Submissões

O cadastro no sistema e posterior acesso, por meio de login e senha, são obrigatórios para a submissão de trabalhos, bem como para acompanhar o processo editorial em curso. Acesso em uma conta existente ou Registrar uma nova conta.

Condições para submissão

Como parte do processo de submissão, os autores são obrigados a verificar a conformidade da submissão em relação a todos os itens listados a seguir. As submissões que não estiverem de acordo com as normas serão devolvidas aos autores.
  • A contribuição é original e inédita, e não está sendo avaliada para publicação por outra revista; caso contrário, deve-se justificar em "Comentários ao editor".
  • Os dados relativos à autoria (nome, e-mail, vínculo institucional) foram corretamente preenchidos durante o registro.
  • O texto e os documentos suplementares (se houver) atendem a todas as Diretrizes para autores e aos Padrões de formatação aplicáveis ao trabalho ali descritos.
  • Foram tomadas todas as medidas necessárias para garantir o critério de sigilo da revista na avaliação por pares, conforme instruções disponíveis aqui: https://periodicos.ufjf.br/index.php/ronai/duplocega.
  • A submissão foi produzida por autor(a) pós-graduando (a) ou egresso(a) de instituição de ensino nacional ou estrangeira.

Diretrizes para Autores

[atualizadas em jul/2020]

O envio de material para publicação implica a concordância automática com as Políticas Editoriais da Rónai. Serão aceitas apenas contribuições que estejam de acordo com as diretrizes e condições relacionadas nos itens 1, 2 e 3 abaixo. As condições descritas no item 4 aplicam-se apenas a textos aprovados.

1) Os artigos deverão ter de 7 a 8 mil palavras, contando os elementos pós-textuais. As resenhas deverão ter entre 1.200 a 1.400, também contando os elementos pós-textuais. Traduções e entrevistas não têm limitação de número de palavras.

2) As submissões devem ser feitas exclusivamente pelo site da revista.

3) Padrões gerais de formatação:

       a) As submissões devem ser enviadas em formato Microsoft Word, OpenOffice ou RTF.

       b) A formatação das páginas deve ser a seguinte: tamanho A4 (21 cm x 29,7 cm); margens: esquerda e direita: 3,0 cm; superior e inferior: 2,5 cm.

       c) Título: na primeira linha, centralizado, em negrito, fonte Book Antiqua, tamanho 12, somente primeira letra em maiúscula.

       d) Resumo (obrigatório para artigos e traduções): palavra RESUMO em caixa alta, seguida de dois-pontos; texto redigido em parágrafo único, espaços múltiplos de 1,15 cm, justificado, fonte Book Antiqua, tamanho 12. Deve ter entre 750 caracteres (com espaço) e 1000 caracteres (com espaço) e conter obrigatoriamente (no caso de artigos), os seguintes elementos: objetivo do estudo, aporte teórico/metodologia adotada, síntese dos resultados.

No caso das resenhas, em vez de resumo e palavras-chaves, deve-se apresentar a referência da obra resenhada, com alinhamento justificado, fonte Book Antiqua 12, seguindo as normas da ABNT, como no exemplo a seguir:

VEZZOLI, Simone. Arcesilao di Pitane: l'origine del platonismo neoaccademico. Analisi e fonti. Philosophie hellénistique et romaine. Turnhout: Brepols Publishers, 2016.

         e) Palavras-chave (obrigatórias para artigos e traduções): o termo “Palavras-chave” deve vir em negrito, em caixa baixa, com a primeira letra em maiúscula, seguido de dois-pontos. Na sequência, devem ser apresentadas de 3 (três) a 5 (cinco) palavras-chave em caixa baixa, separadas das demais por ponto e vírgula. Fonte Book Antiqua, tamanho 10.

          f) Título na mesma língua do Abstract/Resumée: centralizado, em negrito, fonte Book Antiqua, tamanho 12, somente primeira letra em maiúscula.

