A WebQuest como proposta de avaliação digital no contexto da aprendizagem significativa crítica em ciências para o ensino médio

Autores

  • Marcello Ferreira Universidade de Brasília, Instituto de Física, Programa de Pós-Graduação em Ensino de Física, Brasília, Distrito Federal, Brasil https://orcid.org/0000-0003-4945-3169
  • Danielle Xabregas Pamplona Nogueira Universidade de Brasília, Faculdade de Educação, Departamento de Planejamento e Administração, Brasília, Distrito Federal, Brasil https://orcid.org/0000-0001-8500-0402
  • Olavo Leopoldino da Silva Filho Universidade de Brasília, Instituto de Física, Programa de Pós-Graduação em Ensino de Física, Brasília, Distrito Federal, Brasil https://orcid.org/0000-0001-8078-3065
  • Marcos Rogério Martins Costa Universidade de Brasília, Instituto de Física, Programa de Pós-Graduação em Ensino de Física, Brasília, Distrito Federal, Brasil https://orcid.org/0000-0002-4627-9989
  • Joaquim José Soares Neto Universidade de Brasília, Instituto de Física, Programa de Pós-Graduação em Desenvolvimento, Sociedade e Cooperação Internacional do Centro de Estudos Avançados Multidisciplinares, Brasília, Distrito Federal, Brasil

DOI:

https://doi.org/10.34019/2237-9444.2022.v12.35023

Palavras-chave:

Avaliação, Itens digitais, Ensino de Física, Aprendizagem significativa crítica, WebQuest

Resumo

O Ensino Médio tem sido a etapa da educação com os resultados mais precários em avaliações nacionais de larga escala. Urgem, portanto, intervenções que possam responder a essa contingência. Neste artigo, adotamos uma teoria educacional capaz de engendrar uma aprendizagem significativa crítica que, aliada às novas tecnologias digitais, conforma-se ao modo não linear de aprendizagem. Subsidiados por essa abordagem teórica, o objetivo é desenvolver, como produto tecnológico, uma estratégia avaliativa baseada nas WebQuests, em conjunto com tecnologias TRI-CAT, que apresentam características impossíveis de se mimetizar em avaliações por meios não digitais. Aplica-se essa proposta ao ensino de ciências na disciplina de Física do Ensino Médio. Para tanto, este estudo é apresentado em três partes. Na primeira parte, faz-se uma discussão fundamentada sobre os pressupostos educacionais e avaliativos que podem sustentar uma proposta de WebQuest com itens de múltipla escolha. Na segunda, são abordados os pressupostos metodológicos desta pesquisa tecnológica. Na terceira parte, é descrito o modelo de WebQuest com itens de múltipla escolha, expondo parte dos resultados alcançados no projeto-piloto, que contou com a participação de nove estudantes do Ensino Médio. Como resultado, este artigo aponta que a WebQuest com itens de múltipla escolha é uma ferramenta que pode contribuir para o desenvolvimento de metodologias de ensino mais afins das TICs.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Biografia do Autor

Marcello Ferreira, Universidade de Brasília, Instituto de Física, Programa de Pós-Graduação em Ensino de Física, Brasília, Distrito Federal, Brasil

Graduado em Física (UnB). Mestre em Física (UnB). Doutor em Educação em Ciências (UFRS). Pós-Doutorado em Ensino de Ciências e Tecnologias (UFSCar). Pesquisa e orienta nos temas: fundamentos teórico-metodológicos para o ensino de ciências e física; formação de professores de física; estudos foucaultianos; educação a distância; e políticas públicas da educação. Pesquisador CAEd/UFJF na área de avaliação digital em física. Atualmente, é Pró-Reitor do Mestrado Nacional Profissional em Ensino de Física (MNPEF) junto à Sociedade Brasileira de Física (SBF).

