Experiência urbana e homoerotismo masculino em Rato, de Luís Capucho

Autores

  • Pilar Lago e Lousa

DOI:

https://doi.org/10.34019/1983-8379.2017.v9.28276

Resumo

O objetivo deste artigo é analisar a obra Rato(2007), de Luís Capucho, por meio dos percursos que a personagem principal, inscreve em seu caminhar pela cidade e de que maneira tais percursos revelam escolhas que são produtos da dimensão interior, perpassada por sua identidade gay que é considerada abjeta. Pretende-se evidenciar como os aspectos literários dão conta da experiência urbana que se imiscui às relações homoeróticas, revelando questões como identidade, injúria e errância.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Downloads

Edição

Seção

Artigos