         g) Abstract/Resumée: em língua inglesa ou francesa, respectivamente, com as mesmas especificações e configurações do resumo.

         h) Keywords/Mots-clés: em língua inglesa ou francesa, com as mesmas especificações e configurações das palavras-chave.

         i) Corpo do texto: fonte Book Antiqua, tamanho 12, alinhamento justificado ao longo de todo o texto. Espaçamento: múltiplos 1,15 cm entre linhas; parágrafos com recuo especial de 1,25 cm na primeira linha. Separar as partes do texto com uma linha em branco.

         j) Citações de até 3 (três) linhas devem vir entre aspas duplas no corpo do texto. Citações maiores do que 3 (três) linhas devem seguir esta formatação: sem aspas, fonte Book Antiqua, corpo 12, com espaço simples e recuo de 2,5 cm à esquerda para toda a citação.

        k) Citações em latim deverão estar sempre em itálico, sem aspas, utilizando-se sempre u e V (e não v e U), a menos no caso de citações latinas modernas, como, por exemplo, de expressões cristalizadas e de comentadores tardios (como curriculum vitae). Citações em grego deverão ser redigidas sem itálico ou aspas, com a fonte New Athena Unicode, preconizada pela Society for Classical Studies e disponível em https://classicalstudies.org/publications-and-research/nau-download. Nos trabalhos em português, a eventual transliteração de palavras e expressões gregas deve seguir as normas adotadas pela Sociedade Brasileira de Estudos Clássicos, no documento disponível aqui [hiperlink].

        l) No corpo do texto e nas notas de rodapé, as referências deverão ser indicadas entre parênteses, como no exemplo: (COSTA, 2003, p. 1-10).

       m) Notas de rodapé deverão ser numeradas em algarismos arábicos e ter a seguinte formatação: fonte Cambria, tamanho 10, alinhamento justificado, sem espaçamento entre notas e espaço simples dentro da nota. Nas traduções, as notas de rodapé do autor do original deverão ser identificadas como NA. Notas do tradutor deverão ser identificadas como NT.

       n) Títulos e subtítulos das seções (resenhas não devem conter subdivisões): em numeração arábica, sem recuo de parágrafo, em negrito, com maiúscula somente para a primeira palavra da seção. Usar o sistema “número seguido de ponto final” (Exemplo: 1.1. A construção dos sentidos). Não numerar Introdução, Conclusão, Referências e elementos pós-textuais.

       o) Elementos ilustrativos: tabelas, figuras, fotos etc. devem ser inseridas no texto, logo após serem citadas, contendo título e a fonte dos dados (quando pertinente) em sua parte inferior, centralizados, em fonte Book Antiqua, tamanho 10, numeradas sequencialmente.

3.1. Citação de obras clássicas

       a) Para autores gregos, utilizar as abreviaturas do Greek-English Lexicon (LSJ), disponíveis em: http://www.stoa.org/abbreviations.html

       b) Para autores latinos, utilizar as abreviaturas do Oxford Latin Dictionary, disponíveis em: http://classics.oxfordre.com/staticfiles/images/ORECLA/OCD.ABBREVIATIONS.pdf

       c) Em relação à referência de autores clássicos, deverá ser seguida a convenção usual da área, com o nome aportuguesado do autor, seguido da abreviatura consagrada pelos dicionários em língua portuguesa, em itálico, com indicações de capítulo e versos ou parágrafos (VIRGÍLIO, En. I, 31-38).

4) Orientações quanto às referências

Seguir normas mais atuais da ABNT, usar espaçamento 1,15, alinhamento justificado, com uma linha em branco entre as referências. Para diferenciar obras de um mesmo autor em um mesmo ano, usar a, b, c etc. No caso de obras com mais de três autores (editores ou organizadores), usar et al. depois do nome do primeiro autor. Para mais detalhes, conferir exemplos de referências abaixo.

 

EXEMPLOS DE REFERÊNCIAS

1) Livros

VASCONCELLOS, Paulo Sérgio de. Efeitos intertextuais na Eneida de Virgílio. São Paulo: Humanitas, 2001.