Currículo Lattes: http://lattes.cnpq.br/3108824986425884

Danielle Xabregas Pamplona Nogueira, Universidade de Brasília, Faculdade de Educação, Departamento de Planejamento e Administração, Brasília, Distrito Federal, Brasil

Graduada em Educação Artística, com habilitação em Música (UEPA). Especialista em Metodologia da Educação Superior (UEPA). Especialista em Administração Escolar (UCAM).  Mestra em Educação (UnB). Doutora em Educação (UnB). É professora do Departamento de Planejamento e Administração da Faculdade de Educação da Universidade de Brasília (UnB), atuando principalmente nos seguintes temas: políticas públicas, gestão e tecnologias educacionais.

Currículo Lattes: http://lattes.cnpq.br/7455418399257045

Olavo Leopoldino da Silva Filho, Universidade de Brasília, Instituto de Física, Programa de Pós-Graduação em Ensino de Física, Brasília, Distrito Federal, Brasil

Graduado em Física, Matemática, Filosofia e Ciências da Computação (UnB). Mestre em Física e em Filosofia (UnB). Doutor em Física (UnB). Atualmente é professor associado da Universidade de Brasília. Tem experiência na área de Física, com ênfase em Interpretação da Mecânica Quântica, em particular na interface quântico-clássico. Em filosofia, trabalha com lógica e linguagem, em particular com a aplicação da lógica na análise de línguas naturais.

Currículo Lattes: http://lattes.cnpq.br/2385734808526524 

Marcos Rogério Martins Costa, Universidade de Brasília, Instituto de Física, Programa de Pós-Graduação em Ensino de Física, Brasília, Distrito Federal, Brasil

Graduado em Letras (USP). Mestre em Letras (USP). Doutor em Letras. Pós-Doutorando em Letramento científico no Instituto de Física (UnB). Membro da Equipe Multidisciplinar do Centro de Educação a Distância da Universidade de Brasília (Cead/UnB). Diretor de Eventos da Academia Contemporânea de Letras (ACL) e Diretor da Sucursal de Brasília da Academia Nacional de Artes, Letras e Ciências (Anacla).  

Currículo Lattes: http://lattes.cnpq.br/1948149291517472

Joaquim José Soares Neto, Universidade de Brasília, Instituto de Física, Programa de Pós-Graduação em Desenvolvimento, Sociedade e Cooperação Internacional do Centro de Estudos Avançados Multidisciplinares, Brasília, Distrito Federal, Brasil

Graduado em Física (UnB). Mestre em Física (UnB). Doutor em Química teórica (Aarhus University, UA). Pós-doutorado no California Institute of Technology (Caltech), nos Estados Unidos. Professor Titular da Universidade de Brasília. Trabalha em pesquisa na área de Avaliação da Educação Superior e da Educação Básica por mais de 18 anos. Atualmente, atua no Programa de Pós-Graduação em Desenvolvimento, Sociedade e Cooperação Internacional do Centro de Estudos Avançados Multidisciplinares (Ceam/UnB) e no Polo do Instituto de Física do Mestrado Nacional Profissional em Ensino de Física, ambos da Universidade de Brasília.

Currículo Lattes: http://lattes.cnpq.br/1594664312846964

Referências

AMERICAN EDUCATIONAL RESEARCH ASSOCIATION - AERA; AMERICAN PSYCHOLOGICAL ASSOCIATION -APA; NATIONAL COUNCIL ON MEASUREMENT IN EDUCATION - NCME. Standards for educational and psychological testing. Washington, DC: APA, 2014.

ARREDONDO, Santiago Castillo; DIAGO, Jesús Cabrerizo. A avaliação na educação. In: ARREDONDO, Santiago Castillo; DIAGO, Jesús Cabrerizo. Avaliação educacional e promoção escolar. Curitiba: IBPEX; São Paulo: Unesp, 2009, p. 27-78.

AUSUBEL, David Paul. Educational psychology: A cognitive view. New York: Holt, Rinehart & Winston, 1969.

AUSUBEL, David Paul. The acquisition and retention of knowledge: a cognitive view. Boston: Kluwer, 2000.

