Pesquisa e Debate em Educação https://periodicos.ufjf.br/index.php/RPDE <p>A revista<strong> Pesquisa e Debate em Educação (PDE)</strong><em>, e-</em>ISSN 2237-9444, é um periódico científico publicado semestralmente (duas edições anuais [n.1: jan.-jun.; n. 2: jul.-dez.]), desde 2011. A partir de 2021, a publicação segue o modelo de fluxo contínuo. A PDE está vinculada ao Programa de Pós-Graduação Profissional em Gestão e Avaliação da Educação Pública (PPGP), do Centro de Políticas Públicas e Avaliação da Educação (CAEd), da Faculdade de Educação (FACED), da Universidade Federal de Juiz de Fora (UFJF).</p> Centro de Políticas Públicas e Avaliação da Educação (CAEd) pt-BR Pesquisa e Debate em Educação 2237-9436 Potencial democrático da Internet https://periodicos.ufjf.br/index.php/RPDE/article/view/35998 <p>Esta produção trata sobre a revisão de literatura realizada em pesquisa de doutoramento com a temática “Educação e Tecnologia”, para demonstrar que a Internet possui implicações políticas significativas. O estudo possui natureza teórica, com abordagem qualitativa e fundamentação fenomenológica baseadas nas contribuições de Bicudo (2011), cujo recorte teórico perpassa as obras de Feenberg (1986; 1995; 2010; 2017), Feenberg e Barney (2003), Feenberg e Friesen (2012) e Marx (2004; 2008). Nota-se que a ação humana, e não a tecnologia, decidirá o futuro da Internet, pois, quando as tecnologias são entendidas como terrenos de luta, e não como elementos fixos e acabados, elas são desqualificadas e expostas a críticas e transformações. Desse modo, o aspecto mais inovador da Internet é a capacidade de apoiar uma reflexão coletiva sobre os interesses dos participantes em todos os domínios da vida.</p> <p>&nbsp;</p> Mauricio dos Reis Brasão Copyright (c) 2022 Pesquisa e Debate em Educação 2022-09-15 2022-09-15 12 2 1 e35998 10.34019/2237-9444.2022.v12.35998 O discurso da democratização e o privilegiamento do capital no Fundo de Financiamento Estudantil (Fies) https://periodicos.ufjf.br/index.php/RPDE/article/view/34484 <p>A problemática se desdobra em torno do entendimento da institucionalização do Fies enquanto política pública. O objetivo geral é analisar as implicações da popularização do Fies sob a ótica da democratização, do acesso à educação e da disseminação da informação. O percurso metodológico compreende a análise documental, quantitativa e qualitativa, entre 1999 a 2016, tendo como referências: a Lei Nº 10.260, de 12 de julho de 2001; Relatórios de Auditoria do Tribunal de Contas da União (TCU); o site do Fies – Ministério da Educação (MEC). Foi possível concluir que o Estado, por meio do Fies, teve papel fundamental no desempenho econômico da economização da educação, uma vez que as ações e políticas direcionadas para o ensino superior acabavam por beneficiar a oferta de vagas, o aumento do número de cursos por Instituições, as aquisições e até mesmos as fusões e formação de grandes empresas do ramo de educação.</p> Aloisio André dos Santos Alcenir Soares dos Reis Copyright (c) 2022 Pesquisa e Debate em Educação 2022-09-10 2022-09-10 12 2 1 e34484 10.34019/2237-9444.2022.v12.34484 Itens digitais para avaliação da oralidade em Língua Portuguesa https://periodicos.ufjf.br/index.php/RPDE/article/view/33452 <p>O objetivo desta pesquisa aplicada é apresentar considerações teóricas e práticas sobre a produção de itens digitais voltados para a avaliação da oralidade em Língua Portuguesa. Esta pesquisa faz parte do projeto “Do papel para a tela: proposição de novas formas de avaliar a proficiência em Língua Portuguesa com itens produzidos para plataformas digitais”, financiado pela Fundação Centro de Políticas Públicas e Avaliação da Educação/Universidade Federal de Juiz de Fora (doravante Fundação CAEd/UFJF) e desenvolvido ao longo do ano de 2020. Como suporte teórico, parte-se dos pressupostos da oralidade em Língua Portuguesa, bem como os princípios de <em>design</em> de itens de avaliação e de itens digitais, bem como a Teoria de Resposta ao Item (TRI). Metodologicamente esta é uma pesquisa aplicada, de abordagem exploratória e qualitativa. Para a produção experimental dos protótipos de itens digitais foi utilizada a plataforma TAO (<em>Testing Assisté par Ordinateur</em>). A partir da produção dos protótipos de itens digitais, realizou-se uma análise qualitativa sobre o <em>design</em> de itens digitais e sua possibilidade de aplicação em avaliações de larga escala. Como resultados parciais, aponta-se que a produção de itens digitais permite a exploração de suportes multimídia e hipermídia, que permitem a avaliação de habilidades de compreensão da escuta, que não são consideradas em instrumentos de avaliação impressos.