<i>Ars Amatoria</i>, I, 89-134: o rapto das sabinas (tradução)

Ars Amatoria, I, 89-134: the rape of the Sabine women (translation)

  • Guilherme Horst Duque Universidade Estadual de Campinas (Unicamp).
Palavras-chave: tradução, Ovídio, Ars Amatoria, sabinas

Resumo

Tradução poética dos versos 89 a 134 do Livro I da Ars Amatoria de Ovídio, baseada na edição de E. J. Kenney (1995). Meu objetivo foi recriar em versos de 12 e de 10 sílabas efeitos sonoros e poéticos do texto fonte. O excerto traz uma versão do mito do rapto das mulheres Sabinas liderado por Rômulo enfatizando uma atmosfera erótica.

Biografia do Autor

Guilherme Horst Duque, Universidade Estadual de Campinas (Unicamp).

Graduado em Letras-Português (2012) e mestre em Estudos Literários (2015) pela Universidade Federal do Espírito Santo (UFES). Doutorando em Linguística na Universidade Estadual de Campinas (Unicamp).

O presente trabalho foi realizado com apoio da Coordenação de Aperfeiçoamento de Pessoal de Nível Superior - Brasil (CAPES) - Código de Financiamento 001.

Referências

ALLEN, Peter L. The Art of Love – amatory fiction from Ovid to the Romance of the Rose. Philadelphia: University of Pensylvania Press, 1992.

ENK, P. J. Mercator Plauti: cum prolegomenis, notis criticis, comentario exegetico. Leiden: Sijthoff, 1966 [1932].

GLARE, P. G. W. Oxford Latin Dictionary. Oxford: Clarendon Press, 1968.

HOLLIS, A. S. (Ed.). Ars Amatoria: Book 1. Oxford: Clarendon Press, 1977.

KENNEY, E. J. (Ed.) Amores; Medicamina Faciei Femineae; Ars Amatoria; Remedia Amoris. Oxford; New York: Oxford University Press, 1995.
Publicado
2018-12-17
Seção
Traduções