Prática Pedagógica de Professores de Matemática numa perspectiva emancipatória e reflexiva

Autores

DOI:

https://doi.org/10.34019/2594-4673.2023.v7.40523

Palavras-chave:

Formação Inicial, Iniciação à docência, Prática docente, PIBID, Saberes docentes

Resumo

Este trabalho apresenta reflexões de um estudo realizado em uma pesquisa em andamento, do Curso de Mestrado em Educação, na linha de pesquisa Educação em Ciências e Educação Matemática, da Universidade Federal de Mato Grosso (UFMT). Serão discutidos os temas formação inicial docente, saberes docentes e prática pedagógica de professores que ensinam Matemática, a partir dos quais o referencial teórico da pesquisa está sendo constituído. O estudo se pautou em autores e autoras como André (2009, 2010, 2018), Gatti (2014), Tardif (2012), Tardif e Raymond (2000), Pimenta (1999), Mizukami (2013), Franco (2016), Fiorentini e Oliveira (2013), Caldeira e Zaidan (2010), Vieira e Zaidan (2013), dentre outros. Verificou-se a necessidade, sobretudo na formação inicial do professor, de analisar e discutir a prática social do educador matemático, refletir sobre a matemática trabalhada no âmbito escolar e valorizar a experiência dos pares como uma fonte de aprendizagem do trabalho docente. Nesse sentido, Programas voltados à formação inicial do futuro professor, como o Programa Institucional de Bolsas de Iniciação à Docência (PIBID), que contextualizem o trabalho docente, se configuram como importantes políticas públicas capazes de possibilitar aos futuros professores a mobilização dos saberes docentes e o desenvolvimento de uma prática pedagógica intencional, reflexiva e emancipatória, rompendo com a tendência que, infelizmente, ainda impera na sala de aula, de um ensino de matemática engessado e mecanizado.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Metrics

Carregando Métricas ...

Biografia do Autor

Fabiana de Castro Silva, Universidade Federal do Mato Grosso

Graduada em Matemática pela Universidade Estadual de Mato Grosso (UNEMAT) no Campus de Barra de Bugres, com especialização em Docência em Matemática e Práticas Pedagógicas pela Universidade Candido Mendes. Mestranda do Programa de Pós-Graduação em Educação da Universidade Federal de Mato Grosso (UFMT), na linha de pesquisa Educação em Ciências e Educação Matemática. Professora de Matemática da Secretaria de Estado de Educação do Estado do Mato Grosso (SEDUC - MT) e integrante do Grupo de Estudos e Pesquisas em Educação Matemática dos Anos Iniciais - GRUPEMAI, da Universidade Federal de Mato Grosso.

Sueli Fanizzi, Universidade Federal do Mato Grosso

Doutora e Mestre em Educação pelo Programa de Pós-Graduação da Faculdade de Educação da Universidade de São Paulo, na área temática Ensino de Ciências e Matemática. Professora do Programa de Pós-Graduação em Educação da Universidade Federal de Mato Grosso. Professora Adjunta do Departamento de Ensino e Organização Escolar do Instituto de Educação, na mesma Universidade (Campus Cuiabá), atuando como docente no Curso de Pedagogia, nas áreas de Educação Matemática e Estágio Supervisionado. Foi professora contratada pela Faculdade de Educação da Universidade de São Paulo, em 2016 e 2017. Coordenadora de Projetos de Pesquisa e de Extensão, de abrangência local e nacional, voltados à formação de professores que ensinam Matemática e à aprendizagem da Matemática nos anos iniciais do ensino fundamental. Coordenadora do GRUPEMAI - Grupo de Estudos e Pesquisas em Educação Matemática dos Anos Iniciais, da Universidade Federal de Mato Grosso. Autora da Coleção Porta Aberta para o Mundo - Ciências, da Editora FTD Educação. 

