Memória tecnocultural em Aquarius

Autores

DOI:

https://doi.org/10.34019/1981-4070.2020.v14.31862

Palavras-chave:

Memória, Tecnocultura, Imagem, Montagem, Arquivo

Resumo

O tema deste artigo é a atualização da memória tecnocultural na imagem cinematográfica. Partimos do conceito de memória de Bergson (2010) e investigamos a sua incidência em objetos tecnoculturais. Pensar em termos tecnoculturais é reconhecer a estrutura projetual, o design dos objetos investigados, relativizando a separação premeditada entre arte e técnica, e entender os objetos enquanto expressões de inúmeros tempos e espaços, dotados de sentidos fluidos. Nossa costura teórica também evidencia como imagens de diferentes naturezas técnicas se contagiam de forma independente entre si. Abordamos esse processo comunicativo a partir do filme Aquarius (2016), de Kleber Mendonça Filho. Demonstramos como e quais devires tecnoculturais se atualizam nas técnicas e nas estéticas, nas montagens e nos planos narrativos de Aquarius, que transforma o arquivo em seu próprio tema, propondo uma espécie de “prática da memória”. O filme faz remissões aos Anos 70, propondo duas dimensões narrativas, e um conflito geral entre as utopias da Era de Aquário e do neoliberalismo. O modo como estabelece essa montagem dá continuidade a um devir tecnotropical, coalescendo e tensionando utopias, imagens e formas de uma corrente artística brasileira de vanguarda.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Biografia do Autor

Julherme José Pires, Universidade do Vale do Rio dos Sinos

Doutorando no Programa de Pós-Graduação em Ciências da Comunicação da Universidade do Vale do Rio dos Sinos. 

Suzana Kilpp, Universidade do Vale do Rio dos Sinos

Professora e pesquisadora do Programa de Pós-Graduação em Ciências da Comunicação da Universidade do Vale do Rio dos Sinos.

Referências

- Uma Odisseia no Espaço. Direção: Stanley Kubrick. Estados Unidos da América: Metro-Goldwyn-Mayer; Stanley Kubrick Productions, 1968. 1 Blu-ray (149 min), son., color.

AQUARIUS. Direção: Kleber Mendonça Filho. Brasil: CinemaScópio; SBS Productions; Globo Filmes; VideoFilmes, 2016. 1 Blu-ray (146 min), son., color.

AQUARIUS – FILME. In: FACEBOOK. [Menlo Park, CA: Facebook, Inc: 2020]. Disponível em: <https://www.facebook.com/pg/aquariusfilme/about>. Aceso em 5 mar. 2020.

BACURAU. Direção: Kleber Mendonça Filho; Juliano Dornelles. Brasil: CinemaScópio; SBS Productions; Globo Filmes, 2019. 1 Blu-ray (132 min), son., color.

BARRY LYNDON. Direção: Stanley Kubrick. Estados Unidos da América: Peregrine; Hawk Films; Warner Bros, 1975. 1 Blu-ray (185 min), son., color.

BENJAMIN, Walter. Origem do drama trágico alemão. Belo Horizonte: Autêntica Editora, 2016.

BENJAMIN, Walter. Passagens. Belo Horizonte: Ed. da UFMG/Imprensa Oficial do Estado de São Paulo, 2009.

BENJAMIN, Walter. Obras escolhidas I: magia, técnica, arte e política. São Paulo: Brasiliense, 1985.

BERGSON, Henri. Matéria e memória: ensaio sobre a relação do corpo com o espírito. São Paulo: Editora WMF Martins Fontes, 2010.

CAETANO VELOSO et al. Tropicália ou panis et circenses. Brasil: Philips Records, 1968.

CRARY, Jonathan. Técnicas do observador: visão e modernidade no século XIX. Rio de Janeiro: Contraponto, 2012.

CRÍTICO. Direção: Kleber Mendonça Filho. Brasil: CinemaScópio, 2008. 1 DVD (80 min), son., color.

DELEUZE, Gilles. Bergsonismo. São Paulo: Editora 34, 2012.

DELEUZE, Gilles. A imagem-tempo. São Paulo: Brasiliense, 2005.

DIDI-HUBERMAN, Georges. O que vemos, o que nos olha. São Paulo: Editora 34, 1998.

DUBOIS, Philippe. Cinema, vídeo, Godard. São Paulo: Cosac Naify, 2004.

