Fatores de Eleição do Destino Turístico Alto Trás-os-Montes: uma análise multivariada

  • Elsa Tavares Esteves Instituto Politécnico de Bragança
  • Paula Odete Fernandes Instituto Politécnico de Bragança
Palavras-chave: Fatores de Eleição do Destino, Fatores Motivacionais, Fatores de Atração, Análise Fatorial Exploratória, Alto Trás-os-Montes.

Resumo

O objetivo deste trabalho consiste em identificar os fatores de eleição do destino turístico para a região Norte de Portugal Alto Trás-os-Montes (ATM). Especificamente, visa-se: i) a identificação dos principais fatores motivacionais de eleição do destino turístico ATM; ii) a identificação dos principais fatores de atração de eleição do destino turístico ATM. Os fatores de eleição em análise foram selecionados com base na revisão da literatura turística e no modelo de Crompton (1979). Para tal, aplicou-se um inquérito por questionário aos visitantes nacionais e estrangeiros que se deslocaram à região ATM no período de agosto de 2013 a agosto de 2014, e os dados foram tratados tendo por base uma Análise Fatorial Exploratória. Dos resultados obtidos extraíram-se quatro Fatores Motivacionais que explicam 60.87% da variância total, a saber: 1) competências sócio e interculturais, 2) relacionamento e vivências interpessoais, 3) conveniência e lazer e 4) escape e autorrenovação. Por outro lado, identificaram-se quatro Fatores de Atração que explicam 62% da estrutura dos dados: 1) acolhimento e qualidade dos serviços, 2) animação e atrações turísticas, 3) facilitadores e promotores da viagem e 4) encantos rurais. Estes resultados podem ser utilizados para a aplicação de outras técnicas estatísticas e como um elemento informativo para os stakeholders da atividade turística.

Referências

CARDOSO, L. Experiência de Animação Turística no Concelho de Valpaços. In: Peres, A. e Lopes, M. (Ed.). Animação turística. Chaves, Associação Portuguesa de Animação e Pedagogia, p.272-291, 2009.

CARNEIRO, M.J.; KASTENHOLZ, E.; MARQUES, C. Experiência turística rural vivida e cocriada pelos visitantes. In: Kastenholz, E. et al. (Ed.). Reinventar o turismo rural em Portugal - cocriação de experiências turísticas sustentáveis. Aveiro, UA Editora, p.71-88, 2014.

CASTRO, J.P.; MARTINS, F.; ESTEVES, E. O desenvolvimento turístico em Trás-os-Montes: perfil do visitante à cidade de Mirandela. In: 16º Congresso da APDR, Funchal, p.872-896, 2010.

CORREIA, A.; VALLE, P.; MOÇO, C. Modeling motivations and perceptions of Portuguese tourists. Journal of Business Research, v.60, n.1, p.76-80, 2007.

COUTINHO, C. Metodologia de investigação em ciências sociais e humanas: Teoria e prática. Coimbra: Edições Almedina, S.A., 2011. 343p.

CROMPTON, J. Motivations for pleasure vacation. Annals of Tourism Research, v.6, n.4, p.408-424, 1979.

CUNHA, M.J. Animação, tradição e cultura como fatores de preservação da memória e desenvolvimento rural. Revista Turismo & Desenvolvimento, 17/18, p.1347- 1356, 2012.

DECRETO LEI N.º 68/08 de 14 de abril. Diário da República n.º 73/09 - 1.ª Série, 2008.

DEVESA, M., LAGUNA, M. & PALACIOS, A. The role of motivation in visitor satisfaction: Empirical evidence in rural tourism. Tourism Management, v.31, n.1, p.547- 552, 2010.

ESTEVES, E. Oferta e Procura do sector turístico no distrito de Bragança. 2002. 149p. Dissertação (Mestrado em Gestão de Empresas, especialização em Marketing) – Escola de Economia e Gestão, Universidade do Minho, Portugal, 2002.

FAKEYE, P. & CROMPTON, J. Image differences between prospective, first-time and repeat visitors to the Lower Rio Grande valley. Journal of Travel Research, v.30, n.2, p.10-16, 1991.

FROCHOT, I. (2005). A benefit segmentation of tourists in rural areas: a Scottish perspective. Tourism Management, 26(3), p.335-346.

GOOSSENS, C. (2000). Tourism information and pleasure motivation. Annals of Tourism Research, 27(2), p.301-321.

HILL, M.; HILL, A. Investigação por questionário. 2.ª ed. Lisboa: Edições Sílabo, 2008. 377p.

HSU, T.-K., TSAI, Y.-F. & WU, H.-H. The preference analysis for tourist choice of destination: A case study of Taiwan. Tourism Management, v.30, n.2, p.288-297, 2009.

HU, Y. & RITCHIE, J.Measuring destination attractiveness: a contextual approach. Journal of Travel Research, v.32, n.2, p.25-34, 1993.

