O futebol também ensina

  • Agnaldo Kupper Universidade Estadual Paulista - campus Assis
Palavras-chave: Futebol, Relações sociais, Educação

Resumo

Quais as relações que podem ser feitas entre a vida moderna contemporânea e a prática futebolística? As respostas podem servir como fios condutores para discussões em salas de aulas. Afinal, o futebol mexe com a rotina de nossas relações sociais, inclusive entre discentes. Para entender o futebol moderno enquanto esporte e suas implicações na vida contemporânea, trazendo-o do exterior para o interior do ambiente educacional, esta rápida revisão de literatura procura demonstrar como um esporte, aparentemente vinculado a práticas de lazer, pode colaborar para que entendamos um pouco mais do mundo e suas transformações modernas. Ao sugerir o tema em salas de aulas, percebo o quanto as discussões mexem com o mundo discente e como brotam as relações entre a vida prática e o futebol.

Referências

BORSARI, José Roberto. Futebol de campo. São Paulo: EPU, 1989.
BUARQUE, Chico. O moleque e a bola. In: COELHO, Eduardo (Org.). Donos da bola. Rio de Janeiro: Língua Geral, 2006. p. 54-56.
DAMATTA, Roberto. Futebol: ópio do povo x drama de justiça social. Novos Estudos CEBRAP, São Paulo, v. 1, n. 4, p. 54-60, 1982.
DAMO, Arlei. Do dom à profissão: uma etnografia do futebol de espetáculo a partir da formação de jogadores no Brasil e na França. 2005. Tese (Doutorado em Antropologia Social) – Universidade Federal do Rio Grande do Sul, Porto Alegre, 2005.
ELIAS, Norbert; DUNNING, Eric. A busca da excitação. Lisboa: DIFEL, 1992.
FRANCO JÚNIOR, Hilário. A dança dos deuses: futebol, sociedade e cultura. São Paulo: Companhia das Letras, 2007.
GUMBRECHT, Hans U. Elogio da beleza atlética. São Paulo: Companhia das Letras, 2007.
GUAZELLI, César Augusto B. 500 anos de Brasil, 100 anos de futebol gaúcho: construção da “província de chuteiras”. Anos 90: revista do programa de pós-graduação em história, Porto Alegre, n. 13, p. 48, jul. 2000.
HOBSBAWM, Eric. Nações e nacionalismos desde 1780. São Paulo: Paz e Terra, 1991.
HOUELLEBECK, Michel. O soldado de Tocqueville. Folha de São Paulo, São Paulo, 3 fev. 2008. p. 10. Caderno Mais.
MEIHY, José Carlos S. Bom. Futebol e cultura: coletânea de estudos. São Paulo: Imprensa Oficial, 1982.
NORONHA, Sérgio (Org.). Almanaque dos esportes. Rio de Janeiro: Rio Gráfica, 1975.
PORTO, Roberto; MÁXIMO, João. A história ilustrada do futebol brasileiro. São Paulo: Edobras, 1969.
SOUZA, Glauco José Costa. O futebol nós podemos jogar: uma análise sobre o desenvolvimento do futebol fora dos clubes da elite do Rio de Janeiro. Revista Recorde, Rio de Janeiro, v. 8, p. 46, 2015.
VERDÚ, Vicente. El fútbal: mitos, ritos y símbolos. Madri: Alianza, 1980.
WISNIK, José Miguel. Veneno remédio: o futebol e o Brasil. São Paulo: Cia das Letras, 2008.
Publicado
2020-04-15