BRASIL, Ministério da Educação. Base Nacional Curricular Comum. Ensino Infantil e Ensino Fundamental. Brasília: Conselho Nacional da Educação, 2017.

BLOOM, Benjamin Samuel; ENGELHART, Max D.; FURST, Edward J.; HILL, Walker H.; Krathwohl, David. R. Taxonomy of educational objectives. New York: David Mckay, 1956.

BUNGE, Mario. Treatise on basic philosophy. Boston: D. Reidel, v. VII, 1985.

CARVALHO, Ana Maria Pessoa de; RICARDO, Elio Carlos; SASSERON, Lúcia Helena; ABIB, Maria Lúcia Vital dos Santos; PIETROCOLA, Maurício. Ensino de Física. São Paulo: Cengage Learning, 2010.

COSTA, Sandra Regina Santana; DUQUEVIZ, Barbara Cristina; PEDROZA, Regina Lúcia Sucupira. Tecnologias Digitais como instrumentos mediadores da aprendizagem dos nativos digitais. Revista Quadrimestral da Associação Brasileira de Psicologia Escolar e Educacional, São Paulo, v. 19, n. 3, set.-dez, p. 603-610, 2015.

COELHO, Patrícia Margaria Farias; COSTA, Marcos Rogério Martins Costa; NETO, João Augusto Mattar. Saber Digital e suas Urgências: reflexões sobre imigrantes e nativos digitais. Educação & Realidade, Porto Alegre, v. 43, n. 3, p. 1077-1094, 2018.

CRAICK, Fergus I. M.; LOCKHART, Robert S. Levels of processing: A framework for memory research. Journal of Verbal Learning & Verbal Behavior, v. 11, p. 671-684, 1972.

DODGE, Bernie. WebQuests: a technique for internet – based learning. The Distance Educator, v.1, n 2, p. 10-13, 1995.

ECKES, Thomas. Many-facet Rasch measurement. In: TAKALA, Sauli. (Ed.). Reference supplement to the manual for relating language examinations to the Common European Framework of Reference for Languages: Learning, teaching, assessment (Section H). Strasbourg, France: Council of Europe/Language Policy Division, 2009, p. 1-53.

FERREIRA, Marcello; SILVA FILHO, Olavo Leopoldino; MOREIRA, Marco Antonio; FRANZ, Gustavo Borgnon; PORTUGAL, Khalil Oliveira; NOGUEIRA, Danielle Xábregas Pamplona. Unidade de Ensino Potencialmente Significativa sobre óptica geométrica apoiada por vídeos, aplicativos e jogos para smartphones. Revista Brasileira de Ensino Física, v. 42, e20200057, p. 1-3, jun., 2020.

FERREIRA, Marcello; COUTO, Roberto Vinícius Lessa do; SILVA FILHO, Olavo Leopoldino; PAULUCCI, Laura; MONTEIRO, Fábio Ferreira. Ensino de astronomia: uma abordagem didática a partir da Teoria da Relatividade Geral. Revista Brasileira de Ensino de Física, v. 43, p. 1-13, 2021.

FREITAS JUNIOR, Vanderlei; SOUZA, Victor Martins. Guia para escrita de artigos científicos: uma perspectiva da pesquisa tecnológica. Sombrio: Instituto Federal Catarinense, 2018.

GIERL, Mark J.; HALADYNA, Thomas M. Automatic Item Generation: theory and practice. Routledge: New York and London, 2012.

GIL, Antonio Carlos. Como elaborar projetos de pesquisa. 4.ed. São Paulo: Atlas, 2002.

GOLEMAN, Daniel. Foco: a atenção e seu papel para o sucesso. Tradução de Cássia Zanon. Rio de Janeiro: Objetiva, 2013.

HANNAFIN, Michael J. Interaction Strategies and Emerging Instructional Technologies: Psychological Perspectives, Canadian Journal of Educational Communication CJEC, v..18, n. 3, p. 167 -180, 1989.

