Causos do Imaginário e da Memória Negra: Contribuições para uma Antropologia Educacional

  • Julvan Moreira de Oliveira Universidade Federal de Juiz de Fora (UFJF)
Palavras-chave: População negra. Causos. Imaginário. Memória.

Resumo

Este trabalho apresenta um conjunto de conhecimentos presentes pela população negra da cidade de Além Paraíba, Zona da Mata de Minas Gerais. As inquietantes perspectivas e clivagens que são abordadas ultrapassam as buscas essencialistas por um modelo africano vulgarmente idealizado. O levantamento de uma série de histórias, os causos produzidos por uma memória negra, como as que envolvem os moleques d’água, cuja riqueza de detalhes convida-nos a desconstruir as visões reducionistas e a descortinar uma realidade permeada por sutilezas conceituais até então negligenciadas pelo pensamento hegemônico.

Biografia do Autor

Julvan Moreira de Oliveira, Universidade Federal de Juiz de Fora (UFJF)

Professor do Programa de Pós-Graduação em Educação e do Departamento de Educação da UFJF. Doutor e mestre em Educação pela Universidade de São Paulo (USP). Especialista em Ciências Sociais (Antropologia, Sociologia e Política) pela Fundação Escola de Sociologia e Política de São Paulo (FESP-SP). Licenciado em Filosofia pela Universidade São Francisco (USF-SP). Vice-coordenador do GT-21 da ANPED (Educação e Relações Étnico-raciais da Associação Nacional de Pós-Graduação e Pesquisa em Educação), na gestão 2016-2017. Membro do conselho fiscal da ABPN nas gestões 2012-2014 e 2014-2016. Diretor de Ações Afirmativas da UFJF. Membro e articulista da Red Iberomericana de Investigación en Imaginarios y Representaciones. Líder do ANIME. Membro do Grupo de Pesquisa Formação de Professores e Políticas Educacionais (FORPE). Membro do Fórum Municipal de Educação de Juiz de Fora. Atua na área de Antropologia Educacional e Filosofia da Educação, com interesse nos seguintes temas: africanidades, filosofia africana, socioantropologia do cotidiano e imaginário.

Publicado
2016-12-12
Seção
Artigos