O Desafio da Covid-19 para as Viagens dos Jovens

Autores

Resumo

Este documento analisa os efeitos dos primeiros sete meses da pandemia de Covid-19 sobre as viagens dos jovens. Pesquisas com empresas de viagens juvenis entre março e setembro de 2020 mostraram que as empresas de turismo juvenil foram severamente afetadas, com uma queda de 26% no volume de negócios no primeiro trimestre de 2020 caindo para -70% até maio de 2020. As perspectivas de negócios para o ano 2020 foram terríveis e mais de 80% das empresas esperavam que suas perspectivas de negócios piorassem durante o próximo ano. Os efeitos da pandemia foram sentidos em todas as regiões do mundo e em quase todos os setores industriais. As empresas de viagens juvenis adotaram uma série de medidas táticas e estratégicas em resposta à crise, incluindo a mudança dos termos e condições, aumento do marketing, criação de parcerias e mudança de negócios on-line. Como as viagens dos jovens dependem da interação social, há grandes desafios para a indústria no futuro, mas também uma série de oportunidades potenciais, tais como o crescimento das viagens domésticas e a ascensão dos nômades digitais.

Palavras-chave: Coronavírus / Covid-19; Crise; Impactos nos negócios; Viagens de jovens; Nômades digitais.

Biografia do Autor

Greg Richards, Breda University of Applied Sciences and Professor of Leisure Studies, Tilburg University

Greg Richards, PhD Geography, UCL 1982, BSc Geography UCL 1979; Professor of Placemaking and Events, Breda University of Applied Sciences and Professor of Leisure Studies, Tilburg University; https://independent.academia.edu/gregrichards; Richards.g@buas.nl.

Wendy Morrill, WYSE Travel Confederation

Wendy Morrill, MA Sociology/New School for Social Research (2001). BA Sociology & Women’s Studies/University of New Hampshire (1999); WYSE Travel Confederation; https://orcid.org/0000-0003-0688-4823; wendy.morrill@wysetc.org

Downloads

Publicado

2021-01-31