Metodologias investigativas para o ensino de matemática em diversidades culturais escolares

  • Iran Abreu Mendes
Palavras-chave: Metodologias, Investigação, Ensino de Matemática, Práticas Investigativas, Diversidade Cultural

Resumo

Neste artigo apresento apontamentos e reflexões que contribuam para um debate sobre possíveis modos investigativos de ensino que podem ser adotados na prática docente em matemática. Trata-se de propor a incorporação de significados ao ensino e à aprendizagem da matemática escolar diante da diversidade cultural na qual a escola e a sala de aula estão situadas e constituídas neste século XXI, em perspectiva de globalização da informação. A partir dos resultados de pesquisas e experiências docentes no ensino fundamental, médio e superior, bem como nas orientações de dissertações e teses, considero a importância de se apostar no potencial das sociointerações em sala de aula, subsidiadas por práticas baseadas em metodologias investigativas que priorizam a ação direta dos estudantes no processo de aprendizagem.

Referências

ALARCÃO, Isabel. Professor-investigador: que sentido? Que formação?. Cadernos de Formação de Professores, Nº 1, pp. 21-30, 2001. ANASTASIOU. Léa das Graças Camargos. Metodologia ativa, avaliação, metacognição e ignorância perigosa: elementos para reflexão na docência universitária. Revista Espaço para a Saúde. Londrina; v. 15; Suplemento n. 1; jun. 2014. ANASTASIOU, Léa das Graças Camargos; ALVES, Leonir Pessate (Org.). Processos de ensinagem na universidade: pressupostos para estratégias de trabalho em aula. 7. Ed. Joinville, SC: Ed. UNIVILLE, 2007. BORASI, R.. Learning mathematics through inquiry. Portsmouth, NH: Heinemann Educational Books, 1992. DEWEY, John. A arte como experiência. Tradfução Vera Ribeiro. São Paulo: Martins Fontes, 2010. DIMENSIONS... une promenade mathématique. 2. ed. DVD. 2008.
FARIAS, C. A.; MENDES, I. A. As culturas são as marcas das sociedades humanas. In: MENDES, I. A.; FARIAS, C. A. (Org.). Práticas socioculturais e Educação Matemática. São Paulo: Ed. Livraria da Física, 2014, p. 15-48 (Col. Contextos da Ciência).
MARTINS, Amílcar (Coord.). Didáctica das Expressões. Lisboa: Universidade Aberta, 2002.
MENDES, Iran Abreu; SILVA, Carlos Aldemir Farias da. Problematização de Práticas Socioculturais na Formação de Professores de Matemática. Revista Exitus, Santarém/PA, Vol. 7, N° 2, p. 100-126, Maio/Ago 2017.
MENDES, Iran Abreu; SILVA, Carlos Aldemir Farias da. Problematization and Research as a Method of Teaching Mathematics. International Electronic Journal Of Mathematics Education. 2018, Vol. 13, No. 2, 41-55.
MENDES, Iran Abreu. Active Methodologies in Mathematical Education (AMME): Research, learning and sociointeraction in Mathematics classes. Impresso, 2018 (no prelo).
MENDES, Iran Abreu. The resarch as a principle for the teaching and learning of mathematics. In: http://www.sbem.com.br/ojs/index.php/ripem/article/view/54 (2013)
MENDES, Iran Abreu. Matemática e Investigação na sala de aula: tecendo redes cognitivas na aprendizagem. Editora Livraria da Física: São Paulo, 2009.
MIGUEL, A.; MENDES, I. A.. Mobilizing histories in mathematics teacher education: memories, social practices, and discursive games. ZDM Mathematics Education, 42, 381–392, 2010. https://doi.org/10.1007/s11858-010-0255-8
MITRE, Sandra Minardi et al. Metodologias ativas de ensino-aprendizagem na formação profissional em saúde: debates atuais. Ciênc. saúde coletiva vol.13 suppl.2 Rio de Janeiro Dec. 2008.
MOLES, Abraham A. Sociodinâmica da cultura. São Paulo: Perspectiva, 2012 (Coleção estudos,15).
SNOW, C. P. As duas culturas e uma segunda leitura. Trad. Geraldo Gerson de Souza. São Paulo: EDUSP, 1995.
VERGANI, Teresa. A criatividade como destino: transdisciplinaridade, cultura e educação. (Org. Carlos Aldemir Farias, Iran Abreu Mendes, Maria da Conceição de Almeida). São Paulo: Ed. Livraria da Física, 2009. (Col. Contextos da Ciência).
WATZLAWICK, Paul. A realidade inventada. Campinas: Editorial Psy II, 1994.
Publicado
2019-03-14
Seção
Artigos