Referências

ANDRÉ, M. E. D. A. A produção acadêmica sobre formação docente: um estudo comparativo das dissertações e teses dos anos 1990 e 2000. Revista Brasileira de Pesquisa sobre Formação de Professores, v. 1, nº 1, p. 41-56, ago./dez. 2009.

______. Formação de professores: a constituição de um campo de estudos. Educação, PUC/ RS, v. 33, p. 6-18, 2010.

______. Professores iniciantes: egressos de programas de iniciação à docência. Revista Brasileira de Educação [online]. 2018, v. 23. Disponível em: https://www.scielo.br/j/rbedu/a/BY5fzpxPtrsBp5gbhXYJcfj/?format=pdf&lang=pt. Acesso em: 24 fev. 2023.

BRASIL, Fundação Coordenação de Aperfeiçoamento de Pessoal de Nível Superior. Edital MEC/CAPES/FNDE Pibid 2007. Programa Institucional de Bolsas de Iniciação à docência. Editais e seleções. Disponível em: https://www.gov.br/capes/pt-br/centrais-de-conteudo/edital-pibid-pdf. Acesso em: 03 mar. 2023.

______. PORTARIA Nº 83, DE 27 DE ABRIL DE 2022. Dispõe sobre o regulamento do Programa Institucional de Bolsa de Iniciação à Docência (PIBID). Editais e seleções. Brasília, 2022. Disponível em:

https://www.gov.br/capes/pt-br/centrais-de-conteudo/documentos/diretoria-de-educacao-basica/28042022_Publicacao_no_DOU_1691532_PORTARIA_N__83__DE_27_DE_ABRIL_DE_2022.pdf. Acesso em: 24 fev. 2023.

______. Fundação Coordenação de Aperfeiçoamento de Pessoal de Nível Superior. EDITAL CAPES/DEB Nº 02/2009 – PIBID. Programa Institucional de Bolsas de Iniciação à docência. Editais e seleções. Brasília, 2009. Disponível em: https://www.gov.br/capes/pt-br/centrais-de-conteudo/edital02-pibid2009-pdf. Acesso em: 24 fev. 2023.

CALDEIRA, A. M. S.; ZAIDAN, S. Prática pedagógica. In: OLIVEIRA, D. A.; DUARTE, A. C.; VIEIRA, L. M. F. (Org.). Dicionário: trabalho, profissão e condição docente. Belo Horizonte: GESTRADO/FaE/UFMG, 2010. Disponível em: https://gestrado.net.br/wp-content/uploads/2020/08/328-1.pdf. Acesso em: 24 fev. 2023.

CORNELO, C. S.; SCKNECKENBERG, M. O Programa Institucional de Bolsa de Iniciação à Docência – PIBID: trajetória e desdobramentos. Jornal de Políticas Educacionais. V. 14, nº 27, junho de 2020. ISSN 1981-1969. Disponível em: https://revistas.ufpr.br/jpe/article/view/71637. Acesso em: 24 fev. 2023. http://dx.doi.org/10.5380/jpe.v14i0.71637

FIORENTINI, D; OLIVEIRA, A. T. C. C. O lugar das matemáticas na Licenciatura em Matemática: que matemáticas e que práticas formativas?. Bolema: Boletim de Educação Matemática, Rio Claro, v. 27, n. 47, p. 917 – 938, dez. 2013. Disponível em: https://www.scielo.br/j/bolema/a/99f8nsJSh8K9KMpbGrg8BrP/?format=pdf&lang=pt. Acesso em: 30 jan. 2023.

FRANCO, M. A. R. S. Prática pedagógica e docência: um olhar a partir da epistemologia do conceito. Revista brasileira Estudos Pedagógicos (on-line), Brasília, v. 97, n. 247, p. 534-551, set./dez. 2016. Disponível em: https://www.scielo.br/j/rbeped/a/m6qBLvmHnCdR7RQjJVsPzTq/?format=pdf&lang=pt. Acesso em: 16 fev. 2023.

