Desenvolvimento Turístico e ordenamento do território em Média Montanha. As Políticas de Gestão e valorização de recursos nas serras da Cordilheira Central em Portugal

  • Gonçalo Poeta Fernandes e- Geo - FCSH/UNL e UDI - IPG

Resumo

As regiões de montanha têm verificado uma crescente valorização, face aos recursos, naturais e culturais, que encerram, à percepção de integridade e autenticidade que lhe está associada, ao alargamento das práticas turísticas e expansão da oferta hoteleira. Estes espaços são alvos de atividades de recreio e lazer cada vez mais alargadas, o que implica novas formas de estruturação do território, aspecto pouco considerado no planeamento turístico e ambiental. Em Portugal não têm existido políticas de intervenção com especificidade territorial, bem como de orientações concertadas para o fomento do turismo e para o seu desenvolvimento em áreas de montanha. A avaliação do potencial turístico das serras da cordilheira central e as lógicas de gestão territorial produzidas pelas entidades administrativas integrantes, constituem o centro de interesses deste estudo, procurando avaliar os fluxos que a região apresenta (com base nas estatísticas do turismo para a última década) e a perceção que os municípios detêm sobre a importância deste setor para o seu desenvolvimento.

Biografia do Autor

Gonçalo Poeta Fernandes, e- Geo - FCSH/UNL e UDI - IPG
Doutorado em Ciencias Socias pela Universidade Nova de Lisboa, especilaidade de Gestão do Território, Professor do Ensino Superior, Coordenador da UTC de Turismo e Lazer da ESTH/IPG, Investigador do e-Geo - FCSH/UNL e da UDI - IPG, responsavel pela lecionação de diversas disciplinas de turism e promotor de projetos de investigação sobre turismo e Desenvolvimento Regional, Coesão Territorial e Territórios de baixa densidade.
Publicado
2013-05-01
Seção
RESULTADOS DE PESQUISA EMPÍRICA / EMPIRICAL RESEARCH RESULTS / RESULTADOS DE INVESTIGACIÓN EMPÍRICA