Individualidade e Igualdade como chaves para a democracia criativa

  • Jim Garrison Professor da Virginia Polytechnic Institute/Blacksburg, EUA
Palavras-chave: John Dewey, Democracia, Teoria Moral, Filosofia da Educação

Resumo

Inspirado em John Dewey, este trabalho discute a ideia de igualdade democrática como mesmice e padronização, e as consequência dessa ideia. De acordo com Dewey, o autor defende que a pseudodemocracia econômica desenvolvida atualmente consiste na derrota da democracia política e social, bem como da genuína democracia econômica, e que a igualdade moral é incomensurável.

Biografia do Autor

Jim Garrison, Professor da Virginia Polytechnic Institute/Blacksburg, EUA
Doutor em Filosofia (The Florida State University, 1981) e professor na Virginia Polytechnic Institute/Blacksburg, EUA, desde 1992, onde orienta trabalhos e ministra disciplinas ligadas aos seguintes temas: fundamentos sociais da educação, filosofia da educação, a filosofia de John Dewey e pragmatismo e educação. Integra importantes associações de filosofia da educação nos Estados Unidos e tem ministrado conferências em instituições de ensino em vários países. Dentre seus trabalhos, destacam-se o livro Dewey and Eros: Wisdom and Desire in the Art of Teaching (Teachers College Press, 1997), e as coletâneas Reconstructing Democracy, Recontextualizing Dewey: Pragmatism and Interactive Constructivism in the Twenty-First Century (State University Press of New York, 2008) e Reverence in Teaching: Reviving an Ancient Virtue for Today’s Schools (Palgrave Macmillan, 2012, em coautoria com A. G. Rud).
Publicado
2016-04-29
Seção
Artigos