Submissões

O cadastro no sistema e posterior acesso, por meio de login e senha, são obrigatórios para a submissão de trabalhos, bem como para acompanhar o processo editorial em curso. Acesso em uma conta existente ou Registrar uma nova conta.

Condições para submissão

Como parte do processo de submissão, os autores são obrigados a verificar a conformidade da submissão em relação a todos os itens listados a seguir. As submissões que não estiverem de acordo com as normas serão devolvidas aos autores.
  • A contribuição é original e inédita, e não está sendo avaliada para publicação por outra revista. Casos de ampliação de artigos já publicados em anais de eventos devem ser justificados em "Comentários ao Editor".
  • Os arquivos para submissão estão em formato .docx ou .doc seguindo as orientações do template próprio da revista.
  • URLs para as referências foram informadas quando necessário.
  • O texto segue os padrões de estilo e requisitos bibliográficos descritos em Diretrizes para Autores, na seção Sobre a Revista.
  • A identificação de autoria do trabalho foi removida do arquivo e da opção "Propriedades" do Editor de Texto, garantindo o critério de sigilo da revista, caso submetido para avaliação por pares (ex.: artigos), conforme instruções disponíveis em Assegurando a Avaliação Cega por Pares.

Diretrizes para Autores

  1. A Educação em Foco aceita para publicação artigos científicos relacionados à educação, resultantes de pesquisas empíricas, revisões sistematizadas de literatura e ensaios, que apresentem contribuições originais e significativas para os diversos campos dos estudos educacionais. Os textos, em português, espanhol ou inglês, devem ser inéditos, de autores/as brasileiros/as ou estrangeiros/as. Serão considerados o máximo de 4 (quatro) autores por artigo, sendo pelo menos um com título de doutor/a.
  2. A seleção dos artigos para publicação toma como referência a contribuição ao campo da educação, dentro da linha editorial da revista, a originalidade do tema ou do tratamento dado ao assunto, a consistência e o rigor da abordagem teórica e a qualidade do texto.
  3. Os originais devem ser encaminhados pelo site da revista, seguindo a formatação indicada no template.
  4. Os nomes dos autores não devem aparecer no corpo do artigo. Solicita-se também a eliminação de trechos que possam prejudicar a garantia de anonimato na avaliação e de dados de identificação nas propriedades do documento.
  5. Todos os dados de identificação dos autores deverão ser digitados diretamente nos campos apropriados da página de cadastramento do artigo e do/a(s) autor/a(s) no sistema, incluindo nome completo, endereço postal, telefone e e-mail para contato com os leitores, com uma breve descrição do currículo (máximo de três linhas) e filiação institucional. Esses dados não devem constar do arquivo enviado para avaliação por meio do portal da revista.
  6. Os textos devem ser salvos no formato .docx ou .doc. Deve-se aplicar “enter” apenas no fim dos parágrafos e após títulos, subtítulos etc. Os destaques que se fizerem necessários devem ser feitos em itálico.
  7. Os artigos deverão ter entre 25.000 e 55.000 caracteres (incluindo os espaços), formatados para folha A4, incluindo as referências bibliográficas, notas e tabelas. Os títulos devem ter no máximo 75 caracteres, incluindo os espaços, e também devem ser traduzidos para o inglês.
  8. Alguns itens a serem observados na digitação dos textos: aspas duplas somente para citações diretas no corpo de texto; itálico para palavras com emprego não convencional e para palavras estrangeiras, neologismos e títulos de obras e publicações.
  9. As citações devem obedecer às normas vigentes da ABNT (SOBRENOME DO AUTOR, ano) ou (SOBRENOME DO AUTOR, ano, p. xx). Diferentes títulos do mesmo autor, publicados no mesmo ano, deverão ser diferenciados adicionando-se uma letra depois da data (SOBRENOME DO AUTOR, ANOa, p. xx).
  10. As referências bibliográficas deverão conter exclusivamente os autores e os textos citados no trabalho e deverão ser apresentadas ao final do artigo, em ordem alfabética, obedecendo às normas vigentes da ABNT.
  11. As normas da ABNT devem ser cuidadosamente seguidas; caso contrário, os textos enviados não serão considerados para avaliação.
  12. O processo de avaliação dos artigos enviados à Educação em Foco obedece ao seguinte fluxo:
    • Análise quanto à forma: nessa fase, os artigos são submetidos à leitura de ao menos dois dos editores e são avaliados quanto à sua adequação aos critérios gerais da revista e à linha editorial. Serão devolvidos aos autores os trabalhos que:
      • configuram-se como relatos de experiência; resenha; recorte de dissertação ou tese, sem a devida adaptação para artigo científico; projeto ou relatório de pesquisa;
      • não apresentam uma análise suficientemente aprofundada da temática que se propõe a discutir;
      • não centram sua problemática, nem de forma indireta, no campo da educação;
      • possuem excessivos erros de redação, bem como de estruturação do texto, a ponto de dificultar a compreensão do trabalho;
      • não cumprem as normas da revista Educação em Foco para submissão dos trabalhos;
      • não apresentam resultados, formulações ou conclusões que apontem avanços para a temática proposta;
      • não apresentam elementos empíricos ou argumentações suficientemente desenvolvidas que fundamentem as conclusões;
      • não estiverem formatados de acordo com o template da revista.
    • Análise por pares quanto ao mérito: nessa segunda fase, a Editoria da revista Educação em Foco encaminha o artigo sem a identificação de autoria a, no mínimo, dois pareceristas da área temática específica do trabalho (membros do conselho editorial ou pareceristas ad hoc). Para a seleção dos pareceristas e das áreas temáticas, são consideradas as classificações da tabela de áreas do CNPq e o conjunto de informações acessíveis na plataforma Lattes. A avaliação levará em conta os seguintes critérios: contribuição à área da educação; originalidade do tema e/ou do tratamento dado ao tema; consistência argumentativa; rigor da abordagem teórico-metodológica; qualidade geral quanto à escrita acadêmica. Os pareceristas podem aceitar plenamente o artigo, aceitar solicitando reformulações ou recusar o artigo. Qualquer uma das hipóteses é justificada por um parecer descritivo. Quando os dois pareceristas recusam o trabalho, o artigo é rejeitado. Quando os dois pareceristas aceitam o trabalho, ele passa à fase seguinte. Quando um parecerista aceita e o outro recusa, o trabalho é avaliado por um terceiro parecerista. Por fim, quando os avaliadores solicitam reformulações, o trabalho é devolvido ao autor, para que sejam feitas reformulações no prazo de trinta dias. Quando o autor reenvia o texto reformulado, segundo as sugestões dos pareceristas, ele é reavaliado e passa à fase final.
    • Revisão e adequação do trabalho às normas da revista Educação em Foco: uma vez aceito para publicação, o trabalho é submetido a uma revisão de linguagem e a uma normalização. O trabalho é encaminhado ao autor com as sugestões de correções e adequações, para que seja finalmente encaminhado pela Editoria para a publicação.

