Tradução do Texto Grego do Horário como Unidade Autônoma do Testamento de Adão

Autores

  • Milton Luiz Torres Centro Universitário Adventista de São Paulo (UNASP-EC) http://orcid.org/0000-0003-1158-4876
  • Ana Maria Moura Schäffer Centro Universitário Adventista de São Paulo (UNASP-EC)
  • Deleon Ferreira de Lima Seminário Adventista Sul-Americano de Teologia

DOI:

https://doi.org/10.34019/2318-3446.2018.v6.23249

Palavras-chave:

Horário, Testamento de Adão, gnosticismo, Adão, dualism

Resumo

A proposta de tradução do texto grego do Horário para o português teve o objetivo de responder a questões relevantes relacionadas com a obra: que evidências apontam para uma autoria gnóstica?; por que pode ser tratada como obra autônoma, mesmo sendo parte integrante do assim-chamado Testamento de Adão? Além da tradução, comentou-se o gnosticismo de Nag Hammadi e fez-se uma comparação com a literatura apocalíptica judaica do séc. AD. Concluiu-se, ao final, que seu dualismo, ênfase no repouso e natureza heterodoxa contribuem para a identificação gnóstica da obra e confirmam seus contatos com a literatura apocalíptica judaica do séc. I.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Biografia do Autor

Milton Luiz Torres, Centro Universitário Adventista de São Paulo (UNASP-EC)

Coordenador dos Cursos de Letras e Tradutor (UNASP-EC)
Professor do Mestrado Profissional em Educação (UNASP-EC)

Ana Maria Moura Schäffer, Centro Universitário Adventista de São Paulo (UNASP-EC)

Doutora em Linguística Aplicada (UNICAMP)

Professora dos Cursos de Letras e Tradutor (UNASP-EC)

Professora Colaboradora do Mestrado Profissional em Educação (UNASP-EC)

Deleon Ferreira de Lima, Seminário Adventista Sul-Americano de Teologia

Bacharel em Teologia (SALT-IAENE)

Referências

BEZOLD, C. Das arabisch-aethiopische Testamentum Adami: orientalische Studien zu Nöldekes so Geburtstage…gewidmet. Glessen: Töpelman, 1906. p. 893-912.

BOCK, L. Darrel. Os evangelhos perdidos: a verdade por trás dos textos que não entraram na Bíblia. Rio de Janeiro: Thomas Nelson Brasil, 2007.

FORSTATER, Mark. The spiritual teachings of Marcus Aurelius. London: Coronet, 2001.

FREY, J. B. Adam: livres apocryphes sous son nom. In: PIROT, L. et al. (Eds.). Dictionnarie de la Bible. Paris: Letouzey et Ané, 1928. v. 1, p. 117-125.

HARE, John Bruno. The Internet sacred text archive. 2010. Disponível em: http://www.sacred-texts.com/gno/index.htm. Acesso em: 23 mar. 2018.

HORT, Nome. Adam, books of. In: SMITH, William; WACE, Henry. A dictionary of Christian biography, literature, sects, and doctrines. Londres: John Murray, 1877. v. 1, p. 34-39.

KMOSKO, M. Testamentum Adae. Patrologia Syriaca. Paris: R. Graffin, 1907.

MACKAIL, J. W. Greek anthology: selections. London/New York: Longmans, Green & Co., 1890.

NAU, F. Apotelesmata Apollonii Tyanensis. Patrologia Syriaca. Paris: R. Graffin, 1907.

OTERO, A. S. Los evangelios apócrifos. Madrid: Católica, 1988.

RENAN, M. Ernest. Fragments du livre gnostique intitulé Apocalypse d’Adam. Paris: Imperiale, 1853.

ROBINSON, S. E. Testament of Adam: a new translation and introduction. In: CHARLESWORTH, James H. (Ed.). The anchor Bible: the Old Testament pseudepigrapha. New York: Doubleday, 1983. v. 1, p. 981-995.

RUDOLPH, Kurt. Gnosis und Gnostizismus. Wege der Forschung. Armstadt: Wissenschaftliche Buchgesellschaft, 1975. v. CCLXII.

STEWART, Zeph; NOCK, D. Arthur. Essays on religion and the ancient world. Oxford: Clarendon,1972.

WILLIAMS, Frank (Trad.). The Panarion of Epiphanius of Salamis. Leiden : Brill, 1987.

Downloads

Arquivos adicionais

Publicado

2018-08-15

Como Citar

TORRES, M. L.; SCHÄFFER, A. M. M.; DE LIMA, D. F. Tradução do Texto Grego do Horário como Unidade Autônoma do Testamento de Adão. Rónai – Revista de Estudos Clássicos e Tradutórios, [S. l.], v. 6, n. 1, p. 34–45, 2018. DOI: 10.34019/2318-3446.2018.v6.23249. Disponível em: https://periodicos.ufjf.br/index.php/ronai/article/view/23249. Acesso em: 25 maio. 2024.

Edição

Seção

Artigos