Trajetória de vida

estudo biográfico de uma docente transexual em Rondônia

Palavras-chave: Docência, Transexualidade, Identidade

Resumo

O estudo, de natureza qualitativa, busca analisar a trajetória de vida de uma professora que atuou na década de 1980 no ensino fundamental na rede pública de Porto Velho, Rondônia, e o seu processo de construção de identidade transexual. Desenvolveu-se um estudo biográfico a partir da compreensão da psicologia social para contribuir na constituição e afirmação de identidade de gênero de professores e os impactos que potencializam um ambiente escolar com espaços de igualdade e humanização. A abordagem metodológica do estudo foi baseada em entrevistas filmadas tendo como colaboradores: membros da família, professores, amigos de trabalho e ex-alunos que fizeram parte da história da professora. O estudo biográfico oportunizou novas reflexões quanto o papel da escola e da prática docente.

Biografia do Autor

Kary Jean FALCAO, Pontifícia Universidade Católica do Rio Grande do Sul - PUCRS
Doutorando em Psicologia pela Pontifícia Universidade Católica do Rio Grande do Sul – PUC/RS. Membro do Grupo de Pesquisa Preconceito, Vulnerabilidade e Processos Psicossociais, PVPP/PUCRS. Endereço: Rua Algodoeiro, 5700, Floresta, 76.808-250, Porto Velho, RO, Brasil. Telefones: (69) 99337-0423 e (69) 3216-5980
Angelo Brandelli Costa, Pontifícia Universidade Católica do Rio Grande do Sul - PUCRS

Doutor em Psicologia pela Universidade Federal do Rio Grande do Sul, UFRGS e com estágio pós-doutoral no PPGPSICO/UFRGS.  Professor do Programa de Pós-Graduação em Psicologia da Pontifícia Universidade Católica do Rio Grande do Sul (PUCRS) e coordenador do Grupo de Pesquisa Preconceito, Vulnerabilidade e Processos Psicossociais, PVPP/PUCRS. Endereço: Av. Ipiranga, 6681, prédio 11, 9º andar, Jardim Botânico, 90619900, Porto Alegre, RS, Brasil. Telefones: (51) 98405-4408 e (51) 3320-3633.

Marlene Neves Strey, Universidade Feevale

Professora Ensino Superior da Universidade Feevale e Membro de corpo editorial da Revista Psicologia Unisc. 

Referências

BANKS, Marcus. Dados visuais para pesquisa qualitativa. Porto Alegre: Artmed, 2009.

BORN, Claudia. Gênero, trajetória de vida e biografia: desafios metodológicos e resultados empíricos. Sociologias, Porto Alegre, v. 3, n. 5, p. 240-265, jan/jun. 2001. Disponível em: https://seer.ufrgs.br/sociologias/article/view/5736/3326. Acesso em: 05 fev. 2018.

BOSI, Ecléa. O Tempo Vivo da Memória: ensaios de Psicologia Social. São Paulo: Ateliê Editorial, 2003.

BRASIL. Lei complementar nº. 41, de 22 de dezembro de 1981. Cria o Estado de Rondônia e dá outras providências. Brasília: Diário Oficial da União, Seção 01, 1981, p. 24549. Disponível em: http://www2.camara.leg.br/legin/fed/leicom/1980-1987/leicomplementar-41-22-dezembro-1981-363034-norma-pl.html. Acesso em: 5 set. 2017.

BUENO, Belmira Oliveira et al. Docência, memória e gênero: estudos alternativos sobre a formação de professores. Psicologia USP, São Paulo, v. 4, n. 1, p. 299-318, jan. 1993. Disponível em: https://doi.org/10.1590/S1678-51771993000100014. Acesso em: 05 mar. 2018.

BUENO, Belmira Oliveira et al. Histórias de vida e autobiografias na formação de professores e profissão docente (Brasil, 1985-2003). Educação e Pesquisa, São Paulo, v. 32, n. 2, p. 385-410, mai/ago. 2006. Disponível em: http://dx.doi.org/10.1590/S1517-97022006000200013. Acesso em: 15 fev. 2018.

FLICK, Uwe. Uma introdução à pesquisa qualitativa. Porto Alegre: Bookman, 2004.

LOURO, Guacira Lopes. Gênero, sexualidade e educação: uma perspectiva pós-estruturalista. Petrópolis, RJ: Vozes, 1997.

LOURO, Guacira Lopes. Gênero, sexualidade e educação: das afinidades políticas às tensões teórico-metodológicas. Educação em Revista, Belo Horizonte, v. 1, n. 46, p. 46, 201-218, dez. 2007. Disponível em: http://dx.doi.org/10.1590/S0102-46982007000200008. Acesso em: 11 abr. 2018.

