Instrumentos e critérios no processo de avaliação em Educação Física escolar

“Errar é humano”, mas é fonte de aprendizagem

  • Luciana Venâncio Instituto de Educação Física e Esportes - Universidade Federal do Ceará | Programa de Pós-Graduação em Educação Física - Universidade Federal do Rio Grande do Norte https://orcid.org/0000-0003-2903-7627
  • Luiz Sanches Neto Instituto de Educação Física e Esportes - Universidade Federal do Ceará | Programa de Pós-Graduação em Educação Física - Universidade Federal do Rio Grande do Norte http://orcid.org/0000-0001-9143-8048

Resumo

Neste artigo tratamos da noção de “erro” no processo avaliativo em educação física no âmbito da escolarização. O objetivo é diferenciar instrumentos e critérios de avaliação utilizados por três professoras-pesquisadoras e um professor-pesquisador de educação física. Para balizar nossa análise, metodologicamente fundamentada em estratégias interpretativas de meta-análise, partimos do pressuposto que o erro é fonte de aprendizagem. Porém, para que se aprenda com o erro é necessário qualificá-lo e, nesse empreendimento, pode-se superar os enganos dos(as) próprios(as) avaliadores(as) educacionais e propositores(as) de políticas públicas ao quantificarem a aprendizagem escolar.

Biografia do Autor

Luciana Venâncio, Instituto de Educação Física e Esportes - Universidade Federal do Ceará | Programa de Pós-Graduação em Educação Física - Universidade Federal do Rio Grande do Norte
Pós-doutora em Educação | Professora adjunta no Instituto de Educação Física e Esportes - Universidade Federal do Ceará
Luiz Sanches Neto, Instituto de Educação Física e Esportes - Universidade Federal do Ceará | Programa de Pós-Graduação em Educação Física - Universidade Federal do Rio Grande do Norte
Pós-doutor em Educação | Professor adjunto no Instituto de Educação Física e Esportes - Universidade Federal do Ceará
Publicado
2019-06-05
Seção
Artigos