Supervisão do percurso profissional

relato de experiência

  • Filomena Martins Universidade de Aveiro
Palavras-chave: Supervisão, Dimensões da supervisão, Desenvolvimento profissional, Relato de experiência

Resumo

Neste texto a autora apresenta um relato reflexivo sobre a sua própria experiência pessoal-profissional na área da supervisão, com especial destaque para o contexto dos mestrados profissionalizantes em ensino e do mestrado académico Educação e Formação do Departamento de Educação e Psicologia da Universidade de Aveiro (Portugal). Partindo da ideia inspiradora do tríptico didático de ALARCÃO (1994; 2009; 2020), a autora transfere a mesma conceptualização para a área da supervisão como modo de estruturar a sua experiência na área da supervisão. Assim, no presente texto a autora começa por definir supervisão no âmbito da formação de professores e do desenvolvimento profissional como forma de sustentar a reflexão, para, seguidamente, apresentar as dimensões do tríptico supervisivo (a dimensão profissional, a dimensão curricular e a dimensão investigativa), terminando com uma interrogação sobre a necessidade de se criar um “terceiro espaço” configurador da dimensão político-interventiva da supervisão.

Referências

ALARCÃO, Isabel. Didática: que sentido na atualidade? Revista Cocar, Edição Especial N.8, p. 11-27, Jan- Abril 2020.disponível em: https://paginas.uepa.br/seer/index.php/cocar/index. Acesso em: 28 de abril de 2020.

ALARCÃO, Isabel. Desenvolvimento profissional, interação colaborativa e supervisão. In MACHADO, Joaquim; ALVES, José Matias (Orgs.). Coordenação, Supervisão e Liderança: Escola, projectos e aprendizagens. Porto: Universidade Católica Editora, 2014, p.22-35.

ALARCÃO, Isabel. Do olhar supervisivo ao olhar sobre a supervisão. In: Mary RANGEL (Org.). Supervisão pedagógica: princípios e práticas. Campinas: Papirus, 2008, 8.ª ed. p. 11-56.

ALARCÃO, Isabel. A Didáctica Curricular na Formação de Professores. In: ESTRELA, Albano; FERREIRA, J (orgs.). Desenvolvimento Curricular e Didáctica das Disciplinas. Actas do IV Colóquio Nacional da AFIRSE. Lisboa: Universidade de Lisboa, 723-73, 1994.

ALARCÃO, Isabel. Reflexão crítica sobre o pensamento de D. Schön e os programas de formação de professores. Cadernos CIDInE, 1, 1991, p. 5-22.

ALARCÃO, Isabel; ANDRADE, Ana Isabel; ARAÚJO e SÁ, Maria Helena; MELO-PFEIFER, Sílvia; SANTOS, Leonor. Intercompréhension et Plurilinguisme: (Re)configurateurs Épistémologiques d’une Didactique des Langues? Études de Linguistique Appliquée, 153, p. 11-24, 2009.

ALARCÃO, Isabel; CANHA, Manuel Bernardo. Supervisão e Colaboração. Uma relação para o desenvolvimento. Porto: Porto Editora, 2013.

ALARCÃO, Isabel; TAVARES, José. Supervisão da Prática Pedagógica. Uma perspectiva de desenvolvimento e aprendizagem. 2.ª edição revista e desenvolvida. Coimbra: Almedina, 2003.

ALARCÃO, Isabel; TAVARES, José. Supervisão da Prática Pedagógica. Uma perspectiva de desenvolvimento e aprendizagem. Coimbra: Almedina, 1987.

ALMEIDA, Corália; ANDRADE, Ana Isabel; ARAÚJO E SÁ, Maria Helena; MARTINS, Filomena. MARQUES, Dorinda. Do processo de observação à reconstrução da interacção pedagógica: um percurso de formação de professores de língua estrangeira. In ALARCÂO, Isabel (ed.). Supervisão de professores e inovação educacional. CIDInE, p. 87-106, 1995.

ANDRADE, Isabel. Supervisão e Formação. Programa 2019-2020. Disponível em: https://www.ua.pt/pt/uc/13327. Consultado em: 27 de abril de 2020.

ANDRADE, Ana Isabel; MARTINS, Filomena. Desafios e possibilidades na formação de professores: em torno da análise de relatórios de estágio. Educar em Revista, nº. 63, p. 137-154, mar. 2017. Disponível em: https://doi.org/10.1590/0104-4060.49134. Consultado em: 29 de abril de 2020.

ANDRADE, Ana Isabel; MARTINS, Filomena. Em torno do conceito de intercompreensão: desafios e possibilidades na formação pós-graduada de professores. In O. Mordente & R. Ferroni (Org.), Novas tendências no ensino/aprendizagem de línguas românicas e na formação de professores. São Paulo: Humanitas, 2015, p. 231-257.

ANDRADE, Ana; ARAÚJO E SÁ, Maria Helena. Para um diálogo entre as línguas: da sala de aula à reflexão sobre a escola. Inovação, 14 (1-2), p. 149-168, 2001.

ARCADINHO, Ana; FOLQUE, Maria Assunção; Conceição Leal da Costa. Dimensão investigativa, docência e formação inicial de professores: uma revisão sistemática de literatura. Instrumento, v. 22, n. 1, p. 5-23, jan./abr. 2020. Disponível em: https://periodicos.ufjf.br/index.php/revistainstrumento/article/view/29173. Consultado em: 1 de abril de 2020.

DAY, Christopher. Desenvolvimento profissional de professores: os desafios da aprendizagem permanente. Porto: Porto Editora, 2001.

ELLIOT, John. La investigación-acción en educación. Madrid: Ediciones Morata, 1990.