LOURO, Guacira Lopes. Os Estudos Queer e a Educação no Brasil: articulações, tensões, resistências. Revista Contemporânea, São Carlos, v. 2, n. 2, p. 363-369, jul/dez. 2012. Disponível em: http://www.contemporanea.ufscar.br/index.php/contemporanea/article/view/87/52. Acesso em: 11 abr. 2018.

MENESES, Ulpiano Toledo Bezerra de. A história, cativa da memória? para um mapeamento da memória no campo das ciências sociais. Revista do Instituto de Estudos Brasileiros, São Paulo, v. 34, n.1, p. 9-23, dez. 1992. Disponível em: https://doi.org/10.11606/issn.2316-901X.v0i34p9-23. Acesso em: 15 jan. 2018.

PINHEIRO, Odette de Godoy. Entrevista: uma prática discursiva. In: SPINK, Mary-Jane. (Org.). Práticas discursivas e produção de sentidos no cotidiano: aproximações teóricas e metodológicas. São Paulo: Cortez, 2004, p. 156-171.

PINHEIRO, Eliana Moreira; KAKEHASHI, Tereza Yoshiko; ANGELO, Margareth. O uso de filmagem em pesquisas qualitativas. Revista Latino-Americana de Enfermagem, São Paulo, v. 13, n. 5, p. 717-722, set/out. 2005. Disponível em: http://dx.doi.org/10.1590/S0104-11692005000500016. Acesso em: 15 jan. 2018.

RIOS, Pedro Paulo Souza; BARROS, Edonilce Rocha; VIEIRA, André Ricardo Lucas. Narrativas de vida e formação de professores gays: (auto) biográficas acerca do estranho que habita em mim. Revista do Centro de Educação, Santa Maria, v. 42, n. 1, p. 227-239, jan/abr. 2017. Disponível em: http://dx.doi.org/10.5902/1984644424915. Acesso em: 15 jan. 2018.

SANTANA, Ana Larissa Alencar. A vivência dos travestis em escolas e no ensino superior brasileiro: uma análise bibliográfica do período 2011-2015. Revista Científica FAGOC, Multidisciplinar, Ubá, MG, v. 1, n. 1, p. 99-111, jan. 2016. Disponível em: http://revista.fagoc.br/index.php/multidisciplinar/article/view/105/85. Acesso em: 18 fev. 2018.

SANTOS, Larissa Conceição dos. Entre história, memória e narrativa: interfaces mediadas pela comunicação. Sessões do imaginário, Porto Alegre, v. 21, n. 35, p. 98-104, mai. 2016. Disponível em: http://dx.doi.org/10.15448/1980-3710.2016.1.21217 . Acesso em: 15 jan. 2018.

SANTOS, Dayana Brunetto Carlin dos. A biopolítica educacional e o governo de corpos transexuais e travestis. Cadernos de Pesquisa, São Paulo, v. 45, n.157, p. 630-651, jul/set. 2015. Disponível em: http://dx.doi.org/10.1590/198053142970. Acesso em: 18 fev. 2018.

SOUSA, Andreia da Silva Quintanilha. A expansão da educação superior no estado de Rondônia 1991-2004. In: V Congresso Luso-Brasileiro de Política e administração, XXIII Simpósio Brasileiro de Política e Administração da Educação, I Colóquio Ibero-Americano de Política e Administração da Educação, Porto Alegre: Cadernos ANPAE, p. 1-14, 2007.

SOUZA, Elizeu Clementino. (Auto) biografia, histórias de vida e práticas de formação. In: NASCIMENTO, Antônio Dias; HETKOWSKI, Tania Maria (Orgs.). Memória e formação de professores. Salvador: EDUFBA, 2007, p. 58-74.

SPINK, Mary Jane; MEDRADO, Benedito. Produção de sentido no cotidiano: uma abordagem teórico-metodológica para análise das práticas discursivas. In: SPINK, Mary Jane (Org.). Práticas discursivas e produção de sentidos no cotidiano: aproximações teóricas e metodológicas. São Paulo: Cortez, 2004, p. 22-41.

SPINK, Mary Jane; MENEGON, Vera Mincoff. A pesquisa como prática discursiva: superando os horrores metodológicos. In: SPINK, Mary Jane (Org.). Práticas discursivas e produção de sentidos no cotidiano: aproximações teóricas e metodológicas. São Paulo: Cortez, 2004, p.42-70.

SPINK, Mary Jane; LIMA, Helena. Rigor e visibilidade: a explicitação dos passos de interpretação. In: SPINK, Mary Jane (Org.). Práticas discursivas e produção de sentidos no cotidiano: aproximações teóricas e metodológicas. São Paulo: Cortez, 2004, p. 71-99.

ZAMBRANO, Elizabeth. Transexuais: identidade e cidadania. In: VENTRUNE, Gustavo; BOKANY, Vilma (Org). Diversidade Sexual e Homofobia no Brasil. São Paulo: Fundação Perseu Abramo, 2011, p. 97-107.

Publicado
2020-04-15