Inter-relação entre síndrome metabólica e doença

Autores

  • Danielle Guedes Ezequiel UFJF
  • Mônica Barros Costa UFJF
  • Rogério Baumgratz De Paula UFJF

Palavras-chave:

Obesidade, Resistência à Insulina, Insuficiência Renal Crônica,

Resumo

A obesidade visceral está freqüentemente associada à síndrome metabólica (SM), ao diabetes melittus tipo 2 (DM2) e à hipertensão arterial (HA), principais causas de doença renal crônica, em todo mundo. Todavia, a participação da SM no desenvolvimento de lesão renal em pacientes não diabéticos tem sido pouco estudada. Alterações funcionais renais em obesos são precoces e caracterizadas por aumento do fluxo plasmático renal, hiperfiltração glomerular e aumento da reabsorção tubular de sódio. Além disso, a resistência insulínica, a inflamação e a lipotoxicidade parecem estar envolvidas na lesão renal associada à obesidade e à SM. O melhor entendimento dos mecanismos da lesão renal em pacientes com SM pode facilitar a implementação de medidas de prevenção da doença renal crônica, nesse grupo de indivíduos.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Biografia do Autor

Danielle Guedes Ezequiel, UFJF

Núcleo Interdisciplinar de Pesquisas em Nefrologia

Mônica Barros Costa, UFJF

NIEPEM

Rogério Baumgratz De Paula, UFJF

NIEPEM

Downloads

Publicado

2008-02-07

Como Citar

1.
Ezequiel DG, Costa MB, De Paula RB. Inter-relação entre síndrome metabólica e doença. hu rev [Internet]. 7º de fevereiro de 2008 [citado 6º de dezembro de 2022];34(1):57-63. Disponível em: https://periodicos.ufjf.br/index.php/hurevista/article/view/35

Edição

Seção

Artigos de Revisão da Literatura

Artigos mais lidos pelo mesmo(s) autor(es)

1 2 > >>