ELIS. Direção: Hugo Prata. Brasil: Bravura Cinematográfica; Globo Filmes, 2016. 1 Blu-ray (110 min), son., color.

ELIS REGINA. Falso brilhante. Brasil: Philips Records, 1976.

FAZENDO AQUARIUS. Direção: Tiago Calazans. Brasil: CinemaScópio Produções, 2016. 1 Blu-ray (18 min), son., color.

FLUSSER, Vilém. A forma das coisas: uma filosofia sobre o design. São Paulo: Centro interdisciplinar de semiótica da cultura e da mídia (CISC), 2002.

FLUSSER, Vilém. O mundo codificado: por uma filosofia do design e da comunicação. São Paulo: Cosac Naify, 2007.

FRAGA, Nayara. “Foi uma espécie de sabotagem do próprio audiovisual brasileiro”. In: Época Negócios. [S. l.], 27 fev. 2017. Disponível em: <https://epocanegocios.globo.com/Brasil/noticia/2017/02/foi-uma-especie-de-sabotagem-do-proprio-audiovisual-brasileiro.html>. Acesso em: 13 fev. 2020.

GALT, MacDermot; RADO, James; RAGNI, Gerome. Hair: the American tribal love-rock musical. Nova York: The Public Theater, 1967.

GILBERTO GIL. Pai e mãe. Brasil: Warner Music Brasil, 1975.

KILPP, Suzana; WESCHENFELDER, Ricardo. O invisível no plano cinematográfico: rastros de Benjamin e Bergson. Intexto, Porto Alegre, n. 35, p. 27-40, 2016. Disponível em: <http://seer.ufrgs.br/index.php/intexto/article/view/58581>. Acesso em: 5 mar. 2020.

MACHADO, Arlindo. O sujeito na tela: modos de enunciação no cinema e no ciberespaço. São Paulo: Paulus, 2007.

MARKS, Laura U. A memória das coisas. In: FRANÇA, Andréa; LOPES, Denilson (Orgs.). Cinema, globalização e interculturalidade. Chapecó: Argos, 2010. p. 309-344.

MENEZES, Paulo. À meia-luz: cinema e sexualidade nos anos 70. São Paulo: Editora 34, 2013.

NIETZSCHE, Friedrich. Assim falou Zaratustra: um livro para todos e para ninguém. São Paulo: Companhia das Letras, 2011.

O SOM AO REDOR. Direção: Kleber Mendonça Filho. Brasil: CinemaScópio, 2012. 1 Blu-ray (131 min), son., color.

PASSOS, José Luiz. O sonâmbulo amador. Rio De janeiro: Objetiva, 2012.

QUEEN. Another one bites the dust. Reino Unido: EMI, 1980.

QUEEN. The game. Reino Unido: EMI, 1980.

RANCIÈRE, Jacques. O destino das imagens. Rio de Janeiro: Contraponto, 2012.

RICHARD STRAUSS. Also sprach Zarathustra, Op. 30. 1986.

SANCHES, Pedro Alexandre. Tropicalismo: decadência bonita do samba. São Paulo: Boitempo Editorial, 2000.

STEINBERGER, Albert. Em Cannes, equipe de “Aquarius” protesta contra impeachment. In: DW Brasil. Cannes, 17 mai. 2016. Disponível em: <https://www.dw.com/pt-br/em-cannes-equipe-de-aquarius-protesta-contra-impeachment/a-19264184>. Acesso em: 6 mar. 2020.

TAIGUARA. Hoje. Brasil: EMI Music Brasil, 1968.

TARKOVSKI, Andrei. Esculpir o tempo. São Paulo: Martins Fontes, 1998.

THE 5TH DIMENSION. Aquarius / Let the sunshine in. Estados Unidos da América: Buddah Records, 1969.

VELOSO, Caetano. Verdade tropical. São Paulo: Companhia das Letras, 1997.

VINIL VERDE. Direção: Kleber Mendonça Filho. Brasil: CinemaScópio; Símio Filmes, 2004. 1 DVD (13 min), son., color.

Downloads

Publicado

2020-12-30

Como Citar

PIRES, J. J.; KILPP, S. Memória tecnocultural em Aquarius. Lumina, [S. l.], v. 14, n. 3, p. 77–93, 2020. DOI: 10.34019/1981-4070.2020.v14.31862. Disponível em: https://periodicos.ufjf.br/index.php/lumina/article/view/31862. Acesso em: 22 abr. 2021.

Edição

Seção

Artigos