Filosofia e Educação em Bergson

  • Tarcísio Jorge Santos Pinto
Palavras-chave: Henri Bergson, duração, intuição, educação.

Resumo

O presente artigo tem o intuito de refletir em que sentido o pensamento de Henri Bergson se apresenta como original e revolucionário diante da tradição filosófico-científica de sua época a partir da criação do conceito de duração. Além disto, deseja ressaltar a importância do método da intuição em sua filosofia e alguns dos seus principais desdobramentos, especialmente no campo da educação. A partir daí, procura discutir, em conclusão, em que sentido a filosofia bergsoniana continua sendo capaz de trazer importantes contribuições para a reflexão de algumas questões de nosso tempo, iluminando-as de forma profunda e criadora.

Biografia do Autor

Tarcísio Jorge Santos Pinto
Doutor em Filosofia pela Universidade de São Paulo, Mestre em Filosofia pela Universidade Federal do Rio de Janeiro e Licenciado em Filosofia pela Universidade Federal de Juiz de Fora. Publicou pela Editora Loyola o livro O método da intuição em Bergson e a sua dimensão ética e pedagógica e vem publicando capítulos de livros e artigos nas áreas da Filosofia e da Filosofia da Educação. Atualmente é coordenador do GEFILE – Grupo de Estudos e Pesquisas em Filosofia e Educação. Email: tarcisio.pinto@ufjf.edu.br
Publicado
2015-10-29
Seção
Artigos