HUYBERS, T. Domestic tourism destination choices - a choice modelling analysis. International Journal of Tourism Research, v.5, n.6, p.445-459, 2003.

KASTENHOLZ, E. The role and marketing implications of destination images on tourist behavior: The case of Northern Portugal. 2002. Tese (Doutorado em Turismo) - Universidade de Aveiro, Portugal, 2002.

KIM, S., LEE, C.-K. & KLENOSKY, D. The influence of push and pull factors at Korean national parks. Tourism Management, v.24, n.2, p.169-180, 2003.

KLENOSKY, D. The “Pull” of Tourism Destinations: A MeansEnd Investigation. Journal of Travel Research, v.40, n.4, p.385-395, 2002.

KUBAŞ, A. et al. Analysis of Visitor Decision Making System When Visiting Natural Recreation Sites by Multinomial Logit Model. Quality & Quantity, v.39, n.5, p.615-623, 2005.

LOPES, M. Animação sociocultural em Portugal. Amarante,Ass ociação para a Promoção e Divulgação Cultural, 2008. 715p.

MARÔCO, J. Análise estatística com o SPSS statistics. 6.ª ed. Pêro Pinheiro: ReportNumber, 2014. 990p.

MARTINS, C.; ESTEVES, E.; CARVALHO, A. Cultural tourism in the Northern East region of Portugal. In: Richards, G. e Pereiro, X. (Ed.). Cultural tourism: negotiating identities. Vila Real: Universidade de Trásos-Montes e Alto Douro, 2007. p.305-325.

MOLERA, L. & ALBALADEJO, I. Profiling segments of tourists in rural areas of South-Eastern Spain. Tourism Management, v.28, n.3, p.757-767, 2007.

MUTINDA, R. & MAYAKA, M. Application of destination choice model : Factors influencing domestic tourists destination choice among residents of Nairobi, Kenya. Tourism Management, v.33, n.6, p.1593-1597, 2012.

NICOLAU, J. & MÁS, F. Stochastic Modeling - A three-stage tourist choice process. Annals of Tourism Research, v.32, n.1, p.49-69, 2005.

NICOLAU, J. & MÁS, F. The influence of distance and prices on the choice of tourist destinations: The moderating role of motivations. Tourism Management, v.27, n.5, p.982-996, 2006.

PARK, D. & YOON, Y. Segmentation by motivation in rural tourism: A Korean case study. Tourism Management, v.30, n.1, p.99-108, 2009.

PESTANA, M.; GAGEIRO, J. Análise de dados para ciências sociais - A complementaridade do SPSS. 5.ª ed. Lisboa: Edições Sílabo, Lda., 2008. 692p.

PRAYAG, G. Images as pull factors of a tourist destination: a factor-cluster segmentation analysis. Tourism Analysis, v.15, p.1-14, 2010.

PRAYAG, G. & RYAN, C. The relationship between the “push” and “pull” factors of a tourist destination: the role of nationality – an analytical qualitative research approach. Current Issues in Tourism, v.14, n.2, p.121-143, 2011.

REGULAMENTO (UE) n.º 868/14 da Comissão de 8 de agosto. Jornal Oficial da União Europeia, 2014.

RODRIGUES, A. & MALLOU, J. A influência da motivação na intenção de escolha de um destino turístico em tempo de crise económica. International Journal of Marketing, Communication and New Media, v.2, n.2, p.5-42, 2014.

SEDDIGHI, H. & THEOCHAROUS, A. A model of tourism destination choice: a theoretical and empirical analysis. Tourism Management, v.23, n.5, p.475-487, 2002.

SONG, H. & LI, G. Tourism demand modelling and forecasting - A review of recent research. Tourism Management, v.29, n.2, p.203-220, 2008.

TEIXEIRA, D. O Ecomuseu de Barroso e a Animação Turística. In: Peres, A. e Lopes, M. (Ed.). AnimaçãoTurística. Chaves: Associação Portuguesa de Animação e Pedagogia, 2009. p.259-271.

YOON, Y. & UYSAL, M. An examination of the effects ofmo ivation and satisfaction on destination loyalty: a structural model. Tourism Management, v.26, n.1, p.45-56, 2005.

WITT, S.; MOUTINHO, L. Tourism marketing and management handbook. Student Edition. Prentice Hall Europe, 1995. 556p.

WU, L., ZHANG, J. & FUJIWARA, A. Representing tourists’ heterogeneous choices of destination and travel party with an integrated latent class and nested logit model. Tourism Management, v.32, n.6, p.1407-1413, 2011.

WU, L. A tourist behavior model system with multi-faceted dependencies and interactions. 2012. Thesis (Doctor of Philosophy) - Graduate School for International Development and Cooperation of Hiroshima University, 2012.
Publicado
2016-09-30
Seção
RESULTADOS DE PESQUISA EMPÍRICA / EMPIRICAL RESEARCH RESULTS / RESULTADOS DE INVESTIGACIÓN EMPÍRICA