A tradução como procedimento poético de repetição

Translation as a poetic procedure of repetition

Autores

  • Maria Sílvia Cintra Martins Universidade Federal de São Carlos

DOI:

https://doi.org/10.34019/2318-3446.2018.v6.23251

Palavras-chave:

tradução, poética, repetição

Resumo

Centrado em aportes dos Estudos de Tradução, este artigo comporta resultados de pesquisa do Projeto FAPESP XXXX em torno da obra de Henri Meschonnic (1989; 2005; 2008; 2010) e de Raduan Nassar (1975; 2016). A pesquisa teve como objetivo a comparação da obra “Lavoura Arcaica” com sua tradução para a língua inglesa. Os resultados apontam para o apagamento da relação da obra original com obras com que dialoga, e que, à sua maneira, traduz.

Abstract

I bring results of research on the works of Henri Meschonnic (1982; 2010) and Raduan Nassar (1975; 2016). The initial research objective was the comparison of the book Lavoura Arcaica with its translation into English. Results point, on one hand, to the erasement of the relation existing between the original book and the texts with which it dialogues; on the other hand, to the necessity of pressupposing the axe of poetic translation which implies repetition procedures.

Keywords: translation; Poetics; repetition

Downloads

Não há dados estatísticos.

Biografia do Autor

Maria Sílvia Cintra Martins, Universidade Federal de São Carlos

Professora asscociada do Departamento de Letras.

Referências

DEGUY, Michel. Un serial killer: Henri Meschonnic. Sommaire, 165, Presses Universitaires de France, 2001, pp. 110-112.

DELEUZE, G. Diferença e repetição. Rio de Janeiro: Graal, 1988.

FRANCHI, Carlos. Linguagem – Atividade Constitutiva. Cadernos de Estudos Linguísticos. Campinas, n. 22, p. 9-39, 1992.

JAKOBSON, Roman. Linguística e poética. In: Linguística e comunicação. São Paulo: Cultrix, 1969.

LEVINAS, Emmanuel. Totalité et Infini. Essai sur l’extériorité. Paris: Kluwer Academic, 2017 [1961].

LOTMAN, Juri. On the semiosphere. Sign Systems Studies. 33.1, 2005.

MESCHONNIC, Henri. Critique du rythme: anthropologie historique du language. Paris: Verdier, 1982.

MESCHONNIC, Henri. Oui, qu`appelle-t-on penser? In: Dessons, Gérard; Martin, Serge; Michon, Pascal. Henri Mesconnic, la pensée et le poème. Paris: In Press, 2005.

MESCHONNIC, Henri. Dans le bois de la langue. Paris: Éditions Laurence Teper, 2008.

MESCHONNIC, Henri. Poética do Traduzir. São Paulo: Perspectiva, 2010.

NASSAR. Raduan. Lavoura Arcaica. São Paulo: Companhia das Letras, 1975.

NASSAR. Raduan. Lavoura Arcaica. São Paulo: Companhia das Letras, 1989.

NASSAR. Raduan. Um copo de cólera. São Paulo: Companhia das Letras, 1992.

NASSAR. Raduan. Ancient Tillage. London: Penguin Books, 2016.

ROSENFIELD, Kathrin H. Antígona, Intriga e enigma. Sófocles lido por Hölderlin. São Paulo: Perspectiva, 2016.

VIVEIROS DE CASTRO, Eduardo. Metafísicas Canibais: Elementos para uma antropologia pós-estrutural. São Paulo: Cosac Naify, 2015.

Downloads

Publicado

2018-08-15

Como Citar

MARTINS, M. S. C. A tradução como procedimento poético de repetição: Translation as a poetic procedure of repetition. Rónai – Revista de Estudos Clássicos e Tradutórios, [S. l.], v. 6, n. 1, p. 72–83, 2018. DOI: 10.34019/2318-3446.2018.v6.23251. Disponível em: https://periodicos.ufjf.br/index.php/ronai/article/view/23251. Acesso em: 28 out. 2021.

Edição

Seção

Artigos