O problema do cachorro e do coelho: uma perseguição a partir de produções de significados

Autores

Palavras-chave:

Geometria Analítica, Aproximação Linear, Resolução de Problemas, Modelo dos Campos Semânticos, Formação de Professores que Ensinam Matemática

Resumo

Neste texto, temos o objetivo de apresentar nossas análises das interações ocorridas no processo de resolução do problema do cachorro e do coelho, considerado familiar e não-usual, focados na compreensão do enunciado dele. Essas interações ocorreram no formato remoto, por meio de encontros síncrono e/ou assíncrono com discentes de um curso de Licenciatura em Matemática, de diferentes períodos. Nos baseamos em teorizações sobre resolução de problemas realizadas no âmbito da Educação Matemática e dos documentos curriculares oficiais federais e em alguns pressupostos teóricos do Modelo dos Campos Semânticos. Como resultados apontamos que houve diferentes produções de significados a partir do enunciado do problema, implicando em diferentes produções de conhecimento e, no decorrer das aulas, vimos que havia, ainda, diferentes visões sobre o que significa resolver um problema. Por fim, apontamos a potencialidade do problema ser desenvolvido em outras salas de aula.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Metrics

Carregando Métricas ...

Biografia do Autor

José Claudinei Ferreira, Universidade Federal de Alfenas (UNIFAL-MG)

Possui graduação em Licenciatura em Matemática pela Faculdade de Ciências e Tecnologia - FCT-UNESP (2002-2005), mestrado em Ciências Matemáticas pelo Instituto de Ciências Matemáticas e de Computação - ICMC-USP (2006-2008) e doutorado em Ciências Matemáticas pelo ICMC-USP (2008-2010). Professor do Departamento de Matemática do Instituto de Ciências Exatas da Universidade Federal de Alfenas (ICEx / UNIFAL-MG). Tem experiência na área de Matemática, com ênfase em Análise e Teoria da Aproximação, atuando principalmente nos seguintes temas: núcleos positivos definidos, teoria de Mercer, métodos numéricos em espaço de Hilbert de reprodução, resolução numérica de equações funcionais e operadores integrais positivos.

Rejane Siqueira Julio, Universidade Federal de Alfenas

Mestrado em Educação Matemática pela UNESP de Rio Claro, Doutorado em Educação pela Faculdade de Educação da Unicamp. Docente do Departamento de Matemática e do Programa de Pós-Graduação em Educação da Universidade Federal de Alfenas (UNIFAL-MG)

Referências

AUTORA; AUTOR. [INSERIR DADOS], 2018.

BRASIL. Secretaria de Educação Fundamental. Parâmetros Curriculares Nacionais: Matemática (5ª a 8ª série). Brasília: MEC/SEF, 1998. Disponível em: http://portal.mec.gov.br/seb/arquivos/pdf/matematica.pdf. Acesso em 23 jul. 2022.

BRASIL. Ministério da Educação. Base Nacional Comum Curricular. Brasília: Ministério da Educação, 2018. Disponível em: http://basenacionalcomum.mec.gov.br/images/BNCC_EI_EF_110518_versaofinal_site.pdf. Acesso em 07 abr. 2022.

FERREIRA, J. C. Quando os Métodos de Euler e de Newton coincidem. Revista Matemática Universitária, v.1, 2021. Disponível em: https://rmu.sbm.org.br/wp-content/uploads/sites/27/2021/03/3-Quandos-os-m%C3%A9todos-de-Eules-e-Newton-coinciden.pdf. Acesso em 07 abr. 2021.

FIORENTINI, D.; LORENZATO, S. Investigação em educação matemática: percursos teóricos e metodológicos. 3 ed. Campinas, SP: Autores Associados, 2009.

LINS, R. C. Por que discutir teoria do conhecimento é relevante para a Educação Matemática. In: BICUDO, M. A. V. (org.). Perspectivas em educação matemática: concepções e perspectivas. São Paulo: Editora da Unesp, 1999, p. 75-94.

LINS, R. C. A formação pedagógica em disciplinas de conteúdo matemático nas licenciaturas em matemática. Revista de Educação PUC-Campinas, [S. l.], n. 18, 2012. Disponível em: https://periodicos.puc-campinas.edu.br/reveducacao/article/view/267. Acesso em: 23 jul. 2022.

LINS, R. C. O modelo dos campos semânticos: estabelecimento e notas de teorizações. In: ANGELO, C. L. et al. (Org.). Modelo dos Campos Semânticos e Educação Matemática: 20 anos de história. São Paulo: Midiograf, 2012. p. 11-30.

ONUCHIC, L. R. Ensino-aprendizagem de Matemática através da resolução de problemas. In: BICUDO, M. A. V. (Org.). Pesquisa em Educação Matemática. São Paulo: Editora UNESP, 1999. p.199-220.

ONUCHIC, L. R. A resolução de problemas e o trabalho de ensino–aprendizagem na construção dos números e das operações definidas sobre eles. Anais do VIII ENEM (Encontro Nacional de Educação Matemática). Meio eletrônico. Recife, 2004.

ONUCHIC, L. R.; ALLEVATO, N. S. A. Pesquisa em Resolução de Problemas: caminhos, avanços e novas perspectivas. BOLEMA, Rio Claro (SP), v. 25, n. 41, p. 73-98, dez. 2011. Disponível em: https://www.periodicos.rc.biblioteca.unesp.br/index.php/bolema/article/view/5739. Acesso em: 23 ago. 2021.

POLYA, G. A arte de resolver problemas: um novo aspecto do método matemático. 2 reimpr. Rio de Janeiro: Interciência, 1995.

SCHROEDER, T. L.; LESTER JR, F. K. Developing Understanding in Mathematics via Problem Solving. In: TRAFTON, P. R.; SHULTE, A. P. (Eds.). New Directions for Elementary School Mathematics. Reston: NCTM, 1989. p.31 - 42.

SILVA, A. M. da. Sobre a Dinâmica da Produção de significados para a Matemática. Rio Claro: 2003, 243p. Tese (Doutorado em Educação Matemática) – IGCE/UNESP-Rio Claro. Rio Claro, 2003. Disponível em: https://repositorio.unesp.br/handle/11449/102156. Acesso em: 20 abr. 2022.

STEWART, J. Cálculo: volume 2. São Paulo: Cengage Learning, 2013.

Downloads

Publicado

2022-12-10

Como Citar

FERREIRA, J. C.; JULIO, R. S. O problema do cachorro e do coelho: uma perseguição a partir de produções de significados. Revista de Investigação e Divulgação em Educação Matemática , [S. l.], v. 6, n. 1, 2022. Disponível em: https://periodicos.ufjf.br/index.php/ridema/article/view/38516. Acesso em: 4 fev. 2023.

Edição

Seção

30 anos do Modelo dos Campos Semânticos e processos de ensino e de aprendizagem