A Filosofia Africana e o Projeto Identitário: Perspectivas e Desafios da Educação no Contexto da Globalização

  • Gregório Adélio Mangana Universidade Pedagógica de Moçambique
  • Anselmo Panse Chizenga Universidade Pedagógica de Moçambique
Palavras-chave: Filosofia. África. Educação.

Resumo

O presente artigo analisa o contexto e as metamorfoses da (re)produção do significado objetivo e subjetivo da África na filosofia e suas repercussões na afirmação das identidades africanas, tendo como foco a esfera educacional, sobre a qual incidem grandes indagações sobre as perspectivas endógenas no contexto de globalização. A metodologia empregue foi a revisão bibliográfica por intermédio dos autores africanos e não africanos que debatem a temática da filosofia, identidade e educação africana. Pode-se perceber, a partir deste, que o processo da afirmação identitária repercute-se na esfera educacional – a qual está repleta de desafios e perspectivas, denominados de processos de marcha e contramarcha.

Biografia do Autor

Gregório Adélio Mangana, Universidade Pedagógica de Moçambique

Docente da Universidade Pedagógica de Moçambique, lecionando as disciplinas: Filosofia da Interculturalidade, Filosofia Africana e Epistemologia. Licenciado em Filosofia pela Universidade Pedagógica de Moçambique. Mestrando no Programa de Pós-Graduação em Sociologia da Universidade Federal de Pernambuco (UFPE), pesquisador associado no Centro de Estudos Africanos da Universidade Eduardo Mondlane, na área de Ciências Sociais. Tem experiência na área de Filosofia, com ênfase em Filosofia Africana.

Anselmo Panse Chizenga, Universidade Pedagógica de Moçambique

Docente na Universidade Pedagógica de Moçambique, delegação de Maputo departamento de filosofia, atuando na disciplina de Filosofia Africana e Lógica. Mestrando, bolsista do CNPq/PEC-PG no Programa de Pós-Graduação em Sociologia da Universidade Federal do Rio Grande do Sul (UFRGS). Membro do grupo de pesquisa Tecnologia, Meio Ambiente e Sociedade e da Rede Interdisciplinar e Multidisciplinar de Pesquisas (RIMPs) em Estudos Africanos, do Instituto Latino-Americano de Estudos Avançados (ILEA-UFRGS). Licenciado em ensino de Filosofia pela Universidade Pedagógica de Moçambique (2011).

Publicado
2016-12-12
Seção
Artigos