GATTI, B. A. Formação inicial de professores para a educação básica: pesquisas e políticas educacionais. Est. Aval. Educ., São Paulo, v. 25, n. 57, p. 24-54, jan./abr. 2014. Disponível em: http://publicacoes.fcc.org.br/index.php/eae/article/view/2823/2700. Acesso em: 04 jan. 2023.

GRÜTZMANN, P. T. Saberes docentes: um estudo a partir de Tardif e Borges. Revista Temas em Educação, João Pessoa, Brasil, v. 28, nº 3, p.02-23, set./dez., 2019.

KOGUT, M. C. A Formação Docente: os saberes e a identidade do professor. In: EDUCARE XII Congresso Nacional da Educação. – PUCPR. Formação de professores, complexidade e trabalho docente. 26 a 29/10/2015. Disponível em: https://educere.bruc.com.br/arquivo/pdf2015/19247_8833.pdf . Acesso em 04 jan. 2023.

MIZUKAMI, M. G. N. Aprendizagem da docência: conhecimento específico, contextos e práticas pedagógicas. In: NACARATO, A. M.; PAIVA, M. A. V. (Org.) A formação do professor que ensina Matemática: perspectivas e pesquisas. 3º ed. Belo Horizonte: Autêntica, 2013. Disponível em: https://integrada.minhabiblioteca.com.br/#/books/9788582178782/. Acesso em: 04 jan. 2023.

PEREIRA, M. A. L.; ANDRÉ, M. A formação inicial do professor e o desenvolvimento profissional docente. Devir Educação, [S. l.], v. 1, n. 2, p. 5–18, 2017. Disponível em: http://devireducacao.ded.ufla.br/index.php/DEVIR/article/view/39. Acesso em: 20 fev. 2023.

PIMENTA, S.G. Formação de professores: identidades e saberes da docência. In: _______(org.). Saberes pedagógicos e atividades docente. 4º ed. São Paulo: Cortez, 1999.

PINHEIRO, N. V.P.; ZAIDAN, S. A Prática Pedagógica em Matemática e suas possíveis implicações para a formação docente. In: VIII CONGRESO IBEROAMERICANO DE EDUCACIÓN MATEMÁTICA. LIBRO DE ACTAS. Comunicações breves – CB 887. Núcleo temático: IV - Formação de Professores de Matemáticas. Disponível em: http://funes.uniandes.edu.co/20488/1/Pinheiro2017A.pdf. Acesso em: 01 mar. 2023.

TARDIF, Maurice. Saberes docentes e formação profissional. 13. ed. Petrópolis, RJ: Vozes, 2012.

TARDIF, M; RAYMOND, D. Saberes, tempo e aprendizagem do trabalho no magistério. Educação & Sociedade [online]. 2000, v. 21, n. 73. Disponível em: https://www.scielo.br/j/es/a/Ks666mx7qLpbLThJQmXL7CB/?format=pdf&lang=pt. Acesso em: 23 fev. 2023.

VIEIRA, G. A.; ZAIDAN, S. Sobre o conceito de prática pedagógica e o professor de matemática. Revista Paidéia. Universidade FUMEC. Belo Horizonte, ano 10 n. 14 p. 33-54/2013. Disponível em: http://www.fumec.br/revistas/paideia/article/view/2375/143. Acesso em: 26 fev. 2023.

Downloads

Publicado

2023-05-29

Como Citar

SILVA, F. de C. .; FANIZZI, S. Prática Pedagógica de Professores de Matemática numa perspectiva emancipatória e reflexiva. Revista de Investigação e Divulgação em Educação Matemática , [S. l.], v. 7, n. 1, 2023. DOI: 10.34019/2594-4673.2023.v7.40523. Disponível em: https://periodicos.ufjf.br/index.php/ridema/article/view/40523. Acesso em: 25 jul. 2024.

Edição

Seção

Artigos