Vol. 4 Núm. 1 (2020)
Artículos regulares

Inteligência artificial e direitos humanos: impactos e dilemas éticos atuais

Ana Carolina de Souza Pereira
Universidade Federal de Juiz de Fora | Juiz de Fora, Minas Gerais - Brasil
Biografía
Ana Luisa Brêtas Bruno
Universidade Federal de Juiz de Fora | Juiz de Fora, Minas Gerais – Brasil.
Biografía
Ariane Meirelles de Azevedo
Universidade Federal de Juiz de Fora | Juiz de Fora, Minas Gerais - Brasil
Biografía
Caroline da Rosa Pinheiro
Universidade Federal de Juiz de Fora | Juiz de Fora, Minas Gerais - Brasil
Biografía
Lívia Melo Honorato Campos
Universidade Federal de Juiz de Fora | Juiz de Fora, Minas Gerais - Brasil
Biografía
Nicole Vieira Abreu Ornellas
Universidade Federal de Juiz de Fora | Juiz de Fora, Minas Gerais - Brasil
Biografía
Victória Presoti Paixão
Universidade Federal de Juiz de Fora | Juiz de Fora, Minas Gerais - Brasil
Biografía
Capa Verde escrito Revista Internacional de Direitos Humanos e Empresas, 2020 Volume 04
Publicado January 30, 2020
Cómo citar
PEREIRA, A. C. DE S.; BRUNO, A. L. B.; AZEVEDO, A. M. DE; PINHEIRO, C. DA R.; CAMPOS, L. M. H.; ORNELLAS, N. V. A.; PAIXÃO, V. P. Inteligência artificial e direitos humanos: impactos e dilemas éticos atuais. Homa Publica - Revista Internacional de Derechos Humanos y Empresas, v. 4, n. 1, p. e:059, 30 ene. 2020.

Resumen

O presente artigo visa analisar, por meio de uma revisão bibliográfica e estudo de caso exploratório, alguns dilemas éticos impostos pela Inteligência Artificial e suas consequências no âmbito dos direitos humanos. O problema de pesquisa possui como finalidade investigar os dilemas éticos surgidos a partir do uso de sistemas de Inteligência Artificial e como estes se relacionam com violações de direitos humanos, tendo como prisma as diretrizes éticas acordadas pela União Europeia no ano de 2019. A partir das diretrizes, desenvolveu-se uma pesquisa de cunho documental e bibliográfico com uma análise qualitativa. Entre os resultados encontra-se a necessidade de uma regulamentação dos sistemas de Inteligência Artificial, que seja capaz de normatizar questões, as quais possuem impacto nos direitos humanos, a fim de mitigar seus potenciais riscos de violação e o desafio incutido a essa tarefa, tendo em vista os possíveis impactos inibitórios de uma regulamentação   à inovação tecnológica.

