CHAMADAS DE PUBLICAÇÃO: Ipotesi, volume 25, números 1 e 2

2021-08-02

Chamada para o v. 25, n. 1, jan./jun. 2021:

O processo de criação literária como objeto de estudo

A edição da revista IPOTESI, volume 25, número 1, de jan./jun. 2021 do Programa de Pós-Graduação em Letras: Estudos Literários da Universidade Federal de Juiz de Fora (UFJF), Minas Gerais, abre a chamada para contribuições que reflitam sobre os processos de criação literária em suas diversas modalidades (poesia, conto, romance, romance histórico, auto ficção, auto tradução, teatro, ensaio livre, canção) e os múltiplos caminhos que os alimentam. Nesse sentido, interessa-nos compreender como se realizam os processos associativos entre escrita e criação que se caracterizam pela provisoriedade, pelo nomadismo, pela metalinguagem, pela intertextualidade ou pela precariedade de recursos. Para esse número, recebemos artigos, ensaios e intervenções que se aprofundam nas relações dialógicas entre a arte (pintura, cinema, fotografia, dança etc) e a simbolização do mundo; entre a escrita e as oficinas ou laboratórios criativos; entre a escrita e outros campos do saber (filosofia, antropologia, história, ciência, psicologia); e entre a literatura (oral ou escrita) e a rua. Serão aceitos textos em português, espanhol, italiano, francês e inglês.

Editoras do número: Prof.ª Dra. Prisca Agustoni (UFJF) e Prof.ª Dra. Tatiana Pequeno (UFF)

Editor Geral: Prof. Dr. Pedro Bustamante Teixeira (UFJF)

ENVIO DE TEXTOS (Artigos, Traduções, Resenhas e Criação Artística) ATÉ 30 DE SETEMBRO DE 2021.

Recebimento de textos pela Plataforma OJS:

https://periodicos.ufjf.br/index.php/ipotesi

Chamada para o v. 25, n. 2, jul./dez. 2021:

Literatura em quadrinhos: intertextos teóricos e polifonias estéticas

A edição da Revista IPOTESI (v. 25, n. 2, jul./dez. 2021), do Programa de Pós-Graduação em Letras: Estudos Literários da UFJF, espera receber contribuições acadêmicas originais em português, espanhol, italiano, francês e inglês, que priorizem as reflexões que discutam as relações entre o imaginário literário e o imaginário dos quadrinhos, em uma perspectiva comparativa. As histórias em quadrinhos se desenvolvem no início do século XX, no mesmo tempo que se desenvolvem as novas estéticas da literaturas de vanguarda. Sob essa perspectiva, a linguagem em quadrinhos realiza alguns pressupostos estéticos presentes nos manifestos de vanguarda, como o simultaneismo, a fusão entre linguagem verbal e linguagem visual, proposto pelo Manifesto Técnico da Literatura Futurista (1912). Aliás, muitas das onomatopeias futuristas usadas para representar a ideia de velocidade serão similares às onomatopeias utilizadas nos quadrinhos para o mesmo propósito. Interessa-nos artigos que discutam temas como: a incorporação de imaginários literários (a ficção gótica e o universo shakespeariano em Sandman, o realismo mágico nos quadrinhos de Gilbert Hernandez, a influência da ficção distópica nos quadrinhos dos 80) pelas HQs; a temática realista nos romances gráficos; a ficção literária produzida por artistas de quadrinhos (Lourenço Mutarelli e Neil Gaiman por exemplo); a função da escrita literária na configuração da linguagem visual nos quadrinhos; o conceito de herói na mitologia clássica e o conceito de super-heróis nos quadrinhos. Essa ementa está vinculada às discussões do Grupo de Pesquisa Narrativas Visuais/Experiências Literárias (NAVEL). 

Editor de número: Prof. Dr. Anderson Pires da Silva (UFJF)

Editor Geral: Prof. Dr. Pedro Bustamante Teixeira (UFJF)

ENVIO DE TEXTOS (Artigos, Traduções, Resenhas e Criação Artística) ATÉ 30 DE SETEMBRO DE 2021.

Recebimento de textos pela Plataforma OJS:

https://periodicos.ufjf.br/index.php/ipotesi