Anoiteceu e eu morri

Reinaldo Arenas e o testemunho da Aids

  • Guido Vieira Arosa

Resumo

Este artigo objetiva analisar o modo pelo qual o escritor cubano Reinaldo Arenas (1943-1990) aborda, em seu testemunho Antes que anoiteça(2009 [1994]), a Aidsque atinge o homossexual. Deste modo, quer-se articular o testemunho como a narrativa do traumático, assim como vislumbrar as possibilidades teóricas de reflexão sobre a questão do “real” no texto da experiência-limite. Deve-se entender aqui a impossibilidade de a vítima dizer/compreender sua doença como parte da engrenagem de silenciamento promovida pelo algoz.

Publicado
2019-09-23
Seção
Artigos