Entrevista com Faustino Teixeira sobre sua experiência como egresso da primeira graduação de Ciência da Religião no Brasil

  • Matheus Oliva da Costa PUC-SP
Palavras-chave: Profissionalização, Ciência da Religião Aplicada, História da Ciência no Brasil

Resumo

Na presente entrevista, realizada por email, um egresso da primeira turma de um curso de graduação em Ciência da Religião, nos relata sua experiência como estudante desse curso. Por um lado, o entrevistado Faustino Teixeira narra aspectos até então inéditos da primeira turma de cientistas das religiões formada no Brasil. Por outro lado, este professor também se formou em Filosofia e se tornou mestre e doutor em Teologia pela PUC-RJ e PUG-Ítalia, respectivamente. Toda essa formação lhe deu bases para se tornar um importante pesquisador no campo mais geral de estudos sobre religiões, e da Ciência da Religião, especificamente.  Posteriormente até mesmo retornou como docente dos cursos de pós-graduação em Ciência da Religião na mesma universidade em que se formou nas suas duas graduações, a Universidade Federal de Juiz de Fora (UFJF). O diálogo que se segue apresenta elementos de história do primeiro curso de Ciência da Religião do ponto de vista de um dos seus estudantes dos anos 1970, mistos com a percepção posterior desse intelectual que deixou (e continua a deixar) sua marca nessa área. O principal objetivo da entrevista é registrar narrativas sobre as primeiras reflexões e fatos históricos que aludem a profissionalização de cientistas das religiões no Brasil. Mas também muitas outras questões são postas, fruto da complexidade do pensamento e da rica história do entrevistado.

Biografia do Autor

Matheus Oliva da Costa, PUC-SP
Graduado em Ciências da Religião pela Universidade Estadual de Montes Claros - MG (Unimontes). 
Mestre e doutorando em Ciência da Religião pela PUC-SP, bolsista da CAPES/FUNDASP.
Publicado
2019-04-23