PUTNAM, Michael C. J. Virgil’s Poem of the Earth: Studies in the Georgics. Princeton: University Press, 1979.

BAUMAN, Zygmunt. Globalização: as consequências humanas. Tradução: Marcus Penchel. Rio de Janeiro: Jorge Zahar, 1999.

ORLANDI, Eni P. Análise de Discurso: princípios e procedimentos. 8. ed. Campinas, São Paulo: Pontes, 2009.

BAVARESCO, Agemir; BARBOSA, Evandro; ETCHEVERRY, Katia Martin (org.). Projetos de filosofia. Porto Alegre: EDIPUCRS, 2011. E-book. Disponível em: http ://ebooks.pucrs.br/edipucrs/projetosdefilosofia.pdf. Acesso em: 21 ago. 2011.

 

2) Artigos de periódicos

GARRAFFONI, Renata S.; FUNARI, Pedro P. A. The uses of Roman heritage in Brazil. Heritage & Society, Amherst, v. 1, n. 5, p. 53-76, 2012.

ANTELO, R. A aporia da leitura. Ipotesi: Revista de Estudos Literários, Juiz de Fora, v. 7, n. 1, p. 31-45, jan./jun. 2003.  Disponível em: http://www.ufjf.br/revistaipotesi/files/2011/05/4-A-aporia-da-leitura.pdf. Acesso em: 13 nov. 2019.

 

3) Monografias, dissertações e teses

FAGUNDES, Juliana S. Tenda dos Milagres/Tent of Miracles: a tradução como um processo de mediação cultural. Monografia (Bacharelado em Letras: Ênfase em Tradução – Inglês) – Faculdade de Letras, Universidade Federal de Juiz de Fora, Juiz de Fora, 2001.

CAMPOS, Giovana C. For Whom the Bell Tolls, de Ernest Hemingway, e suas traduções no contexto brasileiro. Dissertação (Mestrado em Letras: Teoria da Literatura) – Faculdade de Letras, Universidade Federal de Juiz de Fora, Juiz de Fora, 2004.

DE PAOLI, Beatriz. A adivinhação na tragédia de Ésquilo. Tese (Doutorado em Letras Clássicas) –Departamento de Letras Clássicas e Vernáculas, Universidade de São Paulo, São Paulo, 2015.

 

4) Capítulos de livros

BENJAMIN, Walter. A tarefa-renúncia do tradutor. Trad. Susana Kampff Lages. In: HEIDERMANN, Werner (org.). Clássicos da teoria da tradução. Florianópolis: UFSC, Núcleo de Tradução, 2001. p. 188-215.

AUERBACH, Erich. A cicatriz de Ulisses. In: AUERBACH, Erich. Mimesis: a representação da realidade na literatura ocidental. 4. ed. São Paulo: Perspectiva, 1998. p. 1-20.

 

5) Congresso, Conferências, Encontros e outros eventos

CONGRESSO DA SOCIEDADE BRASILEIRA DE ESTUDOS CLÁSSICOS, 18, 2019, Juiz de Fora. Caderno de resumos […]. Juiz de Fora: SBEC, 2019. Disponível em: https://www.congresso2019.classica.org.br/download/download?ID_DOWNLOAD=2. Acesso em: 11 fev. 2020.

 

Transferência de documentos suplementares

Os seguintes arquivos deverão ser enviados pelo sistema no processo de submissão:

1) Para traduções, arquivo com os textos-fonte para fins de avaliação comparada e, a critério do editor, para a publicação bilíngue.

2) No caso de traduções de textos-fonte que não estejam em domínio público, será também requerida a cessão de direitos autorais nos termos vigentes em lei, a ser obtida pelos tradutores junto aos detentores dos direitos.

Política de Privacidade

Os nomes e endereços informados nesta revista serão usados exclusivamente para os serviços prestados por esta publicação, não sendo disponibilizados para outras finalidades ou a terceiros.