ECOS DA ESCRAVIDÃO: MALANDRAGEM E TRABALHO EM “A VOLTA DO MARIDO PRÓDIGO”, DE JOÃO GUIMARÃES ROSA

Autores

  • Lucas Simonette FFLCH-USP

DOI:

https://doi.org/10.34019/1983-8379.2021.v14.36476

Resumo

Em “A volta do marido pródigo”, no livro Sagarana, de João Guimarães Rosa, a configuração do patriarcado na história de Lalino Salãthiel encena a participação da malandragem na lógica coronelista no início do século XX. Nesta reflexão, lança-se um olhar para as relações entre o trabalho e a malandragem como produtos da ordem escravocrata sedimentadas no texto.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Downloads

Publicado

2022-03-16