O ACOLHIMENTO NAS PRÁTICAS EDUCACIONAIS INCLUSIVAS DA EPT

Autores

DOI:

https://doi.org/10.22195/2447-524620202532903

Resumo

Este artigo é resultado de pesquisa no âmbito do Mestrado Profissional em Educação Profissional e Tecnológica, onde, sob a perspectiva da educação para todos na Educação Profissional, busca-se discutir o acolhimento. A metodologia foi do tipo participante, com construção de dados, produto educacional e aplicação de questionário aos coordenadores dos Núcleos de Acessibilidade Educacional (NAE) dos campi de um Instituto Federal, que ofertam cursos Técnicos Integrados ao Ensino Médio. Os resultados da pesquisa apontam que a aplicação do acolhimento apresenta importantes contribuições para o processo de inclusão dos estudantes, entendendo-se que o acolhimento não encerra por si só, pois corresponde à etapa inicial no processo inclusivo.

Biografia do Autor

Catia Maria Alves Monteiro, Instituto Federal de Santa Catarina

Mestre em Educação Profissional e Tecnológica (PROFEPT) no Instituto Federal Catarinense - Campus Blumenau. Possui Pós-Graduação em Pedagogia Empresarial e Educação Corporativa pelo Centro Universitário Internacional - UNINTER (2014) e Graduação em Tecnologia em Gestão Pública pela Faculdade de Tecnologia Internacional (2009). Atualmente é Técnica Administrativa em Educação do Instituto Federal de Santa Catarina, atuando no Campus Itajaí, desde abril de 2012. Tem experiência na área de Administração, com ênfase em Administração Pública, Inclusão e Educação Profissional e tecnológica

Reginaldo Leandro Plácido, Instituto Federal Catarinense

Doutorado em Educação pela Universidade Metodista de Piracicaba (2014) com doutoramento intercalar em História da Educação pela Universidade de Lisboa. Mestrado em História e Teologia pelo Instituto Ecumênico de Pós-Graduação em Teologia (2008). Licenciatura em Pedagogia pela Universidade da Região de Joinville (2005). Licenciatura em História pela Faculdade Metropolitana de Blumenau (2019). Bacharel em Teologia pelo Centro Universitário Metodista Izabela Hendrix (2015). Professor EBTT do Instituto Federal Catarinense. Docente do Mestrado em Educação Profissional e Tecnológica do IFC. Diretor de Ensino do IFC. Avaliador ad hoc do Instituto Nacional de Estudos e Pesquisas Educacionais Anísio Teixeira. Coordenador do Grupo de Pesquisa e Estudos em Gestão, Políticas e História da Educação Profissional e Tecnológica (GPHEPT) - IF-Catarinense. Tem experiência na área de Educação nas atividades de docência, gestão e pesquisa. Principais temas de interesse: epistemologia e história da educação, instituições escolares, educação confessional, educação profissional e tecnológica, políticas e gestão da educação, formação de professores.

Downloads

Publicado

2020-12-21

Edição

Seção

Artigos