MACHADO, Joaquim; MESQUITA, Elza. Formação em contexto e supervisão colaborativa. In MACHADO, Joaquim; MATIAS ALVES, José (coord.). Conhecimento e ação. Transformar contextos e processos educativos. Porto: Universidade Católica Editora, 2018, p. 67-81.

MARCELO, Carlos. Desenvolvimento Profissional Docente: passado e futuro. Sísifo. Revista de Ciências da Educação, 8, p. 7‑22, 2009. Disponível em: http://sisifo.ie.ulisboa.pt/index.php/sisifo/article/view/130. Consultado em: 25 de março de 2020.

MESQUITA, Elza; ROLDÃO, Maria do Céu. Formação Inicial de Professores – A Supervisão Pedagógica no Âmbito do Processo de Bolonha. Lisboa: Edições Silabo, 2017.

NÓVOA, António. Educação 2021 - Para uma história do futuro. Revista Iberoamericana de Educación, p.1-18, 2009. Disponível em: https://rieoei.org/historico/documentos/rie49a07_por.pdf. Consultado em: 16 de abril de 2020.

NÓVOA, António. Firmar a posição como professor, afirmar a profissão docente. Cadernos de Pesquisa em Educação, v. 47, n. 166, p. 1106-1133, out./dez. 2017. Disponível em: https://doi.org/10.1590/198053144843. Consultado em 16 de abril de 2020.

PAULA, Joana; MARTINS, Filomena. Intercompreensão em línguas românicas – uma abordagem interdisciplinar no 1.º Ciclo do Ensino Básico. Indagatio Didactica, vol. 9(2), pp.107-126, 2017. Disponível em: http://revistas.ua.pt/index.php/ID/issue/view/358. Consultado em: 25 de março de 2020.

PORTUGAL. Decreto-Lei 194, de 7 de junho de 1999. Disponível em: https://data.dre.pt/eli/dec-lei/194/1999/06/07/p/dre/pt/html. Consultado em: 9 de abril de 2020.

PORTUGAL. Decreto-Lei 240, de 30 de agosto de 2001. Disponível em: https://data.dre.pt/eli/dec-lei/240/2001/08/30/p/dre/pt/html. Consultado em: 9 de abril de 2020.

PORTUGAL. Decreto-Lei 74, de 24 de março de 2006. Disponível em: https://data.dre.pt/eli/dec-lei/74/2006/03/24/p/dre/pt/html . Consultado em: 8 de abril de 2020.

PORTUGAL. Decreto-Lei 43, de 22 de fevereiro de 2007. Disponível em: https://data.dre.pt/eli/dec-lei/43/2007/02/22/p/dre/pt/html. Consultado em: 8 de abril de 2020.

PORTUGAL. Decreto-Lei 79, de 14 de maio de 2014. Disponível em: https://data.dre.pt/eli/dec-lei/79/2014/05/14/p/dre/pt/html. Consultado em: 8 de abril de 2020.

PORTUGAL. Despacho n.º 16034/2010, de 22 de outubro de 2010. Disponível em: http://www.cfetvl.net/Avaliacao/legis/Desp_16034_2010.pdf. Consultado em: 8 de abril de 2020.

PORTUGAL. Regulamento n.º 793/2018, de 26 de novembro de 2018. Disponível em:
https://dre.pt/application/conteudo/117111938 . Consultado em: 8 de abril de 2020.

ROLDÃO, Maria do Céu; FIGUEIREDO, Maria; CAMPOS, Joana; LUÍS, Helena. O conhecimento profissional dos professores: especificidade, construção e uso: da formação ao reconhecimento social. Revista Brasileira de Formação de Professores, Brasil: Belo Horizonte, v. 1, n. 2, p. 138-177, set. 2009. Disponível em: https://repositorio.ipv.pt/bitstream/10400.19/522/1/75-431-1-PB.pdf. Consultado em: 25 de março de 2020.

SÁ-CHAVES, Idália. A Construção do Conhecimento pela Análise Reflexiva da Praxis. Lisboa: Fundação Calouste Gulbenkian, 2002.

SÁ-CHAVES, Idália. Supervisão: concepção e práticas. In SÁ-CHAVES, Idália. Formação, Conhecimento e Supervisão. Estudos Temáticos 1, p. 123-142, 2000.

SILVA, Maria João; MARTINS, Filomena. O quadro interativo na sensibilização à diversidade linguística na educação pré-escolar. Saber & Educar, 25. Disponível em: http://revista.esepf.pt/index.php/sabereducar/article/view/319. Consultado em: 25 de março de 2020.

TOMAZ, Carlota; MARTINS, Filomena. De alunos a educadores/professores: representações sobre a prática pedagógica supervisionada. In PORTUGAL, Gabriela; ANDRADE, Ana Isabel; TOMAZ, Carlota, MARTINS, Filomena; COSTA, Jorge Adelino; MIGUÉIS, Marlene; NEVES, Rui; & VIEIRA, Rui (Orgs.). Formação inicial de professores e educadores: experiências em contexto português. Aveiro: UA Editora, 2014, p. 337-358.

UNIVERSIDADE DE AVEIRO. História da UA. Disponível em: https://www.ua.pt/pt/historia . Consultado em: 25 de março de 2020.

UNIVERSIDADE DE AVEIRO. Prática Pedagógica Supervisionada. Disponível em: https://www.ua.pt/pt/uc/13251. Consultado em: Consultado em: 2 de abril de 2020.

VIEIRA, Flávia. Para uma visão transformadora da supervisão pedagógica. Educação & Sociedade. Campinas, vol. 30, n. 106, p. 197-217, jan./abr. 2009. Disponível em:
http://dx.doi.org/10.1590/S0101-73302009000100010
Publicado
2020-06-30