SUBJETIVA INDIRETA LIVRE E DISCURSO INDIRETO LIVRE

PLANO-SEQUÊNCIA E ESCRITURA LITERÁRIA EM PASOLINI E BAKHTIN

Autores

  • Luciano Ponzio Università del Salento - UniSalento, em Lecce – Itália

DOI:

https://doi.org/10.22195/2447-524620202530945

Resumo

Entre Pier Paolo Pasolini e Mikhail Bakhtin não há nenhum signo que possa demonstrar conhecimento recíproco, mas o trabalho deles demonstra surpreendente comunhão de pensamento. Encontramos uma perspectiva dialógica entre as teorias literárias do romance configuradas por Bakhtin e a teoria do “cinema de poesia” de Pasolini. O presente estudo diz respeito ao fato de que estas teorias partilham as características do “discurso indireto livre” entendido por Bakhtin e Pasolini. Esta relação é “icônica” no sentido usado por Peirce, com base na similaridade, constituindo uma relação homológica, de ordem genética e estrutural, entre os signos verbais e não-verbais e o seu poder de visão metafórica

Downloads

Não há dados estatísticos.

Downloads

Publicado

2021-07-06

Edição

Seção

Artigos