ARTE/EDUCAÇÃO

MOVIMENTOS E RESISTÊNCIAS NAS POLÍTICAS PÚBLICAS EDUCACIONAIS

Autores

Palavras-chave:

Políticas públicas, Arte/Educação, Currículo

Resumo

Este artigo visa analisar os movimentos de continuidade e descontinuidade nas políticas públicas de educação e seus imbricamentos no currículo da Educação Básica, especificamente no componente curricular – Arte. A abordagem metodológica teve suas bases na pesquisa bibliográfica e na análise documental, pautando-se nas Leis n.º 5.692/71 e n.º 9.394/96, nos documentos oficiais – Parâmetros Curriculares Nacionais e Base Nacional Comum Curricular, além de autores que subsidiaram as discussões. A análise apontou a necessidade de conhecermos as Leis, os documentos oficiais, nos engajando nas políticas públicas. Também sinalizou a importância de conhecermos a história da Arte/Educação, incluindo a educação formal e não-formal e seus desdobramentos nas práticas educativas atuais. Ficou evidente na pesquisa que a ética, a estética e a política são balizadoras de uma educação legitimada na solidariedade e no viver junto. Mostrou ainda que o diálogo entre escola e universidade é imprescindível para a articulação entre formação inicial, continuada e práticas humanizadoras, enfatizando os processos de aprendizagem e as sensibilidades.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Biografia do Autor

Silvia Sell Duarte Pillotto, Universidade da Região de Joinville - UNIVILLE

Professora/pesquisadora no Programa de Pós-Graduação – Mestrado em Educação da Universidade de Joinville (UNIVILLE), Joinville, Santa Catarina, Brasil.

Jane Mery Richter Voigt, Universidade da Região de Joinville - UNIVILLE

Professora/pesquisadora no Programa de Pós-Graduação – Mestrado em Educação da Universidade de Joinville (UNIVILLE), Joinville, Santa Catarina, Brasil.

Carla Clauber da Silva, Universidade da Região de Joinville

Professora/pesquisadora na Secretaria de Educação do Município de Joinville, Santa Catarina, Brasil.

Downloads

Publicado

2021-09-01

Edição

Seção

Artigos