DA DITADURA À DISTOPIA: A PROSA DE B. KUCINSKI NO CONTEXTO DA LITERATURA BRASILEIRA CONTEMPORÂNEA

Autores

  • Jivago Araújo Holanda Ribeiro Gonçalves UFPI - Universidade Federal do Piauí (Doutorando)
  • Jéssica Catharine Barbosa de Carvalho UFPI - Universidade Federal do Piauí (doutoranda letras - estudos literários)

DOI:

https://doi.org/10.34019/1983-8379.2021.v14.35983

Resumo

Neste estudo, analisamos o romance A nova ordem (2019), de Bernardo Kucinski, primeiramente situando-o no contexto de obras literárias brasileiras contemporâneas que tematizam sociedades sob regimes autoritários. Em seguida, lançamos mão dos conceitos de necropolítica e biocapitalismo para mostrar que a forma distópica, tal como criada por Kucisnski nesse romance, conjuga neoliberalismo e autoritarismo: binômio de sustentação da ditadura militar que aparenta recrudescer no presente histórico de nossa sociedade.   

Downloads

Não há dados estatísticos.

Downloads

Publicado

2022-03-16