Vol. 4 Núm. 1 (2020)
Artículos regulares

Direitos Humanos e Empresas: uma análise histórica sobre o tratamento das Nações Unidas conferido à temática e propostas para seu aperfeiçoamento

Mariana Evelin Silva Leal
Faculdades Metropolitanas Unidas | São Paulo, SP - Brasil
Biografía
Capa Verde escrito Revista Internacional de Direitos Humanos e Empresas, 2020 Volume 04

Publicado 2020-12-30

Palabras clave

  • Direitos Humanos e Empresas,
  • Princípios Orientadores,
  • Nações Unidas,
  • Poder corporativo

Cómo citar

Leal, M. E. S. (2020). Direitos Humanos e Empresas: uma análise histórica sobre o tratamento das Nações Unidas conferido à temática e propostas para seu aperfeiçoamento. Homa Publica - Revista Internacional De Derechos Humanos Y Empresas, 4(1), e:071. Recuperado a partir de https://periodicos.ufjf.br/index.php/HOMA/article/view/30759

Resumen

O presente artigo aborda os elementos essenciais para compreensão histórica da relevância do assunto “direitos humanos e empresas”, temática esta que levou à aprovação pelas Nações Unidas dos chamados "Princípios Orientadores de Ruggie", em 2011. A pesquisa relata a trajetória de conscientização sobre o envolvimento das corporações, especialmente as transnacionais, em violações de direitos humanos. Propõe, ao final, caminhos para o engajamento da pauta, com vistas ao fim das consequências perversas decorrentes de negligências empresariais.

Citas

  1. BENEDETTI, Juliana Cardoso. Coordenadores: PIOVESAN, Flávia; SOARES, Inês Virginia P.; TORELLY, Marcelo. Empresas e Direitos Humanos. Salvador: Juspodivm, 2018.
  2. CARVALHO, Sonia Aparecida. SILVA, Denival Francisco. ADOLFO Luiz Gonzaga Silva. Revista eletrônica: Direitos Humanos, desenvolvimento sustentável e sustentabilidade. Universidade Federal de Santa Maria, 2015.
  3. COMPARATO, Fabio Konder. A afirmação histórica dos direitos humanos. Saraiva Educação: São Paulo, 2019.
  4. SURYA Deva, BILCHITZ David: Human Rights Obligations of Business: Beyond the Corporate Responsibility to Respect? Cambridge: Cambridge University Press, 2013.
  5. DUPAS, Gilberto. O mito do progresso ou progresso como ideologia. UNESP, Ciências Sociais, 2016.
  6. FANTON, Marcos. Perspectiva Filosófica. Resenha de “The Last Utopia”, de Samuel Moyn. Departamento de Filosofia da Universidade Federal de Pernambuco, 2015, vol. 42.
  7. FEENEY, Patrícia. A Luta por Responsabilidade das Empresas no Âmbito das Nações Unidas e o Futuro da Agenda de Advocacy. SUR. Revista Internacional de Direitos Humanos, 2009.
  8. HOFFMANN, Stefan-Ludwig. Human rights and history: past and present. University of California: Oxford Journals, 2016.
  9. JOAS, Hans. A Sacralidade da Pessoa: nova genealogia dos direitos humanos. São Paulo: Editora UNESP, 2012.
  10. KLEIN, Naomi. Sem logo: a tirania das marcas em um planeta vendido. São Paulo: Editora Record, 2006.
  11. KENNEDY, David. The International Human Rights Movement: part of the problem? European Human Rights Law Review. vol. 3, 2001.
  12. LOPES, José Reinaldo de Lima. O direito na história: lições introdutórias. São Paulo: Atlas, 2019.
  13. MOYN, Samuel. Editado por HOFFMANN, Stefan-Ludwig. Human Rights in the Twentieth Century. Personalism, Community and the Origins of Human Rights. Cambridge: Cambridge University Press, 2011.
  14. PORTELA, Paulo Henrique Gonçalves. Direito internacional público e privado: incluindo noções de direitos humanos e de direito comunitário. Salvador: Juspodivm, 2010.
  15. RODRIGUES JUNIOR, Edson Beas. Reprimindo a concorrência desleal no comércio eletrônico. Revista dos Tribunais, volume 961, 2015.
  16. ROMITA, Arion Sayão. Globalização da economia e do direito do trabalho. São Paulo: LTr, 1997.
  17. RUGGIE, John Gerard. Quando negócios não são apenas negócios. São Paulo: Planeta sustentável, 2014.
  18. SANTOS, Boaventura de Souza. Por uma concepção multicultural dos direitos humanos. Contexto Internacional: Rio de Janeiro, 2001.
  19. SCHANBERG, Sydney. Six Cents an Hour. International Labor Rights Forum, 1996.
  20. SOUTO MAIOR, Jorge Luiz; MOREIRA, Ranúlio Mendes Moreira e SEVERO, Valdete Souto. Dumping social nas relações de trabalho. Revista Ltr, 2012.
  21. WALTZ, Susan. EJORNAL USA. Comemoração dos 60 Anos dos Direitos Humanos: Quem Escreveu a Declaração Universal dos Direitos Humanos? Departamento de Estado dos EUA, 2008, Volume 13, Número 11.
  22. ZUBIZARRETA, Juan Hernández; RAMIRO, Pedro. Against the “Lex Mercatoria”: proposals and alternatives for controlling transnational corporations. Madrid: OMAL, 2016.