ITINERÂNCIAS FORMATIVAS DAS PROFESSORAS NA EDUCAÇÃO INFANTIL

espaços de aprendizagens colaborativas

Autores

  • Patrícia Dias Universidade Federal de Sergipe
  • Marilene Batista da Cruz Nascimento Universidade Federal de Sergipe
  • Mário Jorge Oliveira Silva Oliveira Silva Universidade Federal de Sergipe - Secretaria de Estado da Educação de Sergipe

DOI:

https://doi.org/10.22195/2447-524620202530443

Resumo

Esta pesquisa tem como objetivo analisar as concepções das professoras da educação infantil de uma rede municipal de ensino acerca de formação continuada, com vistas à identificação dos saberes construídos em suas itinerâncias. Trata-se de uma investigação teórico-empírica, de cunho qualitativo. Os sujeitos desta pesquisa foram 22 professoras que responderam a um questionário com questões objetivas e discursivas. Os dados coletados foram trabalhados à luz da análise textual discursiva (ATD), sendo realizada uma desconstrução do corpus, seguida da categorização e da construção do metatexto. Os resultados indicaram que os docentes pesquisados acreditam na formação continuada como possibilidade de ressignificação dos conhecimentos construídos na graduação, sendo, ainda, um caminho para mudanças na práxis. Notou-se uma preocupação em apropriar-se de metodologias para promover aprendizagens relacionadas ao campo cognitivo, afetivo e social das crianças. Os espaços formativos vivenciados representam, então, saberes experienciais e de formação profissional dentro do cotidiano da escola, como também o desenvolvimento de competências e habilidades inerentes ao saber, ao saber fazer e ao saber ser da profissão docente.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Downloads

Publicado

2020-05-03

Edição

Seção

Artigos