ambas as áreas.

E encerramos esta edição com a tradução feita por Bruna Fernanda Abreu, mestranda em Linguística pela Universidade Estadual de Campinas, das 38 seções de “A primeira Filípica de Marco Túlio Cícero”, a Oratio Philippica Prima, fruto do trabalho de fim de graduação realizado no Instituto de Estudos da Linguagem daquela universidade.

Mais uma vez, vemos que os artigos aqui reunidos representam a proposta de nossa revista: o diálogo entre professores, pós-graduandos e graduandos, visando sempre à colaboração para novas pesquisas.  

 

Os editores

Fernanda Cunha Sousa

Adauto Lúcio Caetano Villela

Downloads

Não há dados estatísticos.

Biografia do Autor

Adauto Lúcio Caetano Villela, Universidade Federal de Juiz de Fora

Professor do Bacharelado em Tradução
Faculdade de Letras/DLEM - UFJF

Downloads

Publicado

2016-02-05

Como Citar

VILLELA, A. L. C. Apresentação, vol 3 n 2. Rónai – Revista de Estudos Clássicos e Tradutórios, [S. l.], v. 3, n. 2, p. 1–2, 2016. Disponível em: https://periodicos.ufjf.br/index.php/ronai/article/view/23150. Acesso em: 18 maio. 2024.

Edição

Seção

Apresentação

Artigos mais lidos pelo mesmo(s) autor(es)

1 2 > >>