Razão e Educação Política: Crítica de um Fragmento da Ideologia Liberal

  • Ralph Ings Bannell
Palavras-chave: liberalismo político, John Rawls, sociedade, pessoa, educação.

Resumo

Esse artigo desenvolve uma análise crítica da teoria do liberalismo político de John Rawls, argumentando que acaba legitimando a organização político e econômico liberal, portanto sendo um fragmento da ideologia liberal. Tenta explorar a tensão entre, de um lado, a defesa que Rawls faz do liberalismo com uma forma política historicamente constituída e, de outro lado, sua tentativa de vincular a própria razoabilidade, um “poder moral” do cidadão, com o liberalismo, portanto sugerindo que o liberalismo seja a única forma racional da política. Analisa o papel que Rawls dá à filosofia política, seu construtivismo político, suas concepções da sociedade e da pessoa, bem como sua análise do julgamento político e razão pública. Termina com algumas reflexões sobre o papel da teoria de Rawls na educação política.

Biografia do Autor

Ralph Ings Bannell
Doutor em Teoria Social e Política pela Universidade de Sussex, Inglaterra. Pós-doutorado pelo Institute of Education, Universidade de Londres. Orienta trabalhos de mestrado e doutorado nas áreas de filosofia da educação. Publicou o livro Habermas e a Educação (Belo Horizonte: Autêntica, 2006) e organizou o livro Formação para a Cidadania e os Limites do Liberalismo (Rio de Janeiro: 7 Letras/ FAPERJ, 2011). Email: ralph@puc-rio.br
Publicado
2015-10-29
Seção
Artigos