Pedagogias decoloniais e interculturalidade: desafios para uma agenda educacional antirracista

Autores

  • Claudia Miranda Universidade Federal do Estado do Rio de Janeiro (UNIRIO)
  • Fanny Milena Quiñones Riasco Universidade Pedagógica Nacional / Colômbia

DOI:

https://doi.org/10.22195/2447-524620162119866

Palavras-chave:

Pedagogias decolonias. Interculturalidade. Currículo.

Resumo

Esse trabalho se baseia em um constructo no qual a “decolonialidade” é a chave para a consolidação de outras visões sobre nossa autoformação e aprendizagens possíveis a partir das proposições que saem das configurações de resistência antirracista. Ganha centralidade as pedagogias decoloniais por fazerem parte de uma visão educacional emergente e que será mais bem compreendida quando alinhada aos estudos desenvolvidos no diálogo com os movimentos sociais na região conhecida como América latina. O intuito é discutirmos sobre as aprendizagens possíveis a partir do que nos é próprio. Apoiamo-nos em um amplo espectro de aportes que favoreceram o desentranhamento de um conjunto de saberes legitimados socialmente e que têm sustentado a crítica decolonial para propor outros modos de pertencimento. Sugerimos o enfrentamento de problemas relacionados com as diversas operações que facilitaram a configuração de um novo universo de relações intersubjetivas de dominação entre Europa e as demais regiões do mundo. Entendemos, com Catherine Walsh e Aníbal Quijano, que o pensamento decolonial assume o desafio de construir atalhos que inspiram a rebeldia e a desobediência por sugerir opções fronteiriças quando se trata de garantir a pluralidade, bem como outros lugares de conversa.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Biografia do Autor

Claudia Miranda, Universidade Federal do Estado do Rio de Janeiro (UNIRIO)

Professora do Programa de Pós-Graduação em Educação (PPGEdu/ UNIRIO). Trabalha a partir da crítica pós-colonial investigando as agendas dos movimentos sociais e suas propostas no Brasil e na Colômbia. O foco está no cruzamento de temas relacionados ao currículo e à diversidade cultural no âmbito da América Latina.

Fanny Milena Quiñones Riasco, Universidade Pedagógica Nacional / Colômbia

Mestra pela Universidade Pedagógica Nacional/Colômbia, assessora de projetos, professora expedicionária e coordenadora da Rede de Professores dos Direitos Humanos Étnicos da Universidade Pedagógica Nacional

Downloads

Publicado

2016-12-12

Edição

Seção

Artigos