INSTITUTO NACIONAL DE ESTUDOS E PESQUISAS EDUCACIONAIS ANÍSIO TEIXEIRA – INEP. Índice de Desenvolvimento da Educação Básica – IDEB – Resultados e Metas. 2019. Disponível em: http://ideb.inep.gov.br/resultado/ Acesso em: 26 jan. 2022.

KÄMPF, Cristiane. A geração Z e o papel das tecnologias digitais na construção do pensamento. ComCiência, n. 131, p. 1-4, 2011.

KEMPFER, Liderci Maria de Andrade. Impactos da Cibercultura na mediação pedagógica nas escolas públicas municipais do ensino fundamental da cidade de Goiânia (GO). Dissertação (Mestrado em Educação) – Faculdade de Educação, Universidade de Brasília, Brasília, 2012.

KENSKI, Vani Moreira. Educação e tecnologias: o novo ritmo da informação. 5 ed. Campinas: Papirus, 2009.

LÉVY, Pierre. O que é virtual? Tradução de Paulo Neves. Rio de Janeiro: Editora 34, 1996.

LINACRE, John Michael. Many-facet Rasch Measurement. Chicago: Mesa Press, 1994.

LUECHT, R. Michael. Automatic Item Generation for Computerized Adaptative Testing. In: GIERL, M. J.; HALADYNA, Thomas M. Automatic item generation: theory and practice. New York: Routledge, 2012, p. 196-216.

MARCH, Tom. The learning power of WebQuests. Educational Leadership, v. 61, n. 4, p. 42-47, 2004.

MARINHO, Simão Pedro P. WebQuest – um uso inteligente da Internet na escola. Caderno do Professor, n. 7, p. 55-64, fev. 2001.

MARZANO, Robert J. A different kind of classroom: teaching with dimension with dimensions of learning. Alexandria: Association for Supervision and Curriculum Development, 1992.

MARZANO, Robert J.; KENDALL, John S. The new Taxonomy of Educational Objectives. 2. ed. Nova Iorque: Corwin Press, 2007.

MASETTO, Marcos Tarciso. Mediação pedagógica e o uso da tecnologia. In: MORAN, José Manuel; MASETTO, Marcos Tarciso; BEHRENS, Marilda Aparecida. Novas tecnologias e mediação pedagógica. 12 ed. Campinas: Papirus, 2000, p. 133-173.

MOREIRA, Marco Antonio. Aprendizagem significativa. Brasília: Editora da UnB, 1999.

MOREIRA, Marco Antonio. Unidades de Ensino Potencialmente Significativas – UEPS. Temas de ensino e formação de professores de ciências. Natal: EDUFRN, 2012.

MOREIRA, Marco Antonio. Teorias de aprendizagem. São Paulo: EPU, 2017a.

MOREIRA, Marco Antonio. Grandes desafios para o ensino da física na educação contemporânea. Revista do Professor de Física, v. 1, n. 1, p. 01-13, 2017b.

MOREIRA, Marco Antonio; MASINI, Elcie F. Salzano. Aprendizagem significativa: a teoria de David Ausubel. São Paulo: Moraes, 2016.

OLIVEIRA, Ana Paula de Matos. Prova Brasil como política de regulação da rede pública do Distrito Federal. 2011. 274f. Dissertação (Mestrado em Educação) – Programa de Pós-Graduação em Educação, Universidade de Brasília, Brasília, 2011.

OLIVEIRA, Antonia Regina de. O modelo multifacetas de Rasch na construção de subescalas. 2019. 100f. Dissertação (Mestrado em Desenvolvimento, Sociedade e Cooperação Internacional) - Centro de Estudos Avançados Multidisciplinares, Universidade de Brasília, Brasília, 2019.

PARRISH, Patrick. Interactivity in computer-aided learning (CAL). 1996. Disponível em: http://www.comet.ucar.edu/pub_html/npi/interac3.html. Acesso em: 26 jan. 2022.

PASQUALI, Luiz. Psicometria: teoria dos testes na psicologia e na educação. Petrópolis: Vozes, 2013.

