A voz do tradutor no texto traduzido: a subjetividade apontada nas notas

Autores

  • Marina Leivas Waquil mestrado em Letras pela UFRGS

Palavras-chave:

tradução, enunciação, subjetividade, notas

Resumo

Objetivando aproximar as áreas de Enunciação e Tradução, buscamos destacar a figura do tradutor, ainda tão desvalorizada e ignorada, demonstrando sua voz no texto traduzido a partir dos estudos de Émile Benveniste (1966; 1974) e de uma de suas principais noções, a subjetividade. No intuito de destituir a ideia que ainda se possa ter de invisibilidade do tradutor, analisamos a tradução da obra “Trabalhos de amor perdidos” (Shakespeare, 1595), com foco nas notas do tradutor, concluindo que este tipo de inserção é um exemplo perfeitamente claro que permite ver o tradutor como um sujeito que enuncia.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Referências

ALBIR, A. H. Tradución y Traductología. Introducción a la Traductología. 4a ed. Madrid: Ediciones Cátedra, 2008.

BENVENISTE, E. Problemas de lingüística geral I. 5. ed. Campinas: Pontes Editores, 2005.

_________. Problemas de lingüística geral II. 2. ed. Campinas: Pontes Editores, 2006.

FLORES, V. N. Notas para uma (re)leitura da teoria enunciativa de Émile Benveniste. In: Marlene Teixeira; Valdir do Nascimento Flores. (Org.). O sentido na linguagem: uma homenagem à Professora Leci Barbisan. Porto Alegre: EDIPUCRS, 2012b. p. 153-170.

HERMANS, T. The Translator’s Voice in Translated Narrative. In: Target 8, 1, 23-48, 1996.

MITTMANN, S. Notas do tradutor e processo Tradutório: análise e reflexão sob uma perspectiva discursiva. Porto Alegre: Ed. da UFRGS, 2003.

NUNES, P. A. O tradutor como função enunciativa: uma análise de autotradução. Porto Alegre: UFRGS, 2008. Monografia (Graduação em Letras) – Instituto de Letras, Universidade Federal do Rio Grande do Sul, 2008.

__________. Do bilíngue ao tradutor, do enunciado à enunciação: notas sobre uma perspectiva enunciativa do tradutor e da tradução. Tradterm, no18,. p. 09-27, 2011.

__________. A prática tradutória em contexto de ensino (re)vista pela ótica enunciativa. Porto Alegre: UFRGS, 2012. Tese de doutorado – Instituto de Letras, Universidade Federal do Rio Grande do Sul, 2012.

SHAKESPEARE, W. Trabalhos de amor perdidos. Porto Alegre: L&PM Pocket, 2006.


VENUTI, L. The Translator's Invisibility: A History of Translation. London & New York: Routledge, 1995

Downloads

Publicado

2015-08-18

Como Citar

LEIVAS WAQUIL, M. A voz do tradutor no texto traduzido: a subjetividade apontada nas notas. Rónai – Revista de Estudos Clássicos e Tradutórios, [S. l.], v. 2, n. 1, p. 73–92, 2015. Disponível em: https://periodicos.ufjf.br/index.php/ronai/article/view/23093. Acesso em: 20 jun. 2024.

Edição

Seção

Artigos