Fatores socioeconômicos e comportamentais relacionados à insatisfação corporal em adolescentes de escola públicas de Juiz de Fora, MG

  • Cristiane Costa Carmo
  • Priscila Moreira de Lima Pereira
  • Michele Pereira Netto
  • Renata Maria Souza Oliveira
  • Ana Paula Carlos Cândido UFJF
Palavras-chave: Transtornos da Alimentação, Adolescentes, Imagem Corporal

Resumo

O presente estudo, de delineamento transversal, objetivou estimar a frequência de insatisfação corporal em escolares de 10 a 14 anos de Juiz de Fora-Minas Gerais, e verificar possíveis associações com fatores antropométricos, socioeconômicos e comportamentais. As variáveis antropométricas estudadas foram peso e altura, e a insatisfação corporal foi avaliada através de escala de silhuetas.Na análise estatística, as medidas de tendência central, dispersão e proporção foram utilizadas para caracterizar variáveis de interesse. O teste de qui-quadrado de Pearson foi usado para comparar a frequencia de insatisfação corporal com as variáveis antropométricas, socioeconômicas e comportamentais. Aproximadamente 32,6% dos adolescentes apresentavam excesso de peso, desses, 13,1% eram classificados como obesos, segundo o IMC por idade. A prevalência de insatisfação corporal foi de 78,6% sendo mais alta entre as meninas 81,2% do que entre os meninos (75,5%). Apenas 18,3% dos estudantes foram classificados como ativos. A renda mensal média da família foi de 1726,0 ±1564,8 reais. A maioria dos responsáveis (68,7%) possui ensino médio completo ou superior. Aproximadamente 56% dos responsáveis trabalham fora. Grande parte dos adolescentes (81,9%) relatou o hábito de realizar as refeições assistindo à TV. Observamos associação significativa entre a insatisfação corporal e o IMC (p<0.001) e entre o hábito de realizar as refeições sozinho (p=0.04). Concluímos que a insatisfação com a imagem corporal na população estudada foi elevada e estão associadas aos hábitos alimentares e ao IMC. Sabendo-se que a imagem corporal é um fator desencadeador dos transtornos alimentares faz-se necessário a implementação de medidas de prevenção precoce.

Biografia do Autor

Ana Paula Carlos Cândido, UFJF
Possui graduação em Nutrição pela Universidade Federal de Ouro Preto (1997), mestrado (2004) e doutorado em Ciências Biológicas pela Universidade Federal de Ouro Preto (2009). Professora Adjunta do curso de Nutrição da Universidade Federal de Juiz de Fora. Tem experiência na área de Nutrição, com ênfase em Nutrição Social, atuando principalmente nos seguintes temas: doenças crônico-degenerativas, epidemiologia, pediatria e geriatria.

Referências

ALVES, E. et al. Prevalência de sintomas de anorexia nervosa e insatisfação com a imagem corporal em adolescentes do sexo feminino do município de Florianópolis, Santa Catarina, Brasil. Cadernos de Saúde Pública, Rio de Janeiro, v. 24, n. 3 p. 503-12, mar. 2008.

BAUER, M.; KIRCHENGAST, S. Body composition, weight status, body image and weight control practices among female adolescents from eastern Austria .Anthropologischer Anzeiger, Johannesstr, Stuttgart, v. 64, no. 3, p. 321-31, Set. 2006.

BRANCO, L. M. et al. Percepção e satisfação corporal em adolescentes e a relação com seu estado nutricional. Revista de Psiquiatria Clínica, São Paulo, v. 33, n. 6 p. 292-296. 2006.

CAFRI, G. et al. Pursuit of muscularity in adolescent boys: relations among biopsychosocial variables and clinical outcomes. Journal of Clinical Child and Adolescent Psychology, Washington, DC, v.35, no.2, p.283-291, Jun. 2006.

CAMPANA, A. N. N. B. C.; TAVARES, M. C. G. C. Avaliação da Imagem Corporal: instrumentos e diretrizes para a pesquisa. São Paulo: Phorte, 2009.

CASH, T.F; PRUZINSKY, T. Body image: A handbook of theory, research, and clinical practice. New York: Guilford Press, 2002.

CONTI, M. A.; FRUTUOSO, M. F. P.; GAMBARDELLA, A. M. D. Excesso de peso e insatisfação corporal em adolescentes. Revista de Nutrição, Campinas, v. 18, n. 4, p. 491-497, jul./ago. 2005.

CONTI, M. A. C.; LATORRE, M. R. D. O. Estudo de validação e reprodutibilidade de uma escala de silhueta para adolescentes. Psicologia em Estudo, Maringá, v. 14, n. 4, p. 699-706, out./dez. 2009.

CORSEUIL, M. W. et al. Prevalência de insatisfação com a imagem corporal e sua associação com a inadequação nutricional em adolescentes. Revista da Educação Física (UEM), Maringá, v. 20, n. 1, p. 25-31, 2009.

COSTA, C. et al. Determinants of eating disorders symptomatology in Portuguese adolescents. Archives of Pediatrics &Adolescent Medicine, Chicago, v. 162, no. 12, p. 1126-1132, dez. 2008.

DAMASCENO, V.O. et al. Tipo físico ideal e satisfação com a imagem corporal de praticantes de caminhada. Revista Brasileira de Medicina do Esporte, São Paulo, v. 11, n. 3, p. 181-186, 2005.

DAMASCENO, V. O. et al. Imagem corporal e corpo ideal. Revista Brasileira Ciência e Movimento, Brasília, DF, v.14, n. 1, p. 87-96, 2006.