PASQUALI, Luiz; PRIMI, Ricardo. Fundamentos da teoria da resposta ao item: TRI. Avaliação psicológica, Porto Alegre, v. 2, n. 2, p. 99-110, dez. 2003.

PERRENOUD, Philippe. Avaliação: da excelência à regulação das aprendizagens – entre duas lógicas. Trad. Patrícia Chittoni Ramos. Porto Alegre: Artes Médicas Sul, 1999.

SACRISTÁN, Gimeno J.; GÓMEZ, A. I. Perez. Compreender e transformar o ensino. Tradução de Ernani da Fonseca. 6. ed. Porto Alegre: ARTMED, 2007.

SANTOS, Tiarles Rosa dos; BARIN, Cláudia Smaniotto. Problematização da Metodologia Webquest na Prática Educativa: potencialidades e desafios. Revista Tecnologias na Educação, ano 6, n. 11, p. 1-11, dez. 2014.

SILVA, Wellington. Proposta de uma metodologia para a produção e interpretação de medidas educacionais em avaliação em larga escala por meio da utilização da Modelagem Rasch com duas ou mais facetas. 2019. 150 f. Tese (Doutorado em Educação) – Pontifícia Universidade Católica do Rio de Janeiro, Departamento de Educação, Rio de Janeiro, 2019.

SILVA FILHO, Olavo Leopoldino da; FERREIRA, Marcello. Modelo teórico para levantamento e organização de subsunçores no âmbito da Aprendizagem Significativa. Revista Brasileira de Ensino de Física, v. 44, p. 1-13, 2022.

SILVA FILHO, Olavo Leopoldino da; FERREIRA, Marcello. Teorias da aprendizagem e da educação como referenciais em práticas de ensino: Ausubel e Lipman. Revista do Professor de Física, v. 2, n. 2, ago. 2018.

SILVA FILHO, Olavo Leopoldino da; FERREIRA, Marcello; Polito, Antony Marco Mota; COELHO, André Luiz Miranda de Barcelos. Normatividade e descritividade em referenciais teóricos na área de ensino de Física. Pesquisa e Debate em Educação, v. 11, n. 1, p. 1–33, 2021.

SIMS, Rod. Interactivity on stage: Strategies for learner-designer communication. Australian Journal of Educational Technology, 1999, v. 15, n. 3, p. 257-272, Summer 1999.

TOFFOLI, Sônia Ferreira Lopes; SIMON, Cristina Valéria Bulhões. A utilização do modelo multifacetas de Rasch na análise das influências dos avaliadores sobre as avaliações com itens abertos. Ensaio: Avaliação e Políticas Públicas em Educação, Rio de Janeiro, n. 101, p. 1303-1323, 2018.

TOMAZ, Júlia Maria Caldeira. Efeitos do nível de interatividade num recurso educativo digital - diferenças na satisfação e na aprendizagem. Atas do II Congresso Internacional TIC e Educação. Lisboa, 2011, p. 2654-2675. Disponível em: http://ticeduca.ie.ul.pt/atas/pdf/318.pdf. Acesso em: 26 jan. 2022.

UNIVERSIDADE DE BRASÍLIA - UNB. A WebQuest como proposta de avaliação digital no contexto da aprendizagem significativa em Ciências para o Ensino Médio. Aprender 2. 2021. Disponível em: https://aprender2.unb.br/course/view.php?id=1459. Acesso em: 26 jan. 2022.

Downloads

Publicado

2022-02-10

Como Citar

Ferreira, M., Nogueira, D. X. P. ., Silva Filho, O. L. da, Costa, M. R. M., & Soares Neto, J. J. (2022). A WebQuest como proposta de avaliação digital no contexto da aprendizagem significativa crítica em ciências para o ensino médio. Pesquisa E Debate Em Educação, 12(1), p. 1–32, e35023. https://doi.org/10.34019/2237-9444.2022.v12.35023

Edição

Seção

Pesquisa aplicada

Artigos mais lidos pelo mesmo(s) autor(es)

1 2 > >>