A FORMAÇÃO DE PROFESSORES NO CONTEXTO DAS ORIENTAÇÕES DO BANCO MUNDIAL

Autores

  • Márcia Ângela Patrícia UNIVERSIDADE FEDERAL DE RONDÔNIA-UNIR
  • Rosângela de Fátima Cavalcante França Universidade Federal de Rondônia - UNIR

Palavras-chave:

Banco Mundial. Parceria Público-Privado. Formação dos Professores

Resumo

Este artigo objetiva traçar reflexões sobre a parceria público-privada a partir da influência do Banco Mundial nas políticas públicas para a formação docente. Expõe os desdobramentos da reforma do Estado brasileiro, que incide nas parcerias público-privadas, intensificadas a partir da década de 1990. Discorre sobre o relatório do Banco Mundial “Professores Excelentes: Como melhorar a aprendizagem dos estudantes na América Latina e no Caribe”, documento desse estudo, analisado pelo viés crítico. O resultado demonstra a indução no relatório para a parceria público-privada por meio de ONG, inspirado nos moldes neoliberais, consequentemente uma educação para atender as demandas do capital.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Biografia do Autor

Márcia Ângela Patrícia, UNIVERSIDADE FEDERAL DE RONDÔNIA-UNIR

Doutoranda do Programa de Pós Graduação da UEM (DINTER UEM/UNIR) 2017-2021. Mestre em Educação pela Universidade Federal de Rondônia - UNIR, 2015. Possui graduação em Pedagogia pela Universidade Federal de Rondônia - UNIR, 2004. Atualmente é professora Assistente II, da Universidade Federal de Rondônia. 

Rosângela de Fátima Cavalcante França, Universidade Federal de Rondônia - UNIR

Doutora em Educação Escolar pela UNESP/Araraquara (2010). Mestre em Educação pela Universidade Federal de Mato Grosso do Sul (2006). Possui graduação em Psicologia pela Universidade Federal de Rondônia (1998).  Atualmente é Professora Adjunta l - DE da Universidade Federal de Rondônia, 

Downloads

Publicado

2021-08-04

Edição

Seção

Artigos