LETRAMENTOS DIGITAIS POTENCIALIZADOS POR AMBIÊNCIAS FORMATIVAS HÍBRIDAS

  • Leila Santos de Santana
  • Miriam Maia do Amaral Fundação Getulio Vargas

Resumo

Neste artigo as autoras refletem como letramentos digitais são potencializados, a partir de ambiências formativas híbridas, no contexto da EJA. Alinhadas aos princípios da ciberpesquisa-formação multirreferencial, (Ardoino,1998; Santos, E., 2019) e à abordagem dos cotidianos (Certeau, 2013, Alves,2008), discutem temas como processos e ambiências formativas híbridas (Pineau, 1998; Santos, R., 2015) e letramentos digitais (Rojo, 2012, 2013). Atos de currículo, apoiados em diferentes dispositivos fizeram emergir letramentos diversos, expressos em narrativas autorais, fundamentadas em argumentos, improvisos e no protagonismo dos praticantes.

Publicado
2020-05-03
Seção
Artigos