13. Gêneros de trabalhos aceitos para publicação (todos os trabalhos devem seguir as mesmas normas de formatação, independente do gênero escolhido):

    • Artigo científico de resultado de pesquisa: deve apresentar os resultados de uma pesquisa, composto por elementos básicos como introdução, referencial teórico-conceitual, aspectos metodológicos, análise dos dados, discussão dos resultados e considerações finais.
    • Artigo científico de revisão sistemática de literatura: retrata de forma consistente, nas dimensões descritivas e analíticas, como determinado tema tem sido abordado na produção científica. Assim, espera-se que o estudo apresente, de forma clara, as fontes de levantamento de dado e um recorte temporal específico referente ao levantamento, ressaltando a justificativa da relevância da investigação para o campo da educação, o que exige que tal proposta deva assumir uma perspectiva de originalidade.
    • Ensaio: trata-se de um estudo aprofundado sobre determinado tema correlato à área de educação, que manifeste de forma clara uma tese ou problemática que será descrita, discutida e contextualizada à luz de referenciais teóricos consistentes que, preferencialmente, retratem o que já foi e o que está sendo problematizado sobre a temática. Neste sentido, espera-se dessa modalidade de produção de conhecimento uma perspectiva original e de relevância para o campo.

14. Não há cobrança de taxas de submissão e publicação.

Artigos

Compete a esta seção a publicação de trabalhos pertinentes a um eixo temático previamente definido. Há, entretanto, a possibilidade de publicação de outros artigos, fora do eixo temático, provenientes de demanda expontânea.

Política de Privacidade

Os nomes e endereços informados nesta revista serão usados exclusivamente para os serviços prestados por esta publicação, não sendo disponibilizados para outras finalidades ou a terceiros.