As crianças face a Continuidade e a Descontinuidade da mente: notas em Psicologia Social

  • Daniela Barros da Silva Freire Andrade Universidade Federal de Mato Grosso
  • Clarilza Prado de Souza PUCSP/NEAR
  • Susana Seidmann UBA/UB

Resumo

Este artigo propõe reflexões em torno das teses de continuidade e descontinuidade da mente, para analisar alguns de seus impactos na Psicologia Social de Moscovici e na Psicologia da Infância. Para tanto, analisa a ação de themata de base conforme Serge Moscovici, Vignaux (1994) e Ivanna Marková (2006) na construção de saberes científicos. Objetiva, por meio da ideia de múltiplos ordenamentos da realidade, como sugere Tambiah (2013), e da noção de polifasia cognitiva, anunciada por Moscovici (1978), questionar o estatuto social da criança como sujeito de representações sociais.

Publicado
2019-12-02
Seção
Artigos