DA CLASSIFICAÇÃO DOS INDIVÍDUOS ÀO SEUS DEVIR NA INSTITUIÇÃO ESCOLAR

Autores

  • Gilles Gilles Monceau Universidade de Cergy-Pontoise
  • Fabrice Sènakpon UFJF

DOI:

https://doi.org/10.22195/2447-5246029163

Resumo

O texto aqui traduzido foi publicado pela primeira vez na França em 2001, na edição 43 da Carta da Infância e Adolescência, numa época em que as políticas educacionais para crianças com dificuldades escolares foi gradual, mas rapidamente transformado. Na minha opinião, a transformação mais importante foi a mudança na maneira como os alunos são classificados de estático para dinâmico. Assim, as crianças tradicionalmente classificadas de acordo com o quociente de inteligência, de acordo com o desempenho em testes psicométricos, passam a ser classificadas de acordo com sua maior ou menor dificuldade e com a evolução de seu relacionamento com a aprendizagem e a escola.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Downloads

Publicado

2019-12-02

Edição

Seção

Artigos