ESCREVER COMO QUEM TEM SEDE DE UM GOLE D'ÁGUA FRESCA

Autores

  • Raíssa Varandas Galvão Universidade Federal de Juiz de Fora

DOI:

https://doi.org/10.34019/1983-8379.2021.v14.36546

Resumo

Este trabalho analisa os diários da escritora Sylvia Plath compreendendo-os como um espaço de organização de si e de resistência aos processos de silenciamento que perpassaram a vida da autora. A busca por expressão e as tentativas de silenciá-la são pensadas a partir das questões de gênero perante uma sociedade patriarcal. Em seus escritos a condição feminina surge como temática constante, sempre atravessada por críticas à sociedade e dúvidas com relação a sua trajetória enquanto escritora.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Downloads

Publicado

2022-03-16

Como Citar

VARANDAS GALVÃO, R. ESCREVER COMO QUEM TEM SEDE DE UM GOLE D’ÁGUA FRESCA. DARANDINA REVISTELETRÔNICA, Juiz de Fora, v. 14, n. 2, p. 17, 2022. DOI: 10.34019/1983-8379.2021.v14.36546. Disponível em: https://periodicos.ufjf.br/index.php/darandina/article/view/36546. Acesso em: 20 jul. 2024.

Edição

Seção

Artigos - Seção Varia