DI PIETRO, M.; SILVEIRA, D.X. Internal validity, dimensionality and performance of the Body Shape Questionnaire in a group of Brazilian college students. Revista Brasileira de Psiquiatria, São Paulo, v. 31, n. 1, p. 21-24, 2009.

GUALDI-RUSSO, E. et al. Weight status and body image perception in Italian children. Journal of Human Nutrition and Dietetics, London, v. 21, no. 1, p. 39-45, 2008.

HRABOSKY, J.I.; GRILO, C. M. Body image and eating disordered behavior in a community sample of Black and Hispanic women. Eating Behavior, Luxemburg, v. 8, no. 1, p. 106-114, 2007.

JANSSEN, I. et al. Influence of individual and area-level measures of socioeconomic status on obesity, unhealthy eating, and physical inactivity in Canadian adolescents. Am Journal Clinic Nutrition, Bethesda, v .83, no.1, p. 139-145, 2006.

JONES, D. C. Body image among adolescent girls and boys: a longitudinal study. Developmental Psychology, Washington, DC , v. 40, no. 5 ,p. 823-835, 2004.

KNAUSS, C. et al. Relationships amongst body dissatisfaction, internalization of the media body ideal and perceived pressure from media in adolescent girls and boys. Body Image, Norfolk, v. 4, no. 4, p. 353-360, 2007.

LEVY, R.B. et al .Consumo e comportamentoalimentar entre adolescentesbrasileiros: PesquisaNacional de Saúde do Escolar (PeNSE), 2009. Ciência saúde coletiva, Rio de Janeiro, v. 15,n. 2, 2010.

LYNCH, W. C. et al. Ethnic differences in BMI, weight concerns, and eating behaviors: Comparison of Native American, White, and Hispanic adolescents. Body Image, Norfolk, v. 48, no.26, p. 179-190, 2007.

MCCABE, M. P.; RICCIARDELLI, L. A. A longitudinal study of pubertal timing and extreme body change behaviors among adolescent boys and girls. Adolescence, San Diego, v. 39, no. 153, p. 145-166, 2004.

PATE, P. R. et al. Compliance with physical activity-guidelines: prevalence in a children and youth. Annalsof Epidemiology, Raleigh, v. 12, no. 5, p. 303-308, 2002.

PELEGRINI, A. et al. Insatisfação corporal associada a indicadores antropométricos em adolescentes de uma cidade com índice de desenvolvimento humano médio a baixo. Revista Brasileira de Ciências do Esporte, Porto Alegre, v. 33, n. 3, p. 687-698, jul/set. 2011.

PETROSKI, E. L. et al. Insatisfação corporal em adolescentes rurais e urbanos. Motricidade, Florianópolis, v. 5, n. 4, p. 13-25, set. 2009.

PETROSKI, E. L. et al. Motivos e prevalência de insatisfação com a imagem corporal em adolescentes. Ciência & Saúde Coletiva, Rio de Janeiro, v. 17, n. 4, p. 1071-77, 2012.

PINHEIRO, A. P.; GIUGLIANI, E. R. J.Body dissatisfaction in Brazilian schoolchildren: prevalence and associated factors. Revista de Saúde Pública, São Paulo, v. 40 ,n. 3, p. 489-496, jun. 2006.

PRESNELL, K. et al. Risk factors for body dissatisfaction in adolescent boys and girls: a prospective study. International Journal of Eating Disorders, Austin, v. 36, no. 4, p. 399-401, dez. 2004.

PRETI, A. et al. Rural/urban differences in the distribution of eating disorder symptoms among adolescents from community samples. Australian and New Zealand Journal of Psychiatry, Sydney, v. 41, no.6, p. 525-35, jun. 2007.

POWER Y. et al. Low socioeconomic status predicts abnormal eating atitudes in Latin American female adolescents. Eating Disorders, Middletown, v. 16, no.2, p. 136-145, 2008.

SCHNOHR, P. et al. Stress and life dissatisfaction are inversely associated with jogging and other types of physical activity in leisure time-The Copenhagen City Heart Study. Scandinavian Journal of Medicine and Science in Sports, London, v. 15, no. 2, p. 107-112, 2005.

SOH, N. L. et al. Restraint and eating concern in North European and East Asian women with and without eating disorders in Australia and Singapore. Australian and New Zealand Journal of Psychiatry, Sydney, v. 41, no. 6, p. 536-544, 2007.

STICE, E.; WHITENTON, K. Risk factors for body dissatisfaction in adolescent girls: a longitudinal investigation. Developmental Psychology, Washington, DC, v. 38, no. 5, p. .669-678, 2002.

TAVARES, M. C. G. C. F.Imagem corporal: conceito e desenvolvimento. Barueri, SP: Manole, 2003.

VAN DEN BERG, P. et al. Body dissatisfaction and body comparison with media images in males and females. Body Image, Norfolk, v. 4, no. 3, p. 257-268, 2007.

VIDEON, T.M.; MANNING, C.K. Influences on adolescent eating patterns: the importance of family meals. Journal Adolescence Health, v. 32, no.5, p. 365-373, 2003.

WILLIAMS, L. K. et al. Body image attitudes and concerns among indigenous Fijian and European Australian adolescent girls. Body Image, Norfolk v. 3, no. 3, p. 275-282, 2006.

Publicado
2015-08-20
Como Citar
Carmo, C. C., Pereira, P. M. de L., Netto, M. P., Oliveira, R. M. S., & Cândido, A. P. C. (2015). Fatores socioeconômicos e comportamentais relacionados à insatisfação corporal em adolescentes de escola públicas de Juiz de Fora, MG. HU Revista, 40(3 e 4). Recuperado de https://periodicos.ufjf.br/index.php/hurevista/article/view/2480
Seção
Artigos Originais

Artigos mais lidos pelo mesmo (s) autor (es)