Avaliações em larga escala de língua portuguesa

uma pesquisa sobre a complexidade dos textos que dão suporte a itens que avaliam a leitura

  • Begma Tavares Barbosa Universidade Federal de Juiz de Fora
  • Hilda Linhares Micarello Universidade Federal de Juiz de Fora
  • Rosângela Veiga Ferreira Universidade Federal de Juiz de Fora
Palavras-chave: Avaliação da leitura, Avaliação em larga escala de Língua Portuguesa, Complexidade dos Textos

Resumo

Este artigo discute o tema da complexidade dos textos que dão suporte a itens de avaliações em larga escala de Língua Portuguesa, com base em resultados de uma pesquisa no âmbito da qual foram analisados 763 textos utilizados em itens de avaliações em larga escala de Língua Portuguesa. A metodologia da pesquisa consistiu em análise dos itens sustentada pelas teorias da cognição, da linguística textual, e nos parâmetros estatísticos dos itens com base na Teoria da Resposta ao Item, modelo de três parâmetros. Com base na pesquisa realizada, foram definidos quatro níveis de complexidade dos textos. Os resultados apontam a relevância de critérios claros para definir a complexidade dos textos na elaboração de novos itens e para uma descrição mais precisa de padrões de desempenho com base na proficiência em leitura demonstrada pelos estudantes avaliados.

Referências

BAKHTIN, M. Estética da criação verbal. São Paulo: Martins Fontes, 2003.

BRASIL. Base Nacional Comum Curricular (BNCC). Educação é a Base. Brasília, MEC/CONSED/UNDIME, 2017. Disponível em: 568http://basenacionalcomum.mec.gov.br/images/BNCC_publicacao.pdf. Acesso em: 10 dez. 2019.

BRASIL. Secretaria de Educação Fundamental. Parâmetros Curriculares Nacionais (PCNs): terceiro e quarto ciclos do ensino fundamental: Língua Portuguesa. Brasília: MEC/SEF, 1998.

BRASIL. Relatório SAEB 2017. Brasília, 2019. Disponível em: http://portal.inep.gov.br/informacao-da-publicacao/-/asset_publisher/6JYIsGMAMkW1/document/id/6730262. Acesso em: 10 dez. 2019.

KLEIMAN, A. Compreensão Leitora. In: Glossário CEALE. Disponível em: http://ceale.fae.ufmg.br/app/webroot/glossarioceale/verbetes/compreensao-leitora. Acesso em: 10 dez. 2019.

______. Texto e leitor: aspectos cognitivos da leitura. Campinas, SP: Pontes, 1989.

KOCH, I. G. V; TRAVAGLIA, C. Texto e Coerência. São Paulo: Cortez, 1989.

KOCH, I. G. V. O texto e a construção dos sentidos. São Paulo: Contexto, 1998.

______. A coesão textual. São Paulo: Contexto,1989.

OECD. PISA 2018. Assessment and Analytical Framework, PISA, OECD Publishing, Paris, 2019. Disponível em: https://doi.org/10.1787/b25efab8-em. Acesso em: 10 dez. 2019.

PRIMI, R. Psicometria: fundamentos matemáticos da Teoria Clássica dos Testes. Avaliação psicológica, 2012. Disponível em: http://pepsic.bvsalud.org/pdf/avp/v11n2/v11n2a15.pdf. Acesso em: 10 dez. 2019.

SMITH, F. Compreendendo a leitura: uma análise psicolinguística da leitura e do aprender a ler. Porto Alegre: Artes Médicas, 1991.

SOUSA, L. B. de; HÜBNER, L.C. Desafios na avaliação da compreensão leitora: demanda cognitiva e leiturabilidade textual. Revista neuropsicologia lationoamericana, 2014. Disponível em :https://www.neuropsicolatina.org/index.php/Neuropsicologia_Latinoamericana/article/view/237. Acesso em: 10 dez. 2019.

Publicado
2020-06-30
Como Citar
Barbosa, B. T., Micarello, H. L., & Ferreira, R. V. (2020). Avaliações em larga escala de língua portuguesa: uma pesquisa sobre a complexidade dos textos que dão suporte a itens que avaliam a leitura. Revista Pesquisa E Debate Em Educação, 10(1), 1064 - 1081. Recuperado de https://periodicos.ufjf.br/index.php/RPDE/article/view/32022