</p> Fabiano Santos Saito Copyright (c) 2022 Fabiano Santos Saito https://creativecommons.org/licenses/by/4.0 2022-07-05 2022-07-05 12 2 1 e33452 10.34019/2237-9444.2022.v12.33452 As possibilidades do uso de podcast no ensino superior https://periodicos.ufjf.br/index.php/RPDE/article/view/36113 <p class="00Textodoresumo">Esta revisão de literatura objetivou traçar um panorama do uso da tecnologia digital <em>podcasts</em> no ensino superior brasileiro, por meio da análise dos trabalhos científicos que apontam usos empíricos dessa modalidade radiofônica na educação. A busca desse material foi feita no Portal de Periódicos CAPES e no Google Acadêmico e considerou os trabalhos completos, em português e publicados entre 2015 e 2020. Encontrou-se 76 registros, destes 20 compuseram o corpus dessa pesquisa. Para a análise qualitativa do material, usou-se os descritos disponíveis na literatura (DEAL, 2007; MCGARR, 2009; FREIRE, 2013). Os resultados apontaram que <em>podcasts</em> originais são os mais usados; comumente aplicado de modo suplementar, para o acesso de material complementar à aprendizagem de conteúdo; o uso, em muitos casos, não supera o modelo tradicional de educação.</p> Thiago Augusto Arlindo Tomaz da Silva Crepaldi Sueli Heloisa Doriguetto Ferreira Copyright (c) 2022 Pesquisa e Debate em Educação 2022-08-15 2022-08-15 12 2 1 e36113 10.34019/2237-9444.2022.v12.36113 O IDEB e o SAEB https://periodicos.ufjf.br/index.php/RPDE/article/view/34598 <p>O objetivo deste artigo é discutir e exemplificar como interpretar os resultados do IDEB e do SAEB de uma escola, considerando que tal análise pode contribuir para a melhoria do processo de ensino e aprendizagem. Especialmente com os resultados do IDEB, temos assistido, por parte da mídia e dos governos e secretarias, a divulgação de rankings entre as escolas, como se esse fosse o principal objetivo do sistema de avaliação, em detrimento da análise substantiva do significado daquele índice para aquela escola. Através de uma abordagem qualitativa, utilizamos a análise documental como instrumento de produção dos dados. Compreendemos que, a análise dos resultados dessas avaliações pode possibilitar interpretações pedagógicas, oportunizando a oferta de um ensino de melhor qualidade para todos os alunos, conforme preleciona a Constituição brasileira. </p> Alessandra Cristina Pacheco Santos Stella Maris Lemos Nunes Adriana Assis Ferreira Copyright (c) 2022 Alessandra Cristina Pacheco Santos; Stella Maris Lemos Nunes; Adriana Assis Ferreira https://creativecommons.org/licenses/by/4.0 2022-08-10 2022-08-10 12 2 1 e34598 10.34019/2237-9444.2022.v12.34598 Contribuições do Peer Instruction para o ensino de Ciências https://periodicos.ufjf.br/index.php/RPDE/article/view/34042 <p>Esta pesquisa objetivou mapear artigos nas plataformas <em>Scielo </em>e Google Acadêmico, no período entre 2010 e março de 2021, o qual buscou identificar e analisar as contribuições da metodologia de ensino <em>Peer Instruction</em> no ensino de Ciências. Trata-se de uma pesquisa exploratória a partir de uma Revisão Sistemática da Literatura, com análise do nível de ensino; região; disciplina; conteúdo abordado; ferramentas e recursos tecnológicos; avaliação e, contribuições. Os resultados da pesquisa indicam que a maioria dos artigos tiveram como público-alvo o Ensino Médio, mas afirma-se que o <em>Peer Instruction</em> está em ascensão, principalmente no Ensino Superior. Conclui-se que é necessário investir na formação inicial do professor para que este mude toda uma cadeia de ensino e aprendizagem que a muito tempo vem formatando o professor na sua formação. Diante disso, o <em>Peer Instruction</em> se mostrou capaz de agir em prol da promoção de atitudes científicas e de uma aprendizagem conceitual.</p> Cíntia Moralles Camillo Karine Gehrke Graffunder Copyright (c) 2022 Cíntia Moralles Camillo; Karine Gehrke Graffunder https://creativecommons.org/licenses/by/4.0 2022-07-20 2022-07-20 12 2 1 e34042 10.34019/2237-9444.2022.v12.34042 Desafios educacionais em tempos de aulas remotas https://periodicos.ufjf.br/index.php/RPDE/article/view/32915 <p>O objetivo do trabalho consiste em analisar os desafios e ações desenvolvidas pelo Instituto Federal do Tocantins, Campus Palmas, para continuidade dos cursos presenciais no período da pandemia da COVID-19. A metodologia utilizada foi baseada em revisão bibliográfica e documental, a primeira visando identificar o conhecimento disponível sobre o assunto, para contextualização e aprofundamento da temática, priorizando artigos científicos publicados recentemente (Adorno, 2020; Castaman; Rodrigues, 2020; Colemarx 2020; Lagares, 2020, Martins, 2020, Senhoras, 2020) e a segunda permitiu o acesso aos documentos regulamentadores, em âmbito federal e institucional (leis, portarias, decretos, editais) relacionados ao ensino em tempos de pandemia. As principais alternativas encontradas pela Instituição para minimizar os impactos da pandemia foram a adoção do ensino remoto e de ações de assistência<br />estudantil. No entanto, não suprem de forma completa a demanda de acesso e permanência dos discentes, exigindo constante avaliação e aprimoramento, com a participação da comunidade acadêmica. </p> Cássia Araújo Moraes Braga Patrícia Aguiar Tavares Copyright (c) 2022 Pesquisa e Debate em Educação 2022-09-01 2022-09-01 12 2 1 e32915 10.34019/2237-9444.2022.v12.32915