AS IMPLICAÇÕES DE UM AMBIENTE SUPERCOMPLEXO NA GESTÃO UNIVERSITÁRIA E NO DESENVOLVIMENTO DO EGRESSO

  • Larissa Medianeira Bolzan Universidade Federal de Pelotas
Palavras-chave: Ensino Superior, Características Parentéticas, Organizações Complexas

Resumo

Nesta reflexão é discutida a gestão do ensino superior brasileiro (ou gestão universitária) e a implicação desta sobre o desenvolvimento do egresso, no ambiente supercomplexo em que coexistem. O fio condutor deste ensaio é a obra de Guerreiro Ramos (1984), mais especificamente a propositura dos modelos de homem e a categoria de homem parentético. A principal característica do comportamento parentético, para Guerreiro Ramos (1984), é a capacidade de afastar-se das circunstâncias que influenciam suas opiniões e sua criticidade, para analisar as situações à luz da razão substantiva (ou noética). Com vistas a cumprir com o objetivo, à discussão foram trazidos Darcy Ribeiro (1969), Boaventura Sousa Santos (1995) e Ronald Barnett (1997, 2007). A literatura sobre o tema discutido, e sobretudo a reflexão a respeito, mostrou a supercomplexidade já invadiu as fronteiras da universidade e, em suma, a reação foi alterar a estrutura curricular com a finalidade de responder as demandas do mercado de trabalho. Utilizando conceito cunhado por Ramos (1984), o ensino superior, atualmente, não está a desenvolver atitudes parentéticas no egresso. O ensino superior está a disponibilizar ao mercado de trabalho um profissional performativo com características substituíveis

Biografia do Autor

Larissa Medianeira Bolzan, Universidade Federal de Pelotas
Professora Adjunta de Engenharia de Produção da Universidade Federal de Pelotas. Pós-Doutora em Inovação Social (2017- 2018, na Universidade do Vale do Rio dos Sinos). Doutora em Administração (2013-1017. Linha de Pesquisa: Gestão de Pessoas), na Universidade Federal do Rio Grande do Sul. Mestre (2011-2013. Linha de Pesquisa: Sistemas de Informação e Finanças) e Bacharel em Administração (2005-2010), pela Universidade Federal de Santa Maria. Atualmente, pesquisa Escalabilidade, Inovação Social; Inovação Responsável; Inovação Sustentável e Inovação Colaborativa.
Publicado
2019-04-30
Seção
Artigos