A influência das atividades lúdicas na alfabetização matemática de alunos do Ensino Fundamental I (1° ao 5° ano)

Autores

  • Edinaldo Enoque da Silva Junior Secretaria do Estado de Educação de Santa Catarina
  • Jenerton Arlan Schütz Instituto Federal Goiano https://orcid.org/0000-0002-3603-7097

Palavras-chave:

Aprendizagem, Jogos Matemáticos, Desafios Educacionais

Resumo

O presente estudo pretende examinar o que consideramos ser os desafios e oportunidades do uso de jogos matemáticos no Ensino Fundamental. Para compreender a eficácia dessas abordagens inovadoras na promoção da aprendizagem da matemática nesta faixa etária. Este estudo baseia-se numa extensa revisão de literatura para contextualizar a utilização de jogos matemáticos e explorar as nuances associadas à sua implementação. A metodologia adotada consiste em uma abordagem de pesquisa bibliográfica que permite uma análise crítica de pesquisas anteriores, teorias educacionais e práticas pedagógicas relacionadas ao tema. O foco está nos desafios que os educadores enfrentam na integração dos jogos matemáticos no currículo do Ensino Fundamental I (1° ao 5° ano) e ​​na exploração de perspectivas futuras para melhorar esta prática. Os resultados revelaram desafios importantes, incluindo a necessidade de adaptar o currículo para integrar jogos de forma eficaz, gerir eficazmente o tempo das aulas e acomodar os diferentes estilos de aprendizagem dos alunos. Mas olhar para o futuro abre possibilidades emocionantes que destacam o potencial das tecnologias educacionais avançadas, da colaboração entre educadores e do desenvolvimento de jogos personalizados para otimizar as experiências de aprendizagem. As conclusões deste estudo destacam a importância estratégica do uso de jogos matemáticos nas salas de aula do Ensino Fundamental I (1° ao 5° ano), não apenas como ferramentas de jogo, mas também como recursos poderosos para promover uma aprendizagem ativa e significativa. Identificar desafios e explorar perspectivas futuras são formas de melhorar a prática docente que exigem uma abordagem adaptativa e colaborativa dos educadores. Este estudo contribui para uma compreensão crítica do papel dos jogos matemáticos na educação e destaca a necessidade de pesquisa e inovação contínuas para melhorar o ensino de matemática na primeira série.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Metrics

Carregando Métricas ...

Biografia do Autor

Edinaldo Enoque da Silva Junior, Secretaria do Estado de Educação de Santa Catarina

Mestre em Educação (Unoesc).

Jenerton Arlan Schütz, Instituto Federal Goiano

Doutor em Educação nas Ciências (Unijuí).

Referências

AGUIAR, João Serapião de. O jogo no ensino de conceitos a pessoas com problemas de aprendizagem: uma proposta metodológica de ensino. Rev. bras. educ. espec. [online]. 2003, vol.09, n.01, pp.79-107. ISSN 1413-6538.

D’AMBROSIO, Beatriz S. Como ensinar matemática hoje? Temas e Debates. SBEM. Ano II. N2. Brasília. 2010. Disponível em: https://repositorio.ufpb.br/jspui/bitstream/123456789/2009/1/CSRC04082016. Acesso em: 20 out. 2023.

KAMII, Constance. A criança e o número: implicações educacionais da teoria de Piaget para a atuação junto a escolares de 4 a 6 anos. Tradução de Regina de Assis. 11.ed. Campinas: Papirus, 1990.

KISHIMOTO, Tizuko Morchida. Jogos infantis: o jogo, a criança e a educação. 17.ed. Petrópolis: Vozes, 2011.

VELASCO, Cacilda Gonçalves. Brincar: o despertar psicomotor. Rio de Janeiro: Sprint Editora, 1996.

SOUZA, Leyde Laura de. O Lúdico: Aprender brincando na educação infantil.

Disponível em: http://www.webartigos.com/articles/27525/1/O-LUDICO-APRENDERBRINCANDO-NA-EDUCACAO-INFANTIL/pagina1.html. Acesso em: 08 de out. 2023.

SANTOS, Élia Amaral do Carmo. O lúdico no processo ensino-aprendizagem.

Disponível em: http://need.unemat.br/4_forum/artigos/elia.pdf. Acesso em 22 out. 2023.

QUEIROZ, Marta Maria Azevedo. Educação infantil e ludicidade. Teresina: Edufpi, 2009.

PINHO, Raquel. O lúdico no processo de aprendizagem. Disponível em:

http://www.webartigos.com/articles/21258/1/O-LUDICO-NO-PROCESSO-DEAPRENDIZAGEM/pagina1.html. Acesso em: 07 out. 2023.

KRAEMER, M. L. Quando Brincar é Aprender. Ipiranga, SP: Loyola, 2007.

ALMEIDA, P. N. Educação Lúdica/técnicas e jogos pedagógicos. Ipiranga, SP: Loyola, 2003.

FARIA, R. Anália. O Desenvolvimento da Criança e do Adolescente Segundo Piaget. 3ª ed. São Paulo: Ática, 1995.

FRIEDMANN, Adriana. Brincar: Crescer e Aprender/O resgate do jogo infantil. São Paulo: Moderna, 2001.

RIZZI, L.; HAYDT, R. C. Atividades Lúdicas na Educação da Criança. São Paulo: Ática, 1987.

SILVA, Marco. Sala de Aula Interativa. Rio de Janeiro: Quartet, 2002.

VEIGA, Ilma. Profissão Docente: novos sentidos, novas perspectivas. Campinas, SP: Papirus, 2008.

Downloads

Publicado

2023-11-29

Como Citar

SILVA JUNIOR, E. E. da; SCHÜTZ, J. A. A influência das atividades lúdicas na alfabetização matemática de alunos do Ensino Fundamental I (1° ao 5° ano). Revista de Investigação e Divulgação em Educação Matemática , [S. l.], v. 7, n. 1, 2023. Disponível em: https://periodicos.ufjf.br/index.php/ridema/article/view/42551. Acesso em: 23 fev. 2024.

Edição

Seção

Artigos