A IMPORTÂNCIA DE AÇÕES INTERSETORIAIS COMO ESTRATÉGIA PARA A PROMOÇÃO DA ESCOLARIZAÇÃO DE CRIANÇAS COM A SÍNDROME CONGÊNITA DO ZIKA VÍRUS (SCZV)

Autores

DOI:

https://doi.org/10.22195/2447-524620202532924

Resumo

Este artigo apresenta resultados de uma investigação qualitativa sobre a escolarização de crianças com Síndrome Congênita do Zika Vírus (SCZV). A pesquisa qualitativa foi realizada durante um Programa de Formação Continuada para profissionais da educação de uma rede municipal de educação da Baixada Fluminense/RJ. Como procedimentos de coleta de dados, aplicamos questionários e entrevistas semiestruturados. Além disso, usamos registros realizados pelos participantes numa plataforma digital utilizada durante o Programa, bem como portfólios contendo a trajetória formativa de cada um dos cerca de 50 participantes. Os resultados, analisados à luz da perspectiva histórico-cultural, evidenciaram a importância do Programa para a qualificação dos participantes, bem como a centralidade da colaboração dos professores da classe comum com os suportes especializados oferecidos na rede de ensino para os alunos com SCZV. Também mostram a necessidade de ações intersetoriais para atender às demandas educacionais, sociais e de saúde das crianças com SCZV para o seu desenvolvimento integral. 

 

Biografia do Autor

Marcia Denise Pletsch , UFRRJ

Professora Associada do Departamento Educação e Sociedade, do Programa de Pós-Graduação em Educação, Contextos Contemporâneos e Demandas Populares (PPGEduc) e do Programa de Pós-Graduação em Humanidades Digitais da Universidade Federal Rural do Rio de Janeiro (UFRRJ). Jovem Cientista do Estado do Rio de Janeiro da FAPERJ e pesquisadora do CNPq- nível 2.

Patricia Cardoso Macedo do Amaral Araujo , UFRRJ

Doutoranda em Educação pelo Programa de Pós-Graduação em Educação, Contextos Contemporâneos e Demandas Populares da Universidade Federal Rural do Rio de Janeiro (PPGEduc/UFRRJ), Bolsista CAPES, Mestre em Educação pelo Programa de Pós-Graduação em Educação pela Universidade Estadual do Rio de Janeiro (ProPEd/UERJ) e Pedagoga pela Universidade Federal Rural do Rio de Janeiro (IM/UFRRJ).

Maíra Gomes de Souza da Rocha , UFRRJ

Mestre e Doutora pelo Programa de Pós-Graduação em Educação, Contextos Contemporâneos e Demandas Populares (PPGEduc/UFRRJ). Coordenadora Adjunta do Observatório de Educação Especial e Inclusão Educacional (ObEE). Professora e Orientadora Pedagógica da Rede Municipal de Educação de Duque de Caxias

Downloads

Publicado

2020-12-21

Edição

Seção

Artigos