Jogos no ensino-aprendizagem da geometria no Pacto Nacional pela Alfabetização na Idade Certa

  • Reginaldo Fernando Carneiro
Palavras-chave: Jogos. Geometria. Pacto Nacional pela Alfabetização na Idade Certa.

Resumo

A utilização de jogos é uma possibilidade para retomar-se o ensino-aprendizagem da Geometria na escola básica, que até algum tempo atrás foi deixado em segundo plano. Assim, temos como objetivo, neste artigo, discutir algumas possibilidades e limites do jogo no ensino-aprendizagem de Geometria a partir do material de matemática do Pacto Nacional de Alfabetização na Idade Certa – PNAIC. Para tanto, apresentamos algumas reflexões sobre o caderno Jogos na alfabetização matemática que traz cinco jogos para o ensino de Geometria: Na direção certa, Trilha dos sabores, Jogo das figuras, Dominó geométrico e Equilíbrio geométrico. Esses jogos permitem trabalhar diversos direitos de aprendizagem e abordam os conteúdos de localização, deslocamento, lateralidade, conhecimento do espaço, figuras geométricas, sólidos geométricos, suas características, etc. Além disso, na proposta de utilização dos jogos, observamos algumas atividades, como os constantes questionamentos em todos os momentos do jogo, a necessidade de avaliação e a escrita de relatórios que podem levar a perda da ludicidade, da motivação e do interesse da criança pelo jogo.

Biografia do Autor

Reginaldo Fernando Carneiro
Doutor em Educação e licenciado em Matemática pela Universidade Federal de São Carlos. Professor da Faculdade de Educação e do Programa de Pós-Graduação em Educação Matemática da Universidade Federal de Juiz de Fora – UFJF. Coordenador Adjunto de Matemática do Pacto Nacional 375 pela Alfabetização na Idade Certa e do Grupo de Estudos e Pesquisas em Educação Matemática da UFJF.
Publicado
2015-02-24
Seção
Artigos