Citas

  1. BRASIL. Constituição da República Federativa do Brasil. Promulgada em 5 de outubro de 1988. Disponível em: http://www.planalto.gov.br/ccivil_03/constituicao/constituicaocompilado.htm.
  2. CASTELLS, Manuel. A era da informação: economia, sociedade e cultura. In: A Sociedade em rede. São Paulo: Paz e Terra, 2000. v. 1.
  3. DECLARAÇÃO UNIVERSAL DOS DIREITOS HUMANOS. Assembleia Geral das Nações Unidas em Paris. 10 dez. 1948.
  4. DONEDA, D. C. M. et al. Considerações iniciais sobre inteligência artificial, ética e autonomia pessoal. Pensar Revista de Ciências Jurídicas, v. 23, n. 4, p. 1 – 17, Outubro 2018.
  5. DONEDA, D.C.M. Considerações iniciais sobre banco de dados informatizados e o direito à privacidade. In: TEPEDINO, Gustavo (org.) Problemas de direito civil-constitucional. Rio de Janeiro: Renovar, 2000, pp.111-136.
  6. EPSTEIN, L; KING, G. Pesquisa empírica em direito [livro eletrônico]: as regras de inferência. São Paulo: Direito GV, 2013 (Coleção acadêmica livre) 7 Mb; Título original: The rules of inference. – Vários tradutores.
  7. FOX, M. This Immigration Attorney Is Using AI To Make Legal Access Affordable. 2019. Disponível em: https://www.forbes.com/sites/meimeifox/2019/03/15/this-immigration-attorney-uses-ai-make-legal-access-affordable/#3deb69fb5887. Acesso em: 28/04/19.
  8. FRAZÃO, A. Quais devem ser os parâmetros éticos e jurídicos para a utilização da IA? 2019. Disponível em: https://www.jota.info/paywall?redirect_to=//www.jota.info/opiniao-e-analise/colunas/constituicao-empresa-e-mercado/quais-devem-ser-os-parametros-eticos-e-juridicos-para-a-utilizacao-da-ia-24042019. Acesso em: 27/04/19.
  9. GARATTONI, B. Cientistas criam primeira arma contra deepfakes. Disponível em: https://super.abril.com.br/tecnologia/cientistas-criam-primeira-arma-contra-deepfakes/. Acesso em: 10/05/19.
  10. GORZONI, P. Inteligência Artificial: Riscos para direitos humanos e possíveis ações. 2019. Disponível em: https://itsrio.org/wp-content/uploads/2019/03/Paula-Gorzoni.pdf. Acesso em: 6 set. 2019.
  11. HIGH-LEVEL EXPERT GROUP ON AI. A definition of AI: Main capabilities and scientific disciplines. Comissão Europeia, Bruxelas, p. 1 – 7, 2019a.
  12. HIGH-LEVEL EXPERT GROUP ON AI. Ethics Guidelines for Trustworthy AI. Comissão Europeia, Bruxelas, p. 1 – 39, 2019b.
  13. Homero. Ilíada. Tradução de Frederico Lourenço. Lisboa: Cotovia, 2005.
  14. KAUFMAN, D. Inteligência Artificial: questões éticas a serem enfrentadas. In. ANAIS. 2016. IX Simpósio Nacional ABCiber. [S.I.]. 2016
  15. KEHDY, B. O. et al. Implicações Políticas, Sociais e Éticas da popularização de deepfakes por meio de softwares livres. In: ANAIS, 2018. ANAIS do UEADSL. [S.l.], 2018.
  16. MAGRANI, E. Entre dados e robôs: ética e privacidade na era da hiperconectividade / Eduardo Magrani. - 2. ed. - Porto Alegre: Arquipélago Editorial, 2019.
  17. MOREIRA, I. A Microsoft criou uma robô que interage nas redes sociais - e ela virou nazista. 2016. Disponível em: https://revistagalileu.globo.com/blogs/buzz/ noticia/2016/03/microsoft-criou-uma-robo-que-interage-nas-redes-sociais-e-ela-virou-nazista.html. Acesso em: 28/04/19.
  18. O’NEIL, C. Weapons of math destruction: how big data increases inequality and threatens democracy. Nova York: Crown Publishers, 2016.
  19. PEREIRA, B. T.: SANTOS, S. R. do N.: GANDRA, G. G. Algoritmos e integração de novas tecnologias ao sistema jurídico. Disponível em: https://www.jota.info/paywall?redirect_to=//www.jota.info/opiniao-e-analise/colunas/regulacao-e-novas-tecnologias/algoritmos-e-integracao-de-novas-tecnologias-ao-sistema-juridico-27042019. Acesso em: 30/04/19.
  20. RACANICCI, J. Tecnologia introduz dilemas éticos ao Direito. Disponível em: https://www.jota.info/justiça/tecnologia-introduz-dilemas-eticas-ao-direito-05122017. Acesso em: 20/04/19.
  21. RISSE, Matthias. Direitos Humanos e Inteligência Artificial: Uma Agenda Urgentemente Necessária. Revista Publicum, v. 4, n. 1, p. 17-33, 18 jun. 2018. Disponível em: <http://www.e-publicacoes.uerj.br/index.php/publicum>. Acesso em: 5 set. 2019.
  22. RODOTÀ, Stefano. A vida na sociedade de vigilância – A privacidade hoje. Rio de Janeiro: Renovar, 2008. p. 15.
  23. SILVEIRA, S. A. Tudo sobre tod@s: Redes digitais, privacidade e venda de dados pessoais. São Paulo: Edições SESC, 2017.
  24. SMITH, Brad; SHUM, Harry. O futuro computadorizado: a inteligência artificial e seu papel na sociedade. Publicado por Microsoft Corporation Redmond, Washington. E.U.A. 2018.
  25. SOUZA, C.A.; PADRÃO, V. IA transformará o Direito, mas o Direito transformará IA? Disponível em: https://www.jota.info/opiniao-e-analise/artigos/ia-tranformara-o-direito-mas-o-direito-transformara-ia-26092017. Acesso em: 20/04/19.
  26. WAKKA, Wagner. In: Alexa grava conversa privada de usuária e envia a gravação para outra pessoa. [S. l.], 24 maio 2018. Disponível em: https://canaltech.com.br/casa-conectada/alexa-grava-conversa-privada-de-usuaria-e-envia-a-gravacao-para-outra-pessoa-114512/. Acesso em: 19 set. 2019.
  27. YIN, Roberto K. Estudo de Caso: planejamento e métodos. 4ª ed. Tradução Ana Thorell. São Paulo: Bookman, 2010.